Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

Elvas e a UNESCO

O companheiro Zé de Mello faz hoje no seu blog eco de um artigo de Moisés Cayetano Rosado, professor de Geografia e História da Univ. Extremadura.

Depois de o ter lido com muita atenção pareceu-me ser um artigo de opinião muito habilidoso. E porque é que me pareceu assim?

1-      Começa por referir todos os complexos amuralhados da zona da raia desde o Minho até ao sul. Atribui uma grande importância ao conjunto. Concordo.

2-      Depois passa à desvalorização de dois complexos importantes na minha opinião: Ciudad Rodrigo e Almeida. Não entendi.

3-      Acaba por atribuir a máxima importância ao eixo Badajoz-Elvas. Também não entendi (ou será que entendi?)

Para mim o artigo tão depressa dá uma no cravo como outra na ferradura, mas sempre com a mesma finalidade: dar destaque a Badajoz. Não sei porquê, mas cheira-me que vamos passar a deixar de estar dependentes da nossa querida capital de distrito para passarmos a estar debaixo da alçada de Badajoz.

Como é que um perito na matéria consegue valorizar Badajoz em relação a Almeida ou mesmo a Ciudad Rodrigo, para já não falar em Elvas? O homem não deve conhecer bem as duas primeiras localidades que referi. É verdade que valoriza Elvas ao ponto mais alto, mas sempre atrelada a Badajoz, a que atribui características muito duvidosas. Parece-me que o senhor quer a candidatura conjunta para depois poder dominar o negócio, ou seja, atraem-se os turistas a Badajoz que depois virão aqui a fazer-nos uma visitinha.

Falando claro, nada me move contra Badajoz, antes pelo contrário. Dá-nos muito jeito ter uma cidade daquelas dimensões aqui a 10 km. Nunca tive problemas com os espanhóis, nos quais tenho muitos e bons amigos. Mas em termos patrimoniais, Badajoz pode candidatar-se a quê? Cá por mim só se for à cidade mais mal tratada em termos de património de toda a Espanha. Não me venha o senhor professor da Universidade da Extremadura dizer que tem isto ou aquilo, porque não tem quase nada para oferecer e o pouco que resta não é nada se excluirmos a Catedral.

Quando deixou de existir a Comissão Municipal de Turismo de Elvas para nos integrarmos a Região de Turismo do Norte Alentejano, o que é que ganhamos? Nada de nada. Quem duvidar dê uma vista de olhos ao site institucional da referida região e vêm logo a relevância que nos dão.

Não quero com isto dizer “orgulhosamente sós” como dizia o outro, mas no entanto arrisco um antes só que mal acompanhado.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:41
Link do post | Comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 6 de Maio de 2008 às 21:01
"Não sei porquê, mas cheira-me que vamos passar a deixar de estar dependentes da nossa querida capital de distrito para passarmos a estar debaixo da alçada de Badajoz."

O que é que a querida portalegre nos quer?

Portalegre tem escandalosamente crescido à custa dos funcionários públicos e estudantes, que os sucessivos governos, desde há 80 anos, favorecem as capitais de distrito em deterimento das outras localidades.

Badajoz dá-nos pelo menos comensais nos bons restaurantes e à custa da prosperidade espanhola Elvas pode tornar-se numa graNDE cidade,

Facil? Basta reclassificar o Caia em urbano e constituir as respectivas infra-estruturas, por exemplo tratamento de esgotos e Elvas tornar-se-á numa grande!

Património dá de comer? Sim a sobremesa. Como cresceu a évora da Unesco?
Património+Universidade+Serviços do Estado!

Como pode Elvas crescer sem os funcionários que Portalegre nos tira?
EVIDENTEMENTE À CUSTA DE BADAJOZ!

BADAJOZ PENDURA-SE A NÓS PARA A UNESCO? EU QUERO QUE ELVAS SE PENDURE A BADAJOZ PARA SER ATENDIDO POR EXEMPLO NOS SEUS SERVIÇOS DE SAÚDE.

COMO ESTÃO AS URGÊNCIAS DO HOSPITAL NO FIM DE SEMANA? - VÃO LÁ VER...


De Anónimo a 6 de Maio de 2008 às 23:02
"e Elvas tornar-se-á numa grande!"

corrijo:


esgotos e Elvas tornar-se-á numa grande CIDADE!


De Zé de Mello a 6 de Maio de 2008 às 22:51
Caro Tasqueiro Jacinto César e demais comensais da Tasca,

O édito que aqui é comentado não expressa o sentido ideológico sobre a possível candidatura de Elvas a Património Mundial por parte do Zé de Mello.

Em alguns pontos coincide este Velho Conselheiro com a sua opinião.

Bem Haja


De Tareco a 7 de Maio de 2008 às 02:14
Concordo completamente com o que diz o senhor Jacinto César. Felizmente conheço muitos lugares do nosso país e do vizinho, pelo que posso falar com conhecimento sobre a questão que é colocada aqui. Para mim (e não sou elvense de nascimento), não existe na Península Ibérica outro conjunto abaluartado como o que tem Elvas do qual pode e deve orgulhar-se. Nisso acho que todo o mundo concorda, mesmo até esse professor de Badajoz.

No entanto, acho que Badajoz, relativamente a Elvas não tem comparação possível. E comparar Elvas-Badajoz com Almeida-Ciudad Rodrigo acho que é um disparate. Por acaso são duas localidades nas que lá estive nestas feriazitas da Páscoa. Almeida é una vila pequenina, mas em geral muito bem conservada, bem arranjada: casas bem arranjadinhas, pintadinhas, sem dar nunca a sensação de desleixamento que às vezes podemos encontrar cá em Elvas. Ciudad Rodrigo é uma cidade pequena, mas com um centro histórico muito bem conservado: ruas limpas, muralhas intactas e um património (Sé, Paços do Concelho, palácios,...) que não tem Badajoz. É uma coisa que me chamou a atenção é que no Posto de Turismo de Ciudad Rodrigo sempre incentivam fazer a visita de Almeida, visto fazerem parte de umas Rotas pelas fortificações da Raia. Duvido que façam isso em Badajoz. Além do mais, há outras localidades e outros fortes, como o da Conceição, entre Vale da Mula e Aldea del Obispo, na parte espanhola da fronteira.

É claro que o tal professor pretende puxar para Badajoz aproveitando o nosso património, mas objectivamente não se pode considerar Badajoz uma cidade abaluartada como é neste caso Ciudad Rodrigo. Apenas restam partes das muralhas, após a derrocada que se fez em muitas cidades espanholas a começos do século XX para incentivar a expansão das mesmas.

Badajoz tem muitas coisas boas: é uma cidade média com alguns serviços, tem uma cultura diferente, serviços médicos, etc., mas não se destaca pelo seu património. Concordaria numa candidatura conjunta se Badajoz fosse Cáceres, mas tal não é o caso. Badajoz é uma cidade pacata no conjunto das cidades espanholas: não é das piores mas também não tem nada de extraordinário.

Elvas tem muito para oferecer ao visitante, para além das toalhas e os restaurantes. E a candidatura para Património Mundial pode ser esse "puxão" que ainda lhe falta para se constituir numa cidade de primeira ordem em sentido turístico.

Sempre disse que era pena Elvas não ser capital de distrito, mesmo pequenino, sendo como é a maior cidade do Alentejo para além das capitais distritais. Mas como não vamos chorar pelo que não temos, é necessário lutar pelo que ainda conservamos e pelas nossas possibilidades de desenvolvimento, que são muitas. Só temos de acreditar nelas!

P.S. Peço imensa desculpa pela extensão do meu comentário. Apenas referir de novo o meu apoio à opinião do Sr. Jacinto César e dar-lhe os parabéns pelo seu blogue, já que mesmo que não concorde em tudo, sempre tiro algum proveito.


De Anónimo a 8 de Maio de 2008 às 00:20
O sr César tem muita razão naquilo que escreveu,
Esse professor ou doutor espanhol só se quer promover e só quer promover Badajaz.Se se diz
professor de história revela poucos conhecimentos
sobre a raia portuguesa e sobre a superior riqueza
das fortificações do nosso país.
Elvenses! Não se deixem enganar.
Quando há vários anos alguém se recusava a integrar
a comissão de turismo de São Mamede muits elvenses
se puseram contra si.Hoje,depois de nada termos beneficiado,já gritam e choram lágrimas de crocodilo.
São sempre assim.
O que é que,em termos de património,Badajoz tem
para nos oferecer.Nada,Simplesmmente nada.
Será preferível vivermos orgulhosamente sós pois temos tudo o que é necessário para singrar.
Se me dissessem que iriamos fazer uma aliança com
Cáceres ou Mérida então diria sim.
Sr.César,desculpe este meu desabafo mas não posso
calar a indignação quando vejo elvenses a desejarem
subjugar-se a espanhóis e a renegarem os seus compatriotas de Portalegre e de outras terras vizinhas.
Sou português,sou alentejano e sou elvense.
Quando o governo de Portugal acabou com a maternidade e mandou as mães de Elvas para Badajoz
todos se indignaram.Agora uma santa aliança com os
pacenses é bem-vinda.Como as coisas se mudam!
Sr.César continue a escrever o que pensa e não faça
caso dos ignorantes que o atacam.


De Anónimo a 17 de Maio de 2008 às 16:35
Aqui os anónimos não são criticadospor o serem pq será?


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs