Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Elvas e o Património da Humanidade

Para todos aqueles que ouvem com frequência falar neste nome, mas não ligam muito aos fundamentos, gostaria de deixar aqui um pouco de história de como tudo começou, e sobre os critérios necessários para que se chegue a um lugar de destaque a nível mundial.

Tudo começou sem 1959 quando o governo do Egipto resolveu construir no Nilo a barragem de Assuão. Se não houvesse alguém que salvasse os templos de Abu Simbel e de Philae, estes ficariam irremediavelmente debaixo de água.

A ONU através da UNESCO resolveu intervir desmontando os templos e colocando-os numa cota mais elevada. Foi uma operação de extrema complexidade e de custos muito elevados que cerca de 40 países resolveram apoiar.

Foi então que a UNESCO apoiada pelo ICOMOS resolveu criar uma convenção denominada Património Mundial da Humanidade. Mais tarde resolveu-se fazer uma divisão, do que resultou o Património Cultural e o Património Natural. Existem actualmente cerca de 900 locais classificados distribuídos por 145 países.

 

Para se chegar ao lugar sonhado por muitos, há regras e atributos que os candidatos têm que obedecer.

Os atributos são 10. A saber:

 

1– representar uma obra-prima do génio criativo humano; ou

2 – mostrar um intercâmbio importante de valores humanos, durante um determinado tempo ou numa área cultural do mundo, no desenvolvimento da arquitectura ou tecnologia, das artes monumentais, do planeamento urbano ou do desenho de paisagem; ou

3 – mostrar um testemunho único, ou ao menos excepcional, de uma tradição cultural ou de uma civilização que está viva ou que tenha desaparecido; ou

4 – ser um exemplo de um tipo de edifício ou conjunto arquitectónico, tecnológico ou de paisagem, que ilustre significativos estágios da história humana; ou

5 – ser um exemplo destacado de um estabelecimento humano tradicional ou do uso da terra, que seja representativo de uma cultura (ou várias), especialmente quando se torna(am) vulnerável(veis) sob o impacto de uma mudança irreversível; ou

6 – estar directamente ou tangivelmente associado a eventos ou tradições vivas, com ideias ou crenças, com trabalhos artísticos e literários de destacada importância universal;

7 – conter fenómenos naturais excepcionais ou áreas de beleza natural e estética de excepcional importância; ou

8 – ser um exemplo excepcional representativo de diferentes estágios da história da Terra, incluindo o registro da vida e dos processos geológicos no desenvolvimento das formas terrestres ou de elementos geomórficos ou fisiográficos importantes; ou

9 – ser um exemplo excepcional que represente processos ecológicos e biológicos significativos da evolução e do desenvolvimento de ecossistemas terrestres, costeiros, marítimos ou aquáticos e comunidades de plantas ou animais; ou

10 – conter os mais importantes e significativos habitats naturais para a conservação in situ  da diversidade biológica, incluindo aqueles que contenham espécies ameaçadas que possuem um valor universal excepcional do ponto de vista da ciência ou da conservação.

 

Qualquer lugar candidato, tem que fundamentalmente obedecer pelo menos a um destes critérios, para que a candidatura tenha viabilidade.

 

Como a introdução se alongou demais, amanhã tentaremos fazer o exercício de “conseguir” encaixar Elvas nestes critérios, além de outros a ter ainda em consideração.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 22:22
Link do post | Comentar | favorito
23 comentários:
De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 01:05
Há quantos anos vives em Elvas, César? Podes-me informar?


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 01:25
Estava há pouco a falar com o Tiago, depois de uma Assembleia Municipal igual a tantas outras, e lendo o teu post questionamo-nos sobre o que queres dizer com in situ. Gostava de ser esclarecido para poder comentar melhor.


De Tasca das amoreiras a 5 de Setembro de 2008 às 12:40
Caro anónimo
Como já deve saber sou um bocado tosco, pois aprendi a ler e a escrever em adulto. Eu também não sei o que quer dizer, mas achei o termo com piada. Prometo que para a próxima não vou inventar.
Um cordial saúdo.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 14:45
César, isto é o que acontece quando copias as coisas de outros sítios. Queres que te olhemos para ti como intelectual e esperto em todos os assuntos e acabas por te meter naquilo que não percebes. Dedica-te a preparar as aulas que nós tratamos do Rondão e da outra que queres atingir. Deixa esse trabalho para nós que sabemos fazê-lo. Nós não nos metemos nas tuas aulas, pois não?


De Jacinto César a 5 de Setembro de 2008 às 15:23
Caro amigo

Nem todos podem ser “prendados” como o meu amigo, que pelos vistos consegue enrolar toda a gente em assuntos de património. Eu infelizmente não pertenço a essa classe privilegiada. Mas já que pode com eles todos, gostaria de ver acções da sua parte. Mais, gostaria de aprender alguma coisa com o meu amigo. Só que como não sei quem é, não lhe posso pedir ajuda. Por fim, manifesto-lhe aqui um desejo meu: quando for crescido quero ser como o senhor.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 12:04
Eu até queria poder perguntar ao Rondão o que queria dizer, ou à sua secretária, mas desaparecerem os dois muito depressa, a Assembleia acabou cedo ainda dava para tratar de mais uns assuntos.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 13:55
Ainda houve um que desapareceu mais rápido. ouviu das boas e meteu a viola no saco.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 13:58
acabou cedo e ainda poderia ter sido mais rápida, se não houvesse lá um empata.
Na verdade, de importante para a população, o que se decidiu?
O amanhã está diferente do ontem, por causa desta assembleia e das intervenções que lá são feitas?
Para mim, aquilo de pouco serve...


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 21:02
As Assembleias Municipais são orgãos importantes na democracia.

Agora o azar da Assembleia de Elvas é ter lá um politiquinho que brinca à politiquinha e empata, empata, empata, para ver se tira credibilidade à Assembleia. Só se descredibiliza a ele pelas figuras infantis que faz.

O outro pessoal é gente que está lá a sério e para fazer o seu papel com honestidade, seriedade e dignificar o orgão.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 15:09
O tipo do bloco não é pedra é calhau, levou cá uma banhada que ao fim ninguém viu por onde saiu.
O outro rapazito do cds bem tenta repetir a mentirita que inventou sobre o iva mas ninguém o leva a sério, já todos conhecem o jogo enviazado que sempre fez na politica em Elvas


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 15:10
Aquilo não é um empata, é um pata choca! Cada ovo que lhe sai vem goro. E ainda ouve outro amiguinho dele, que é um zero, que parece que atirou os documentos da Assembleia Municipal para o caixote do lixo. Com lixo deste na oposição como é que acreditemos neles.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 15:13
As desculpas pelo erro: não é ouve, é houve.
Houve e há, super zeros e ignorantes que ainda fazem perguntas parvas no blog.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 16:14
O rondão ébom, não haja dúvida.
Mas temos de concordar numa coisa: a oposição que tem facilita-lhe o trabalho.
PSD desfeito e sem massa crítica credível.
CDS é só um e está a perder chama.
PCP uma vergonha para um partido que faz a Festa do Avante.
BE um mal amanhado elemento a defender a diminuição dos impostos pagos pelos empresários capitalistas.
Já chega?
Boa sorte, Rondão!


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 16:21
Mas quem é que tem dúvidas?
O dossier de candidatura das Fortificações de Elvas a Património Mundial deveria ser elaborado aqui nos blogues (intelectuais e outros) da cidade.
Alguém que duvide?...
por favor, não há por aqui ninguém com uma ponta de juízo e bom senso?


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 16:24
De facto, concordo: a oposição é mazinha, pois ou não existe ou é portinholeira na prática.
A equipa do Rondão vai arrasar este mês, com iniciativas que podem ser consultadas no site da câmara: www.cm-elvas.pt
Ou seja: junta-se a fome (má oposição) com a vontade de comer (apresentação de bom trabalho).
Céu limpo ou pouco nublado, sobre a Rua Isabel Maria Picão.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 16:46
Não deixem de visitar o blog mais criativo de Elvas, Elvas-Melhor.
Cumprimentos do Patrício!

http://elvasmelhor.blogspot.com/


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 17:49
Elvas vai ser muito melhor quando deixar de haver pessoas da tua espécie repugnante que coloca nos blog comentários com o nome de pessoas qua não os fizeram. Quando o Patrício sair do seu posto de trabalho vai dar-te a resposta, porque, ao contrário da tua pessoa desocupada e que tem tempo para estar todo o dia a provocar os outros, o Patrício trabalha e é útil à sociedade.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 20:14
Se o Patrício tem que trabalhar para viver, é porque não soube arranjar uma situação que o libertasse desse pesado fardo. Agora o que é muito feio é invejar os outros, que mercê da sua inteligência souberam criar os meios para ter uma vida liberta e desfogada.

Invejosos!


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 17:49
O portinholas cada cavadela minhoca. Ouvi as rádios hoje e embora o homem bem se esforçe não convenceu ninguém que a câmara estava a mentir e ainda por cima chamou a asae e esta ainda não mandou fechar o parque. O tipo está mesmo com azar, deve andar com azia com tanta inauguração


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 18:35
Não deixem de visitar o blog mais criativo de Elvas, Elvas-Melhor.
Cumprimentos do Patrício!

http://elvasmilhor.blogspot.com/


De Patrício a 5 de Setembro de 2008 às 19:52
Eu sou o Patrício e não escrevi as duas mensagens que aparecem aqui com o meu nome. Já estão com medo de um blog que ainda nem começou Elvas Melhor. O que nós sabemos já começou a ficar preocupado comigo.
Já estás a ficar preocupado porque os teu blog já vai tendo poucas pessoas interessadas. Em vez de gozares comigo, talvez fosse melhor começares a ser mais sério. Eu sei quem és e abomino gente como tu, que pensa que os outros não são gente.
Apesar da baixaria do teu comportamento, compreendo que te sintas ameaçado no teu domínio, mas Obrigado pela publicidade.
Fica também a saber que só vou começar a escrever quando me apetecer. Quem decide sou eu.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 20:15
Se o Patrício tem que trabalhar para viver, é porque não soube arranjar uma situação que o libertasse desse pesado fardo. Agora o que é muito feio é invejar os outros, que mercê da sua inteligência souberam criar os meios para ter uma vida liberta e desfogada.


De Anónimo a 5 de Setembro de 2008 às 20:45
O que significa para ti ter inteligência para "criar os meios para ter uma vida liberta e desfogada"? Diz, tal como? Poderá ser: tal como casar com uma mulher rica que me sustente? Foi essa a inteligência? Não é mau de todo, para quem tem mau carácter mas sabe viver bem.



Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs