Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Billy The Kid

 

Nota – Já uma vez aqui referi esta personagem e aquilo que nós quando gaiatos dizíamos: quem se mete com o Billy The Kid prejudica-se (cada um que entenda como quiser). Hoje pretendo aqui contar a história deste pistoleiro, que todos queríamos ser quando brincávamos aos cow-boys. Como todas as histórias começam …

 

Era uma vez um rapazinho que tinha nascido numa povoação lá para o leste profundo. Filho de pessoas humildes tinha uma característica que o demarcava de todos os outros miúdos: o seu mau feitio. Chamava-se Billy. O seu passatempo favorito era a utilização da fisga que sempre o acompanhava. Uma fisgada num “amigo” ora noutro e assim passava os dias. Um dia armaram-lhe uma cilada e a vítima foi ele. Levou com uma pedra na perna que o deixou a andar à moda do Jonh Wayne para sempre. Já homem feito e perdido de amores resolveu debandar para outras paragens e à conquista de terras mais a oeste. Por lá ficou muitos anos.

Umas décadas depois e quando ninguém esperava eis que regressa à terra que o vira nascer. Não mudara muito e daí lhe passarem a chamar Billy The Kid. Com os anos trocara a fisga por um par de pistolas e tornara-se pistoleiro. De onde veio era temido por todos.

Não passou muito tempo que não quisesse ficar com o lugar de xerife, até aí ocupado por um tal Jonh Carpenter, bom tipo mas muito molengão. Não foi de intrigas o nosso Billy que desafiou Jonh para um duelo. Este último já muito debilitado não resistiu ao combate e ficou KO.

Já xerife, rodeou-se de uns quantos ajudantes que de estrela ao peito iam dominando tudo e todos. Alguns deles não alinhavam muito com as ideias do chefe, mas lá se foram adaptando à cartilha. O que é certo é que a povoação foi-se adaptado às vontades de quem mandava e quem se metia com ele “prejudicava-se”. Os anos foram passando e a vida ia decorrendo à feição do nosso homem. Um dia apareceu por lá outro pistoleiro com vontade de o deitar abaixo. Era pequenino de físico, com ideias avançadas, com um nome esquisito, penso que de origem polaca o qual não recordo. O que recordo é que apanhou uma tareia monumental que ficou também KO. Alguns amigos dele ainda o tentaram convencer a não ir a duelo com o nosso Billy. Mas sem resultado. E os anos foram decorrendo na povoação: uns dias mais agitados sim, mas a monotonia voltava a imperar. A vontade do xerife ia prevalecendo. Não admitia discussões. Quem pusesse o pé na poça levava um tiro e caso arrumado. O povo continuava sereno. E os anos passaram.

Eis que um dia chega à cidade um calmeirão de seu nome John, oriundo de terras longínquas de África com vontade de se bater com o xerife. Ganha simpatias de muitos e encorajado por outros resolve mesmo ir a duelo. Mal sabia ele que a queda ia ser proporcional ao seu tamanho. A surra foi maior ainda e o KO foi inevitável. Quando muitos esperavam ver-se livres do xerife, eis que renasce do duelo ainda com mais força que antes. Escolheu novos ajudantes para continuar a dominar a cidade. Um deles até já tinha sido inimigo. Era um pele-vermelha que se tinha rendido depois da sua tribo ter sido derrotada em vários combates. Depois de ter falado ao “manitu” resolveu alinhar ao lado do xerife. Outro dos ajudantes era um comerciante lá da povoação dono de um “saloon” que às escondidas ia dizendo mal do chefe até que este o conquistou para a sua causa definitivamente. Como aconteceu ainda hoje é um mistério. Para reforçar a equipe o xerife escolheu também para ajudante uma mulher. Era uma emigrante sueca que estava empregada já há uns anos lá no escritório. Diziam as más-línguas que a dita sueca já era mulher influente mesmo antes de ser promovida a ajudante. A dita, de mau feitio como o chefe, está embalada na corrida à sucessão. A não ser que apanhe por aí um tiro em qualquer duelo, tudo aponta nessa direcção, até porque o xerife está com pretensões a ser “marchal”.

Ultimamente têm aparecido por lá alguns candidatos a novos duelos entre os quais se destaca outro Kid. Ele treina arduamente as técnicas de combate e até já comprou um livro que se intitula “Ser pistoleiro – como ganhar um duelo em 10 lições”, mas parece que o homem tem uma grande agilidade na língua, mas a pistola ainda não domina na perfeição. Consta que no treino de tiro ao alvo já deu vários tiros no próprio pé.

 

A história continuará ainda não se sabe bem por quantos anos, mas uma coisa é certa: quem se mete com Billy The Kid “prejudica-se”.

 

Jacinto César       

 


Tasca das amoreiras às 23:43
Link do post | Comentar | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 14 de Maio de 2008 às 10:04
Fartei-me de rir, excelente imaginação, só faltou o índio (imperador) que quando mandava os sinais de fumo ninguém percebia se a intenção era agradar ao Billy ou contestar!!!!!


De Anónimo a 14 de Maio de 2008 às 15:19
Só agora, depois de muito pensar, concluí que o visado Kid=Jovem, é, mais uma vez o jovem Tiago Abreu.


De António Venâncio a 14 de Maio de 2008 às 13:40
Meu amigo, este nosso Billy é terrível.
Já há uns tempos que não me ria tanto.
Quando os "pistoleiros" tomam conta da cidade, ou povo se revolta ou só um "Ranger" pode resolver a situação. Infelizmente o povo anda demasiado submisso e os “Rangeres” demasiado atarefados noutras paragens!...Assim sendo penso que o nosso Billy vai continuar a fazer das suas durante muitos anos.


De Anónimo a 14 de Maio de 2008 às 15:51
Com "Rangers" etá mais que provado que não dá! Só mesmo o "John Wayne" ou o "Wyatt Earp"! :-)


De Anónimo a 14 de Maio de 2008 às 16:23
Para resolver o problema e eliminar o billy , só mandando o gajo com o cowboi gay para a montanha ou para o forte da Graça.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs