Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.

Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Natal de ontem... Natal de hoje...

A mudança de Deus!...

 

Quando era criança, o Natal era vivido desde bem cedo,  na tarde de dia vinte e quatro, com a família toda junta à volta da mesa para a consoada, que se prolongava em agradável convívio, até se fazer  hora da Missa do Galo. A virtude, espírito de sacrifício e  união da Sagrada Família, eram apresentados como modelo para todas as famílias. Aprendíamos que Jesus estava do lado dos desfavorecidos, desde o primeiro momento da sua vida, e era perseguido pelos poderosos. No final, o   Menino Jesus era dado a beijar a todos os presentes, sendo seguidamente  colocado pela primeira vez no presépio, feito alguns dias antes.

Regressávamos a casa para cear, o conforto do corpo era assegurado por uma lareira, se se tratasse da casa dos meus avós paternos, ou de uma braseira se se tratasse da casa dos meus avós maternos, o do espírito, em ambos os casos, pelo calor sempre presente dos afectos.

E as prendas?- perguntarão  os leitores.

As prendas, se as havia, o que não acontecia sempre, e também não era o mais importante, eram postas no sapatinho pelo Menino Jesus, e quase sempre constavam de uma peça de roupa para substituir outra, demasiado pequena ou demasiado velha.

A iluminação Natalícia era garantida pela lareira a arder e pela luz do candeeiro a petróleo.

Um Natal feliz nesse tempo.

Festejávamos o Natal de Jesus!...

 

Não tinha ainda chegado em força a Portugal, um outro Natal, que nunca foi de nossa tradição, que tem por figura central um santo velhinho, de seu nome São Nicolau, que em seu tempo foi um grande benfeitor dos pobres, espírito aliás bem Natalício, e que uma certa marca de bebidas, resolveu vestir com as suas cores para uma monumental campanha publicitária que já cruzou duas mudanças de século, convertendo o espírito Natalício no espírito consumista.

Nas nossas cidades, vilas e aldeias já não há presépios, mas sim enormes árvores de Natal, competindo para ver qual é a maior e mais bem iluminada, esquecendo que Ele, nasceu pequeno e humilde, numa gruta escassamente iluminada. As prendas passaram a ser entregues pelo Pai Natal, alcunha que deram ao pobre São Nicolau, agora disfarçado de rótulo de bebida e as pessoas correm de um lado para o outro, tentando comprar tudo, ficando sem tempo para o essencial, os afectos e a atenção aos outros.

Tudo são luzes e cor por todo o lado.

O Natal é bom ou mau consoante a facturação das lojas da baixa de Lisboa.

Hoje a felicidade é um direito e é proibido falar em sacrifícios, virtudes e apresentar a união familiar como um valor.

Festeja-se o Natal do consumo.

 

A todos os que tiveram a paciência de nos ler  ao longo destes meses, desejo sinceramente um

BOM NATAL DE JESUS.

 

António Venâncio

Tasca das amoreiras às 23:39
Link do post | Comentar | favorito

Últimos copos

Natal de ontem... Natal d...

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

subscrever feeds

SAPO Blogs