Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

O polvo

Cada vez mais sinto um desiludido da política em Portugal. Não porque seja político, mas porque sou cidadão. Perdi por completo a fé naqueles que nos governam. E quando falo em quem nos governa, estou a referir-me aos actuais, aos anteriores e aqueles que virão a seguir. Tenho que reconhecer que da esquerda à direita já não há políticos sérios. A corrupção, os compadrios e as amizades por conveniência, cortam transversalmente todos os partidos políticos e a sociedade em geral. É um polvo gigante que estende os seus tentáculos a todo o lado. Basta ir seguindo com atenção as notícias do dia-a-dia (em letra pequena, claro) para nos apercebermos como as coisas andam. São ministros que nomeiam administrações de empresas públicas, que por sua vez os acolhem quando saem do governo. São filhos de importantes figuras do estado que são nomeados para cargos de relevo assim que acabam o seu curso. São ex-dirigentes políticos que só não foram formalmente acusados de crimes graves por pressão de figurões e que agora estão colocados em organizações internacionais ou colocados em empresas portuguesas a operar no estrangeiro. Há de tudo um pouco.

Se até há uns anos atrás as fraudes com o Fundo Social Europeu serviram para enriquecer meio mundo (políticos, sindicatos e apêndices), hoje a técnica é diferente.

Gostaria que alguém me explicasse os 1200 M€ (sim, leram bem, mil e duzentos milhões de euros) que estão no OGE na rubrica “Estudos e pareceres”. Para onde vai parar este dinheiro? Quem é que faz os Estudos? Quem é que dá os parecerem? Para que servem esses estudos e pareceres? Presumo que já tenham adivinhado.

Os partidos vão-se alternando no poder, dizem cobras e lagartos uns dos outros, mas tudo continua na mesma e com tendência para piorar.

O que me preocupa é o sentimento de impotência para por fim a este estado de coisas. Penso que só chamando o inspector Corrado Cattani!

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 19:36
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

Se bem me lembro… Portalegre

Aqui há um bom par de anos, era eu mais dois colegas e amigos noticiaristas (redigíamos as notícias do dia para o locutor de serviço ler no espaço informativo) do antigo Emissor Regional de Elvas da Emissora Nacional. Calhou naquele dia estar eu de serviço quando entra alguém desconhecido nas instalações (ficavam situadas no edifício da Câmara com entrada pela Rua do Sineiro). Abordado por alguém que não recordo, o referido individuo disse que vinha em nome da população de Portalegre levar todo o material do emissor, porque sendo a referida cidade a capital do distrito é que tinha o direito de ter o Emissor Regional da E.N..

Isto até parece anedota, mas há pessoas aqui em Elvas que o podem testemunhar. Claro está que não levou nada, ou antes, ia levando sim mas outra coisa!

Vem isto a propósito da “nossa querida” capital de distrito e o quanto nos tem ajudado.

Já repararam que aqui na nossa cidade passamos o tempo a dizer mal uns dos outros e nada dizemos sobre os atropelos que temos sofrido por parte de Portalegre? É a oposição que diz mal do poder por dá cá aquela palha, é o poder a tentar silenciar a oposição, e o povo a aplaudir segundo as cores, ora uns, ora outros. E assim nos divertimos muito, com Portalegre sempre a rir em último.

Atentemos o seguinte:

1-      Quantos governadores civis do distrito foram ou são Elvenses? Nenhum! E nós calados.

2-      Quantos cabeças de lista por qualquer dos partidos foram ou são de Elvas? Nenhuns! E nós calados.

3-      Quantos directores regionais ou distritais de qualquer serviço do Estado foram ou são de Elvas? Nenhum que me lembre! E nós calados.

4-      E sindicalistas? E associações desportivas (com excepção da Associação de Futebol no tempo em que o Elvas militava na 1ª divisão)? E … ? E …?

É um nunca mais acabar e nós continuamos a divertirmo-nos a brincar à política e aos políticos. Muito nos divertimos nós.

Mas continuemos:

1-      Criou-se o Instituto Politécnico de Portalegre. Criaram escolas e mais escolas em Portalegre e quando já estavam fartos mandaram-nos para cá a ESA. Valha-nos que esta tem tido algum êxito, mas o melhor é não falar alto ou levam-na também e mandam para cá uma escola superior de circo ou de folclore.

2-      Vinha com destino ao distrito a Escola Superior de Turismo. Todos nós aqui em Elvas pensámos que viria para cá, já que era a localidade do distrito que tinha maior número de visitantes, o maior número de camas em hotelaria, o maior número de restaurantes, o maior número de monumentos nacionais, etc. Pois não, assentou arraiais em Portalegre e nós continuamos alegres e bem-dispostos.

3-      O Regimento de Infantaria de Elvas, teve em tempos uma unidade militar em Portalegre dependente do primeiro. Claro está que parecia muito mal aparecer na parede frontal do edifício Regimento de Infantaria de Elvas – Destacamento. Era inadmissível tal coisa. Pois bem, foi transformado o referido destacamento em Regimento (ou Batalhão, já não me recordo bem) de Infantaria de Portalegre. O nosso fechou. O deles também. Mas enquanto o nosso se vai transformar em Museu Militar, com uma guarnição de meia dúzia de militares, o deles foi transformado na Escola da Guarda Nacional Republicana, com um corpo de instrutores do quadro grande e um número de instruendos maior ainda. E nós? Continuamos a divertirmo-nos.

4-      E que dizer da Maternidade e de outras valências hospitalares? Qualquer dia, qual Luís de Matos, transformam-nos o Hospital em Centro de Saúde.

Bem podia passar aqui o resto do dia a enumerar casos e mais casos de atropelos, mas nós nunca protestamos. Somos mansos, dóceis e sempre muito divertidos.

O poder e a oposição deviam ter vergonha do que fazem, pois parece-me que estão a fazer o jogo do inimigo, ou seja, dividir para reinar.

Caros políticos, não poderiam ao menos fazer umas tréguas até 2009 e lutarem todos juntos pela nossa cidade? Depois já poderiam continuar a divertirem-se.

Nota - Já ouvi por aí que a linha de alta velocidade de mercadorias vai passar por Portalegre e não por Elvas. Os lobby de Portalegre já estão em marcha!

Jacinto César     


Tasca das amoreiras às 19:41
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | favorito

Últimos copos

O polvo

Se bem me lembro… Portal...

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

2 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs