Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Pontos nos is.

 Há uns anos atrás, eu e mais uma série de amigos fundámos uma associação (ADEME) que à época foi um êxito a todos os níveis.

 Uma das actividades foi o levantamento de todas as guaritas existentes nas muralhas. A apresentação desse trabalho foi feita num stand na Feira de S. Mateus. No dia da inauguração, alguém que mostrou interesse na nossa actividade, fez no entanto um comentário muito curioso que só mais tarde entendi: “vocês, com esta associação, o que pretendem é ter um trampolim para a política”. Eu retorqui que jamais me (ele) veria na vida política. Respondeu o meu interlocutor: “ nós cá estamos para ver”. Nesse mesmo ano ou seguinte (já não recordo) houve eleições autárquicas. Não é que salvo eu, o meu irmão e mais um ou outro, todos formaram parte das listas dos vários partidos? A profecia tinha-se cumprido. Foi o fim da ADEME.

 Pensei eu na altura que o homem ou era bruxo (coisa que não acredito) ou tinha faro político; e se ainda não adivinharam quem era a personagem eu digo: Rondão de Almeida, ao vivo e a cores.

 Isto vem tudo a propósito da “fundação” da ADE.

 Não sou, como não podia deixar de ser, a contra a criação de associações cívicas para a defesa de qualquer coisa que seja útil para a cidade ou para o país. Mais, acho que é obrigação de todos os cidadãos intervirem na sociedade. Só que essas associações têm que ser formadas por pessoas descomprometidas com a política partidária ou então correremos o risco de estas se transformarem num contra poder com pretensões de serem elas mesmas poder.

 Sempre gostei de caldeirada de peixe, mas este tipo de caldeirada não me agrada e a experiência diz-me que os resultados nunca serão satisfatórios.

 Já referi aqui várias vezes, assim como em conversas pessoais com alguns dos elementos que são o embrião da ADE, que a luta política não pode continuar a ser feita como até aqui, sob pena de o resultado ser zero. Não se pode combater o poder com as mesmas armas deste, sob pena de sermos constantemente derrotados. Temos que trazer o “inimigo” a combater ao nosso terreno e bater-lhe no sítio onde dói mais.

 Não será demais recordar a história de David e Golias ou a táctica utilizada em Aljubarrota.

 Exemplo dessa mesma má política é a baixeza dos comentários ao meu anterior post, que são inadmissíveis, ao ponto de até a vida familiar dos citados vir à baila. Não se pode ir por este caminho pois a derrota é mais que certa e, mais cedo ou mais tarde surgirá a vitimização, a que o “povo” é tão sensível.

 Os problemas de Elvas, penso eu, já não se resolvem de forma convencional. Requerem medidas e atitudes mais firmes e tácticas mais diversificadas e apuradas. Eu por mim continuo aqui como espectador, na esperança de um dia o combate ser outro. Nesse dia direi “PRESENTE”.

 

Jacinto César 


Tasca das amoreiras às 22:13
Link do post | Comentar | favorito
26 comentários:
De Zé de Mello a 10 de Julho de 2008 às 01:25
Este Velho conselheiro concorda com o caro tasqueiro quando este diz:"essas associações têm que ser formadas por pessoas descomprometidas com a política partidária ou então correremos o risco de estas se transformarem num contra poder com pretensões de serem elas mesmas poder."

Assino por baixo


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 02:12
Sr. Zé de Melo
Informo-o que caiu um morteiro no Palácio do Regedor e que entrou pelo telhado. Fez muitos estragos. Não veja só a fumaça. Espere pelo urânio enriquecido.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 02:04
IGALE- INSTITUTO GESTOR DE ALMEIDA E LAMBOCAS DE ELVAS

A ASSOCIAÇÃO DOS MANOS DO PALÁCIO.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 02:24
Rádio Palácio
Informa os associados do IGALE que com a queda do morteiro houve graves danos irreparáveis. Aconselhamos como medida de segurança a transportarem sempre consigo o Kit de fuga SOS. Adivinham-se tempos difícies. Não deixem vestígios da minha passagem. Poupem as placas.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 09:09
Dois comentários.
O primeiro para o Zé de Mello - como é lógico, tambémestá a ver o problema pelo mesmo prisma. Só não vê quem não quer.
O segundo para os últimos comentadores - vejam agora de que lado está o "nervosismo", para utilizar a expressão dos Adêés, Cabaceiras e Portinholas.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 09:11
Já escrevi ontem e repito hoje: põe-te a pau César, vais levar com a ADE em cima!
ADE é uma forma de dizer. Apenas os Cabaceiras e Portinholas dão tiros; os outros estão para compor.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 10:18
E tu com quem tens levado em cima, com o pôe-te ou com o pau


De António Venâncio a 10 de Julho de 2008 às 10:52
Comentários intessantes, reveladores de grande profondidade de análise e deveras enriquecedores do debate.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 09:20
Duas maneiras de ver uma mesma questão o que é saudável em democracia. Quem de facto provocou este frenesim foi o PS/Executivo local que utilizou expressões na conferência de imprensa que deviam estar banidas da discussão política. Incendiaram os ânimos com premeditação. Não concordo que se façam ataques pessoais, no entanto, embora tenha visto isso por parte de alguns defensores da associação, vejo que sistemáticamente se ataca os lideres partidários com pseudónimos. Nunca vi ninguém chamar ao sr. presidente de Câmara o nome porque todos os conhecem. Haja elevação, hava bom senso, haja decoro. O dono do blog também terá alguma culpa pois com a satisfação que certemente lhe dará o número de visitas vai permitindo um lavar de roupa suja nada saudável. Curiosamente permite ofensas àqueles que não defende e por outro lado retirou comentários acerca de Rondão depois de este lhe ter telefonado.

Ou seja, os blogs não se querem isentos, nem o devem ser. Blogs não são orgãos de informação. Agora há que assumir tendências e pontos de vistas. Aqui por exemplo retiram-se comentários atentatórios do bom nome de Rondão e mantêm-se outros atentatórios de outras pessoas, nomeadamente o Tiago e o José Júlio.

A partir daqui está tudo dito. Caro César, defenda as suas ideias com firmeza, não concordo com elas mas respeito. Agora não permita que o nível desça tão baixo apenas e só por motivos de visitantes que já aqui vêm ver em que ponto está a ordinarice.

Bom dia a todos. Elvasa primeiro.


De António Venâncio a 10 de Julho de 2008 às 10:30
Apenas para esclarecer que os únicos comentários retirados, não eram à cerca de Rondão de Almeida, mas em nome de Rondão de Almeida, o qual está no direito de exigir que seja retirado algo que foi publicado com a sua assinatura mas de que não é autor. Se aqui fosse escrito algum comentário em nome de Tiago Abreu ou do Professor Júlio Cabeceira, ou de qual quer outra pessoa e essa pessoa viesse manifestar não ter sido escrito por ela, seria prontamente retirado, como aconteceu com os comentários em nome de Rondão de Almeida. Tem toda a razão quando afirma que “os Blogs não se querem isentos” este Blog é um Blog de opinião e como tal não é isento, reflecte as opiniões daqueles que nele escrevem. No entanto é um espaço livre onde nunca foi suprimido um comentário por motivo de discordância, ou por atacar este ou aquele. Quantos comentários aqui têm surgido insultuosos para os próprios autores do Blog, que nunca foram suprimidos?...
Só por má fé, analisando os comentários aqui publicados ao longo dos tempos, mas até apenas nos últimos dias de pode afirmar como o fez no seu comentário “retiram-se comentários atentatórios do bom nome de Rondão e mantêm-se outros atentatórios de outras pessoas, nomeadamente o Tiago e o José Júlio.” Pois tal não corresponde minimamente à verdade.
Aqui a “tendência” traduz-se na defesa das ideias de cada um, e não está enfeudada a nenhum partido político, quer do poder quer da oposição


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 10:15
Quando dizem pessoas independentes, a que se estão a referir?
Ser independente é dizer que o regedor não é culpado pelo estado a que Elvas chegou que o culpado é o poder central?!


De António Venâncio a 10 de Julho de 2008 às 10:47
Ser independente é pensar pela própria cabeça, sem dizer que sim a tudo o que vem dum lado e que não a tudo o que vem do outro, só porque vem dum lado ou do outro.

Ser independente é não estar enfeudado a nenhum partido político, nem sofrer de "partidarite" aguda.

Ser independente é não ter necessidade de se esconder atrás do anonimato par dizer mal de alguém, porque não se “depende” desse alguém

Ser independente é afinal, em bom alentejano, não usar antolhos.



De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 11:43
Eu tinha avisado...
Escrever sobre os REAIS interesses de vários que fundaram a ADE iam dar azo a titaradas.
Aí estão!


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 14:13
Percebe-se a intenção de pôr os pontos nos is.
Percebe-se a reacção corporativa dos Adêés.
Faz tudo sentido.
O que falta saber é quando a ADE _Associação Desenvolver Elvas se assume como ADE _Aliança Democrática de Elvas.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 14:17
Além dos pontos nos is, só mais um ponto.
Como é que podem co-existir pacificamente a esquerda cristalizada do Partido Comunista (Vieira e Aníbal), com a direita empedrenida (Tiago)?


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 14:25
Aqui "retiram-se comentários atentatórios do bom nome de Rondão e mantêm-se outros atentatórios de outras pessoas, nomeadamente o Tiago e o José Júlio".
Só tenho uma palavra: tadinhos!


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 15:18
O problema também é um bocado outro...
É que no blogue do Paulinho Portinholas, ele selecciona os comentários. Ou seja: os que não agradam, não publica.
Por isso, não gosta de blogues onde o comentário é livre.
Mais: se alguém defende o Rondão, é da câmara. O que está certo: como se sabe os 6 ou 7 mil votos que o Rondão costuma ter são da câmara.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 15:20
Os comunistas são, basicamente, de dois tipos:
- os que se mudam para o PS são uns vendidos;
- os que se juntam à direita radical (CDS) são gente séria.
E esta?...


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 17:08
A diferença é que quando se juntam ao PS têm um belo emprego à espera, nomeadamente de vereador a tempo inteiro, ou seja por interesse. Neste caso os que se juntaram à Associação, não só não se juntaram à direita porque a Associação tem gente de todos os quadrantes, como não esperam nada, nem regalias nem os chamados "tachos", creio haver aqui uma grande diferença.


De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 23:45
Os maiores más línguas a fazerem-se de vítimas só porque alguém tirou as suas palavras ofensivas da net! Não há direito a tamanha desconsiderão, coitadinhos.


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 15:20
Tanto comentário seguido da mesma pessoa. Seja lá quem for não deve pensar noutra coisa. Sinceramente! Elevação sff


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 15:21
Elevação?
Elevação pedida por um... baixinho?


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 15:59
Será preciso ofender para se mostrar que tem razão? Paulinho Portinholas? Chamam a isto fazer política? É triste de ver o estado a que chegou isto, será a ofensa gratuita o melhor caminho? Enquanto houver duas pessoas haverão duas opiniões, é até salutar que assim seja, mas não entremos por caminhos que não levam a lado nenhum. Tenham juizo e como alguem muito bem disse, elevação!


De Anónimo a 10 de Julho de 2008 às 20:34
Oh César ! fascinado mais uma vez com o Rondão , ele adivinhou o que se ia passar e causou a admiração do independente que, não quer ser actor politico mas, manda as suas postas de pescada como as coisas devem ser feitas.
Conversa da treta, não te convidaram e ficaste ressabiado e toca a dizer mal, para ti nada te serve só o Rondão é que é bom, assina logo o livro de uma vez


De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 09:23
Calma!...
O livro é só para o ano!


De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 23:12
Já que falam em ofensas pessoais do post anterior, leiam os comentários a este post e vejam se não há. Com o nome das pessoas não se brinca, porque senão passam todos a ser apelidados daquilo que não são e depois quero ver a boa disposiçáo dos visados. O senhor dono do blog trabalha para o Tiago Abreu e lacaios do PSD e da ADE quando o deixa fazer neste seu blog aquilo que o tipo não faz no dele (ele não é parvinho de todo!)


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs