Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

África

 

 

 

Nestes últimos tempos, ou seja, desde que passei à minha nova condição de aposentado, tenho feito aquilo que sempre gostei de fazer, mas que não tinha tempo: ler!

Como tenho por hábito não estar parado, tenho nestes últimos tempos devorado uma média de um livro por semana.

O livro de que vos quero falar tem estado já há uns tempo na fila de espera, mas vão sempre aparecendo outros que se lhe metiam à frente. Cabe aqui fazer uma referência aos autores portugueses que têm estado na mó de cima e que vou devorando uns atrás dos outros. Refiro-me por exemplo a Luís Miguel Rocha já com uma obra importante, ao luso-americano Daniel Silva que é simplesmente fascinante, para já não falar do “orelhinhas” José Rodrigues dos Santos.

Acontece que o bendito livro e cujo nome é “Deixei o meu coração em África”, finalmente chegou ao cimo da pilha.

Posso-vos dizer e principalmente a quem esteve em África como militar, que o livro nos consegue transportar até lá. Conseguimos ver aquilo que é único em termos visuais, conseguimos sentir os cheiros e aromas próprios daquele continente e até termos a percepção dos paladares tão típicos. É fascinante.

Para aqueles que estiveram em situação de guerra até os sons e o cheiro a pólvora vão sentir.

A acção passe-se fundamentalmente na Guiné (Bissau, Cacine, Gadamael e Guilege) e em Moçambique (Lourenço Marques, Beira, Vila Cabral, Nampula entre outros locais). Se a descrição que faz dos referidos locais da Guiné for tão precisa como a que faz dos de Moçambique (a realidade que eu conheço), então a descrição é perfeita.

A descrição que faz dos locais que frequentávamos, como os hotéis, restaurantes, cabarés, as praias, as ruas, os comércios, etc., faz-nos fazer um regresso ao passado com uma precisão quase milimétrica.

Mais não digo, pois aqueles que eventualmente leiam esta obra irão sentir-se nos locais por onde passaram.

 

Nota – Se alguém quiser ler o livro e não tenha acesso a ele, eu de boa vontade o emprestarei desde que o me devolvam nas devidas condições e em tempo útil de modo a poder cedê-lo a outro.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 16:04
Link do post | Comentar | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs