Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sábado, 30 de Agosto de 2008

Desmistificação do 20 de Setembro

Era vontade minha continuar a argumentar sobre as razões da proposta que tenho vindo a fazer para que a Procissão dos Pendões e a Feira de S. Mateus passassem a iniciar-se a 20 de Agosto.

Pelos comentários que se têm feito e que apontam sempre na mesma direcção, ou seja a tradição, não me resta outra alternativa que apresentar o argumento último. Era em princípio para ser o último, depois de apresentar todos os outros argumentos que tinha para fundamentar a minha proposta. Acredito que nenhum demoveria aqueles que pensam que o 20 de Setembro É A TRADIÇÃO. Errado. Não é. Adiante.

Vou contar-vos uma história. Então é assim:

 

“Recuando no tempo, até ao século XVIII, encontramos aí o início da história daquele Santuário. Num dia de verão, no ano 1736, num local denominado da Saúde, a pouco mais de mil metros a oeste da cidade de Elvas, na antiga estrada que ligava Elvas a Varche, existia uma singela e deteriorada cruz de madeira que assinalava a morte por queda, naquele sítio, de um lavrador da região.

            O sacerdote Manuel Antunes, numa das suas frequentes deslocações a uma propriedade nos arredores da cidade, montando uma mula, por duas vezes foi atirado ao chão, ficando bastante maltratado das quedas. Tendo retomado o marcha a pé, sentindo que as forças o abandonavam e temendo já não chegar ao seu destino, o Padre Manuel Antunes ajoelhou-se diante daquela cruz e em oração fez a promessa solene de a mandar reparar e nela pintar a imagem do Senhor e ainda de ali dizer uma Missa votiva em acção de graças, se durante aquele verão, outra queda não voltasse a dar e a sua débil saúde não se agravasse.

            Tendo as suas súplicas sido atendidas e em cumprimento do voto, mandou reparar a singela cruz e pintar-lhe a imagem de Jesus Crucificado, que justamente intitulou de Senhor Jesus da Piedade. Mandou ainda levantar um poste com um nicho, em alvenaria, onde foi colocada a cruz com a imagem para que ficasse convenientemente resguardada. A Missa foi rezada em altar próprio erguido junto daquela milagrosa Cruz e teve a assistência de muita gente. Era o início de uma importante romaria, que se repetiria e crescendo ao longo do tempo. Devido à fama dos milagres chegaram peregrinos de toda a parte, inclusive de Espanha, predominantemente de Badajoz, das províncias da Extremadura e da Andaluzia.

            Crescendo a fama dos muitos milagres e também da devoção popular, levando ao aumento sucessivo dos peregrinos e das suas ofertas, esmolas e ex-votos, tornou-se necessário construir uma ermida.

            Para que a edificação daquela ermida (a primitiva) se concretizasse, Luiz Manuel Marquês, proprietário daqueles terrenos, deu como esmola o terreno necessário, para o traçado ofereceu-se o artista elvense João Fernandes e ainda as esmolas do povo para custear as obras de construção.

            A 20 de Outubro de 1737, com a autorização do Cabido, teve lugar a primeira procissão para a transferência solene da Cruz para a ermida. Na procissão participou todo o povo devoto, as autorida­des civis, militares e eclesiásticas, a nobreza da cidade e as confrarias com os seus estandartes.

            Nesta capela, de arquitectura singular e de planta octogonal, que ainda hoje existe incorporada no corpo da actual Igreja, encontra-se a primitiva Cruz de madeira.”

 

Reza assim a autorização do Cabido:

 

Illl.mo Sr. Diz o Bn.º Manuel Antunes, que elle e varios devotos do Senhor da Piedade edificaram uma capella no sitio da Saude, extramuros d’esta cidade, a fim de collocarem  n’ella a imagem de Christo Crucificado, que se acha exposta à inclemencia do tempo no meio d’uma estrada; e porque não pódem transferir a ditta imagem para a nova capella sem licença de V. Ill.ma, e sem primeiro ser a mesma por V. Ill.ma visitada, e approvada, para ver se está com decencia, e que tudo dispõem as Constituições d’este bispado, tit. 18.º, parágf. 1º portanto, P. a V. Ill, ma seja servido mandar visitar a ditta capella; e, achando-a com decencia, approval-a, para se poder collocar a ditta imagem, e juntamente seja servido dar-lhes licença para que a translação se faça com a pompa devida, cantando-se n’ella hymnos e psalmos; como nas procissões se costuma. E. R. M."

            Despacho: Commettemos ao M. R. Sr. conego Manuel Garcia para visitar a ermida, que nos representão, e para assistir á mudança da Imagem com a decencia devida; porém não se dirá missa  na ditta ermida sem expressa licença nossa. Elvas em cabido de 8 d’outubro de 1737.

 

 

De salientar que a data do Despacho do Cabido é datado de 8 de Outubro e como tal, posterior a 20 de Setembro.

Para aqueles que possam duvidar do que aqui escrevo podem consultar “A egreja do Senhor Jesus da Piedade - Estudos e notas elvenses, vol. III, p. 13.” escrito pelo nosso conterrâneo António Thomaz Pires.

 

Como acabei de demonstrar as celebrações a 20 de Setembro são posteriores, e a partir de um ano que não consegui ainda determinar. Tão pouco consegui ainda saber qual o motivo da mudança do mês de Outubro para o mês de Setembro. De uma coisa tenho a certeza: a data de 20 de Setembro não tem qualquer significado e o mais provável é que tenha sido alterada por uns dos argumentos que ainda iria utilizar, ou seja, a instabilidade meteorológica. 

 

Daqui para a frente pode-se argumentar com tudo o que se queira, mas o argumento TRADIÇÃO morreu!

 

 

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 02:22
Link do post | Comentar | favorito
23 comentários:
De Anónimo a 30 de Agosto de 2008 às 09:59
Quando os que andam pelos 50s de idade eram jovens o S Mateus começava em plenas férias escolares. Agora as crianças e jovens já não podem ir.

Se não podem ir tambem não levarão os filhos.

O S Mateus ou se adapta aos novos tempos antecipando a data ou morre.

Quanto ao que quer fazer o rondão - contruir pavilhões e calcetar o chão do parque da piedade tem toda a razão o Zé de Mello.

Se quer fazer EXPO, o rondão que exproprie uns terrenos do outro lado da estrada(LADO DA QUINTA DAS ÀGUIAS) e deixe o paRQUE DA pIEDADE EM PAZ!

Por quê expulsar os feirantes que montam tenda?

Por quê reduzir a área de S Mareus se já tem o pavilhão transfonteiriço?
Se quer construir pavilhões por que não o faz expropriando terrenos do outro lado da estrada de Lisboa (lado da quinta das águias)?

Por que fez o rondão chantagem com os confrades no boletim municipal?(OU APROVEITAM OU PERDEM-SE MUITOS MILHÕes do quadro comunitário)?




De Anónimo a 30 de Agosto de 2008 às 13:30
A tradição quer dizer isso mesmo, desmentir que é tradição que o São Mateus é a 20 de Setembro é querer iludir as pessoas. Alguem há CENTENAS de anos atrás resolveu comemorar a data a 20 de Setembro, desde ai que de geração em geração se respeita a data. Este argumento de que o acontecimento que deu origem à romaria foi noutr data também se pode aplicar ao natal, é hoje consensual entre especialistas que o menino Jesus não nasceu a 25 de Dezembro. Como chove muito em Dezembro e muita gente anda na estrada com perigos acrescidos porque não mudar o Natal para 10 de Agosto? As datas muitas vezes são apenas simbólicas, e as tradições fazem-nas o povo ano após ano, década após década, séculos após séculos...


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 01:34
Como vêem, não vale a pena.
Deixem tudo como está.
Deixem tudo como é costume estar.
Deixem tudo como vai estar nos próximos anos.
Tudo na Paz do Senhor.
Amén.


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 15:25
O anónimo das 9:59 de hoje já escreveu um comentário quase igual no texto de ontem. Acha que se disser muitas vezes a mesta mentira ele tranforma-se em verdade. É que continua a haver gente, já perecebemos quem, a mentir e a querer fazer a cabeça das pessoas contra o Presidente Rondão. Ao contrário do que o anónimo das 9:59 diz, a Câmara nunca fez chantagem com ninguém, apenas chamou a atenção para a realidade. Só um retrógado pode achar bem manter o Parque da Piedade como um terreno baldio. Temos uma feira onde quando chove andamos na lama, onde os feirantes das tendas não têm condições nenhumas, onde não há casa de banho suficientes, onde os produtos dos feirantes estão cheios de pó (mesmo os stands dos vendedores de carros), onde as tendas são varridas pela chuva e pelo vento de Setembro, ou pelo sol abrasador que derrete os quaijos e os enchidos. Só mentalidades de pedra, é que podem achar que isso deve continuar. se é assim então temos que passar a obrigar as pessoas a ir ao S. Mateus de carroça e a proibir os automóveis. E temos que acabar com a iluminação da Igreja porque quando começou o S. Mateus ainda não havia luz eléctrica na zona. Tudo serve a esta gente para aproveitar este blog para criticar o Presidente da Câmara, o que signifique só significa que há anónimos que são mais do que atrasados no tempo, são atrasados políticos, para dizer o mínimo.
Assim ninguém consegue discutir o futuro do S. Mateus a sério, porque há gente em Elvas que só está interessada em dizer mal do mesmo. Uma tristeza para quem é jovem.


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 16:18
Eu quero que o Parque da Piedade se transforme num parque de feiras moderno e com boas condições. Estou farto de ver stands de carros novos cheios de pó. Papam o dinheiro aos feirantes e expositores e não lhes dão condições. Deviam deixar de estar presentes que este atraso de vida acabava. Faltava o guito da confraria, abriam os olhinhos.


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 20:28
Só dois caminhos:
- com a confraria, tudo se mantém
- sem a confraria, podem discutir-se mudanças


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 23:10
Quem anda a desmistificar o 20 de Setembro é o presidente da Câmara. Ainda no sábado, em Barbacena, inaugurou mais uma praça de touros.
De festa em festa, vai sentindo o povo ao lado dele.
De post em post e de comentário em comentário, a oposição dorme o sono dos inconscientes.
Daqueles que não têm consciência do apoio popular do homem.
Depois, dentro de um ano e pico, olham para os números, mostram-se incrédulos e soltam a frase típica dos derrotados:
- Elvas tem o que merece!...
O que não entendem é que Elvas merece é quem faça por esta terra.


De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 23:28
Outra mistificação do 20 de Setembro, é a sebastiânica ADE, conhecida indistintamente por Associação Desenvolver Elvas e Aliança Democrática de Elvas. E eu explico porquê.

Os seis da vidairada apresentaram-se no início de Julho e prometeram reaparecer em Setembro, que está à porta. No dia de se apresentarem, com os objectivos anti-Rondão que todos têm, puseram um Simão das Dores a ler um texto onde se viam os contornos do que estava por trás da máscara.

Desconfio que, quando aparecerem, já lá está uma associação empresarial à séria, sentada na cadeira motriz do desenvolvimento concelhio.
Mas formada por empresários trabalhadores e com empresas que geram emprego e riqueza, não são desenvolvimentistas do blá-blá-blá...

Dentro de dias, vou dar mais notícias e sugerir-te, meu caro Júlio César, que postes em conformidade com o que achares de radicamente diferente, entre empresários elvenses devidamente associados e desiludidos da luta partidária e sindical à procura de uma pitada de mediatismo.
Combinado? Dentro de dias, falamos.


De Dina a 1 de Setembro de 2008 às 00:05
A mudança deve ter tido a ver com o final da época das colheitas e antes de se iniciarem novos trabalhos agrícolas, já que a agricultura era a base das populações da região.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 08:17
Lógico!
Quando a agricultura ERA a base económica do concelho e quando as escolas ERAM abertas a 6 de Outubro, fazia sentido o São Mateus a 20 de Setembro.
Agora, com os serviços a empregar a maioria da população e as aulas a abrir na primeira quinzena de Setembro, só não vê quem não quer ver.

Por outro lado, o Parque da Piedade, com a diferença dos candeeiros, está igual há 25, 35, 45 ou 55 anos!
Conserve-se tudo! Não seja caso de perdermos uma tradição tão empedrenida.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 08:30
Estou curioso e expectante para saber mais sobre essa associação empresarial em Elvas.
É que, desde os tempos da defunda ACISE - que levou para a cova facturas de serviços não prestados -, estamos à espera que o meio empresarial elvense se organize como força vital do concelho, independente de liderzecos do partidarismo local.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 11:16
A Câmara Municipal de Elvas vai promover Encontros Temáticos, nos próximos meses, segundo foi decidido na reunião do Executivo camarário realizada em 27 de Agosto. Nestas reuniões, vão participar, por convite, os agentes ligados a diversas áreas: movimento associativo, empresários, turismo, saúde, educação, desporto, juventude e cultura. Estas sessões de trabalho são restritas e destinam-se a dar a conhecer os projectos e ideias da Câmara Municipal, nas áreas de actuação do Poder Central, bem como recolher sugestões dos diversos intervenientes.

O parágrafo acima foi retirado do site da câmara.
Comentário: sabiamente, Rondão vai atapetando o caminho; tranquilamente, prepara trabalho para 2009 e anos seguintes; preocupada com foguetes, a oposição portinholeira continua a apostar uma vitória da secretaria, renunciando totalmente a defrontar o adversário em campo, reconhecendo implicitamente que a derrota está certa.
Uma táctica um tanto “benfiquista à Luís Filipe Vieira”, que apostou em queixar-se à UEFA em vez de assegurar um lugar que garantisse acesso à Liga dos Campeões.



De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 12:31
Os donos deste blog que desculpem, mas tenho que dizer aqui que o Tiago Abreu continua a censurar comentários que deixo no blog dele. Não deixei nenhum cometário ofensivo, apenas não são a concordar com ele e por isso não tenho direito a ver a minha opinião publicada. É um anti-democrata que vem para os blogs dos outros armado em santo e que todos os dias vem dar lições de moral aos outros.


De Tiago Abreu a 1 de Setembro de 2008 às 12:36
???? Tenho todo o gosto, se tiver a coragem de dizer quem é de o receber em minha casa para lhe mostrar os comentários recebidos e não publicados. Se acha que comentários com "filho da...", "cox...", "put...", são de publicar então faça um blog e publique lá. ok??


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 12:45
Acredito que és tu mesmo que envias esses cometários para o teu blog. Já tens esperiência nesse tipo de estratégias, com uma cabeça tão ardilosa como a tua. Calculo que para teres ainda mais razão, nos últimos dias deves te ter mandado muitas a ofender-te a ti próprio e a outras pessoas que detestas, para disfarçar e parecer que estás inocente. És um especialista.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 15:18
PARECE QUE O DIA DE SANTO MATEUS É DIA 20 SERÁ?!


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 15:49
Já agora esclarece-se: no calendário religiosos, o dia de São Mateus é 21 de Setembro.
Isto é um facto.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 15:56
O que muito boa gente tem defendido não é fazer a Feira de São Mateus em Agosto, em Junho, em Novembro ou Janeiro.

O que as pessoas sugerem é um parque de feiras modernizado e adaptado aos tempos que correm e ao futuro que se adivinha.
Por uma razão fácil de entender: se Portalegre, Estremoz, Montemor, Évora e Beja (exemplos à escolha no Alentejo, mas temos aí o País todo para sugerir exemplos...) têm parques de feiras modernos, como pode Elvas competir com o seu parque de feira medieval?

E, já agora, essas mesmas pessoas sugerem que a Procissão dos Pendões coincida com a tarde de uma sexta-feira, a 14, a 15, a 16, a 17, a 18, a 19 ou a 20, conforme o calendário.
Mas isto, para uma confraria atada, conservadora e bafiente, é pedir o... céu!
Nem vale a pena falar sequer no assunto.


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 16:00
Fosse o São Mateus da responsabilidade da câmara e admitindo que assim se tinha mantido o São Mateus, já a atiçada oposição tinha feito grande alarido.
Assim...

Fosse o São Mateus da responsabilidade efectiva da câmara, já o Rondão tinha dado u volta de 180 graus, como tem dado nas principais áreas de actuação do município, ao longo destes últimos anos.
Certinho e direitinho - como diz o Camilo.
Assim...


De Anónimo a 1 de Setembro de 2008 às 16:04
É vergonhoso o espaço ranhosamente exíguo que a confraria disponibiliza para os bares e discotecas da juventude.
Falta de respeito total e - pior ainda! - falta absoluta da noção que, em caso de aperto, é tragédia certa.

Se houver um azar - lagarto, lagarto, lagarto - e quando perguntarem de quem foi a responsabilidade daquela disposição assassina, sempre quereria ver quem daria o passo à frente?


De Anónimo a 2 de Setembro de 2008 às 15:39
Não consigo encontrar qual o problema de alterar uma tradição, se é isso mesmo que todos nós fazemos todos os dias e nem damos por isso. Os extremistas pró-tradição que pensem só um minuto e vejam quantas tradições nós alterámos.

Porra, Jacinto!
Não consegues encontrar o problema?
Aquilo é malta do género "sempre foi assim, não há razões para mudar".
Sendo assim, o que queres fazer?


De Anónimo a 2 de Setembro de 2008 às 15:41
Se a confraria é alheia a uma possibilidade forte de poder haver um desastre sério, na zona dos bares dos jovens, como se pode admitir que tenham abertura para encarar qualquer alteração?


De mc a 4 de Setembro de 2008 às 21:26
Tem toda a razão caro amigo, e falo por experiência própria que ja por alguns anos tive um bar montado na feira e as condições apresentadas pela confraria eram simplesmente nenhumas!!!
Paga-se o terreno(que por sinal não era nada simpatico) e o resto é ao desenrasca, as estruturas, som, recheio do bar, etc...e quanto à electricidade éramos nós que tinhamos que ir a portalegre fazer o contrato com a entidade competente e arranjar um "quadro" da luz e pedir a um electricista que nos fosse montar o quadro..claro que todas as noites era uma aventura arriscada aquele quadro que ia sempre abaixo, fazia faísca a torto e a direito e quando chovia rezávamos ao Sr Jesus da Piedade que não houvesse nenhuma tragédia..resumindo, paga-me o terreno e desenrrasca-te com o resto!
Penso que grande parte do divertimento do S.Mateus aconteçe naquele espaço e atrai jovens, e não só, de todo o Portugal, deveria de haver o minimo de condições para o pessoal que la tem um bar, para os seus clientes poderem usufruir sem estarem à chuva e arriscarem-se a males maiores.....


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs