Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.

Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

No rescaldo do S. Mateus

Quando ontem por volta das 10 da noite fui ao Parque da Piedade senti uma tristeza muito grande. Um vazio confrangedor. A falta das pessoas e da animação que trazem com elas era sentida em todo o lado.

Dir-me-ão que era um dia de semana, mas eu contraponho que há uns anos atrás as coisas não eram assim. Mais uma vez reafirmo aquilo que disse num post em Agosto: alguma coisa tem de mudar e uma das soluções poderá ser a que aí apresento. (http://tascadasamoreiras.blogs.sapo.pt/5687.html#comentarios)

 

Mas o que me leva a escrever hoje não se prende com o que já referi mas sim sobre a organização das festas do Senhor Jesus da Piedade e da Feira de S. Mateus. Penso que está na hora de separar os eventos em termos organizativos. Eu explico:

1-     A primeira acção a tomar seria através de um protocolo ou um contrato de médio ou longo prazo (digamos 10, 20 ou 30 anos), entregar a exploração do parque da Piedade à Câmara Municipal. Que efeitos traria tal contrato? A manutenção física do parque, jardins, mata e parque de campismo ficariam por conta da câmara, já que tem pessoal que o pode fazer. Esta manutenção representa um encargo muito grande para a Confraria que assim se libertaria dela. A exploração como não poderia deixar de ser seria também do município.

2-     A organização e exploração das duas festas anuais seriam assim pertença do município. Que vantagens teria isto? Sob o ponto de vista económico era um alívio para a Confraria, pois que em anos menos bons não ficaria endividada com os eventos, prejuízos esses que seriam perfeitamente suportados pala câmara sem grandes sacrifícios.

Em termos de organização passaria a ser feita por profissionais municipais e não por amadores mesmo que cheios de boa vontade. Por sua vez, a câmara, tem uma capacidade negocial em termos de alugueres de terrenos e contratações que vão desde as iluminações ao fogo de artifício e outras que a confraria não possui. Basta lembrar que a câmara faz o aluguer de iluminações por altura do Natal e que a partir daí, passaria a negociar em pacote as do Natal e as das festas da cidade. O mesmo se passaria com o fogo de artifício. No aluguer dos terrenos a câmara também teria vantagens em negociar os mesmos em conjunto com o mercado quinzenal.

3-     As festas católicas ficariam da exclusividade da Confraria, que com as receitas da “bandeja” dariam para fazer uns floreados e ao mesmo tempo fazer a gestão e manutenção do Santuário. Ao fim e ao cabo é essa a sua verdadeira vocação, e ao mesmo tempo livravam-se de grandes dores de cabeça que sei que têm.

 

Assim sendo, teríamos as Festa do Senhor Jesus da Piedade organizadas pela Confraria e o S. Mateus e Festas da Cidade organizadas pela Câmara Municipal de Elvas.

 

Sei que em termos políticos as coisas não seriam pacíficas, pois basta ver o que se diz em relação aos espectáculos organizados pela Câmara. Os mesmos diriam que só teríamos bons S. Mateus de 4 em 4 anos. Mas mesmo assim acho que seria benéfico para toda a gente. Falta para que isto possa acontecer a Confraria ter vontade de abrir mão do poder organizativo e a Câmara vontade de assumir tal tarefa.

Fica a ideia. Como se costuma dizer que quem manda pode e quem pode manda, então que se entendam.

 

Jacinto César   


Tasca das amoreiras às 16:13
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Domingo, 12 de Agosto de 2007

Carta aberta a .. Presidente da Câmara Municipal de Elvas

Exmo. Senhor Presidenta da Câmara Municipal de Elvas
Sei que o conhecimento que temos um do outro é muito pouco, apesar de eu estar em vantagem pois o Sr. é uma figura pública e eu ser um simples cidadão.
Em nome da liberdade que todos nós cidadãos temos direito (teremos?) permito-me dirigir-me a V. Exa.
É indiscutível que V. Exa. como Presidente tem obra feita. Só um cego ou daqueles que não querem ver é que dirão o contrário. Muitas das obras serão polémicas é verdade, mas eu desconfio muito de quando está tudo de acordo. Acho a polémica saudável. Já não acho o mesmo da crítica permanente só para mostrar que se é do “contra”.
Já aqui confessei publicamente o facto de ter votado em V. Ex. nas duas últimas eleições e os porquês de tal opção. Isso não significa que esteja de acordo com tudo, antes pelo contrário. E é precisamente sobre o que não concordo a principal razão deste escrito.
Se como gestor não consigo encontrar nada a apontar, já que me considero uma nulidade no tema e porque presumo estar aconselhado por pessoas entendidas, o mesmo não posso dizer em relação á sua actuação como político.
O senhor daria se pudesse um ditador perfeito: eu quero, posso e mando e recorreria a todos os métodos para que tal acontecesse.
O senhor é o demagogo perfeito. Consegue transformar o insignificante numa proeza enorme para cativar quem quer que seja e dizer-lhes o que querem ouvir. Consegue convencer e alienar as “multidões” que o ouvem.
O senhor conseguiu reunir à sua volta um “bando” de “yes man” que o bajulam em troca do emprego. São-lhe fiéis ao limite e ao ponto de se parecerem muito ao slogan “His master voice”. Sem desmérito para alguns que trabalham na Autarquia é incapaz de escolher as pessoas certas para os lugares certos e privilegiar a competência.  
O senhor é vaidoso e quer ficar para a história a todo o custo. Lembro-lhe aqui que a história foi feita de pessoas simples e humildes, a não ser que queira ficar na dita por maus motivos. Também os há e não são poucos.
O senhor é um “autista” porque é incapaz de ouvir quem quer que seja se não pertencer ao partido. Mesmo que lhe proponham algo bom, pelo facto de vir do outro lado, passa a mau!
Mas não se lamente porque tem coisas boas. Pode-se orgulhar do que tem feito e da obra que produziu. Os que lhe antecederam não fizeram nada.
Agora se me permite gostaria de dizer algumas palavrinhas ao cidadão José Rondão de Almeida.
O senhor como pessoa não interessa a ninguém: além de vaidoso, é um prepotente e de uma educação muito duvidosa, além de um trato malicioso. Uma falsa simpatia a mostrar á saciedade um complexo se superioridade e um desdém atroz. É assim que o vejo infelizmente.
Resumindo tudo isto, um BOM POLÍTICO.
PS. Já agora os meus parabéns pelo MACE independentemente do que se possa dizer (vozes de burro não chegam ao céu, como o povo diz) e já agora pelo Coliseum (não fora o nome, mas tal como o da Ponte Salazar caiu, o mais provável é que o seu caia também)
Atentamente
Jacinto César

Tasca das amoreiras às 18:09
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | favorito
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

Se bem me lembro ... Conspiração

Aqui há uns anos atrás, recebi um telefonema a convidarem-me para uma reunião política meia clandestina. Ainda hoje não entendo tal convite, mas presumi ser pelo facto de o meu “olho direito” sempre ter visto melhor que o esquerdo. Um bocado intrigado, compareci à hora e local marcado.

Claro está que nunca irei divulgar quem esteve presente, pois foi esse o compromisso que assumi, mas havia por lá de toda a gente e figuras gradas da nossa “parvónia”. O denominador comum era o facto dos presentes, uns mais que outros serem oposição ao actualmente chamado “regedor”.

Depois de se ter discutido de tudo e mais alguma coisa, só faltava acertar a estratégia para derrubar o “homem” da cadeira (onde é que já ouvi isto?). Valia tudo e só faltou que alguém propusesse a contratação de um “sniper” para o abater.

Para ser sincero, eu entrei mudo e saí calado porque não sou pessoa para alinhar em conspirações e baixa política. Pelo que julgo saber a dita “conspiração” deu em nada.

Mas se não deu em nada porque estou eu aqui a contar a história? Pelos simples facto de que se alguns dos presentes se mantêm coerentes com as suas ideias da altura, outros há que viraram o bico ao prego com muita lata (ou chamar-se-á a isto oportunismo?). É vê-los aí com ar de importantes e inchados e ao mesmo tempo com um aspecto cândido como se de nada soubessem. Tristes figuras!

Que se façam cambalhotas à frente ou atrás ainda vai que não vai, mas fazer cambalhota à frente seguida de cambalhota atrás, já requer um certo arcaboiço atlético.

Resumindo, temos uma cidade com “ginastas” de qualidade olímpica.

PS (nada de confusões): Já agora todos estarão recordados de uma revista que circulou na cidade por altura das últimas eleições autárquicas com os nomes e até fotografias dos apoiantes do actual “regedor”. Um dia deste vou publicá-la aqui para alguns se reverem!     

Nota - Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:01
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito

Últimos copos

No rescaldo do S. Mateus

Carta aberta a .. Preside...

Se bem me lembro ... Cons...

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Invejoso
Para nao falar de barcos electricos que tambem est...
Se vao ser dois ou tres nos fins de semana tambem ...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.

mais comentados

subscrever feeds

SAPO Blogs