Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Os grandes mamarrachos de Elvas – 1

Introdução

 

Como em todo bom pano cai a nódoa, Elvas como todas as cidade com história foram vítimas ao longo dos anos das mais variadas barbáries em termos urbanísticos. Mas o facto de as outras também terem sido vítimas não nos consola. Pelo menos a mim não. E há alguns que me deixam inconsolável.

 

É evidente que as cidades não são estáticas e evoluem ao longo dos anos. Ora a nossa que tem mais de mil anos, não poderia ter ficado confinada às primeiras muralhas que se construíram ainda no tempo dos árabes. Foi precisamente essa expansão que deu origem à construção sucessiva de mais três linhas de muralhas e tudo aquilo que agora se situa fora delas. Contrariamente ao que muitos pensam, a cidade não podia manter-se inalterável ao longo dos tempos. Sempre se foi deitando abaixo o velho para dar lugar ao novo. Uma coisa é certa, mesmo os nossos antepassados mais longínquos tiveram a preocupação de tudo o que era importante irem preservando. Umas vezes como já referi, deitando a baixo, outras reconstruindo à moda dos tempos que corriam e outras ainda mantendo inalterado o que estava feito e somente intervindo para as coisas não caírem.

Na nossa cidade há exemplos de todos de todos estes processos.

 

Os casos que mais dão nas vistas são as igrejas. A partir de uma primeira (a original), normalmente uma capela, esta, era integrada numa igreja de maiores dimensões e com um estilo próprio da época, para logo de seguida ser alterada e modificada consoante os costumes e usos desses tempos. Um dos casos paradigmáticos que temos em Elvas é a Igreja de S. Domingos. A original era uma pequena capela chamada de Senhora dos Mártires construída em honra dos que caíram na tomada de Elvas aos mouros por D. Sancho II. D. Afonso III resolveu mais tarde fundar ali mesmo um convento e uma igreja (S. Domingos). Como D. João III não era muito dado ao estilo gótico e o dinheiro abundava por essa época, lá a mandou alterar novamente. E assim continuou. Portanto, de uma Igreja românica, passou-se para uma igreja gótica e daí para uma barroca. Como se vê, os nossos antepassados não eram muito dados a manter as coisas eternamente.

 

Vimos até agora um caso de um edifício importante. E que se passaria com os outros, os mais vulgares? Construíam-se, utilizavam-se, caíam e voltava tudo à estaca zero. E assim foi acontecendo ao longo de séculos.

 

A grande maioria das casas de habitação de Elvas no centro histórico, são construções dos séculos XIX e XX. Salvo as casas apalaçadas a qualidade da construção, tanto ao nível dos materiais como estético é muito pobre e pobre chegou aos nossos dias. A malha urbana não tem coerência e foi também bastante alterada nos últimos séculos. Consoantes as necessidades ruas foram transformadas em becos e becos em ruas, partiram-se ruas a meio para construir casas, derrubaram-se casas para fazer ruas. Foi valendo de tudo o que baralhou ainda mais a malha. O desordenamento foi fatal.

Quando há uns anos atrás, a primeira candidatura de Elvas a Património Mundial foi chumbada, muitos cidadãos ficaram chocados com o “chumbo”. Nada que as pessoas ligadas ao assunto e os curiosos do tema não tenham profetizado. Era e foi um erro a candidatura tal como foi na época apresentada. (o mesmo não se passa com a actual). No próximo texto irei debruçar-me sobre quilo que considero alguns “abusos” urbanísticos. Não só de agora, mas de todo o século XX.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 19:53
Link do post | Comentar | favorito
8 comentários:
De Tiago Abreu a 14 de Abril de 2008 às 20:26
"O meu amigo sabe que eu sei que aquilo que disse acerca do meu colega e Amigo Dr. Joaquim Mendes não corresponde à verdade ou pelo menos à sua verdade." (Jacinto César)

Amigo Jacinto, o que eu sei é que escrevi a pura das verdades. O mendes mentiu-lhe e pelos vistos descaradamente. Abusou da posição de amigo para o enganar.

Insisto - Qual foi a minha "mentira"?

Diga lá, já o instei várias vezes a ter coragem, parece que ficou sem ela. Então se eu menti e se o mendes lhe disse qual era a mentira porque não o diz a toda a gente?

Fica-se pelas meias palavras e pelas "trocas-tintices". Homem diga lá onde foi que eu enganei o "povo".

DIGA...DIGA...DIGA!!!

Se não disser terei de concluir que o meu amigo se acobardou aos socialistas e que mentiu deliberadamente para me prejudicar!!



De Jacinto César a 14 de Abril de 2008 às 21:33
Senhor Tiago

Nunca esperei que chegasse tão baixo. Recorda-se do primeiro mail que lhe mandei? Dizia-lhe então que o senhor não prestava. E afinal não presta mesmo. Ainda tive esperança que alterasse o seu comportamento político. O senhor próprio reconheceu que por vezes não actuava da melhor forma. Mas não. Alterou o seu comportamento para pior. Os dirigentes do seu partido devem sentir-se “orgulhosos”. Eu minto! Provar-lhe-ei que não! Uma das provas que tenho a consciência tranquila é o facto de não censurar o que quer que seja no blog, coisa que o senhor não pode dizer. Experimente a deixar os comentários em aberto e permitir que todos os que o lêem possam saber o que lhe dizem, tal como aqui, onde se permite que o senhor venha cá e diga o que lhe apetece.
Diz que tenho feito tudo para o prejudicar. Olhe, neste momento o que penso, é que o senhor se está a prejudicar a si próprio e ao seu partido com o seu comportamento. Afinal não é muito diferente do senhor Rondão de Almeida. São da mesma espécie. Têm o mesmo vírus. Se hoje já só posso dizer que Deus perdoe o que Rondão de Almeida nos fez de mal, de si posso dizer: que Deus nos proteja se o senhor algum dia chegar ao lugar onde o outro chegou.
Não têm os mínimos escrúpulos em adjectivar da pior forma todos os que não pensam como vocês. Vê inimigos a cada esquina. E eu a lembrar-me que o seu “confrade” PS um dia me chamou de “fachisóide”. Como vocês são iguais.
Por último quero dizer o seguinte: sabe de quem tenho pena? Da nossa cidade que tão maus filhos tem.
Jacinto César



De Anónimo a 14 de Abril de 2008 às 22:54
estúpido,

"construções dos séculos IXX e XX. "

Dezanove escreve-se XIX


De Tiago Abreu a 15 de Abril de 2008 às 09:17
Caro Jacinto;

Já sei do seu ódio por mim, não é novidade. O que eu apenas agradecia é que me diga e esclareça porque me chamou mentiroso. Pensava que era uma coisa simples - Você chamou-me mentiroso, eu perguntei porquê e você respondia. A coisa era simples não tivesse V. Exª argumentos para justificar a ofensa. Já o sr. Venâncio se dedicou a fábulas, agora o sr. acusa-me de tudo (inclusive de ser parecido com Rondão)....não seria mais simples esclarecer porque me chamou mentiroso? Ou não tem interesse nisso e interessa-lhe manter esta pseudo-polémica? Está ao serviço de quem sr. "independente próximo do CDS"?

Diga lá vá, tenha coragem. Isto não é só vangloriar-se de ter estado em tanto lado e em tantas lutas. É que a malta até pode desconfiar. Tanta coragem antes e agora nem sequer esclarece porque me chamou mentiroso??? Hmmmm

Da duas uma, ou o enganaram ou está a prestar-se a fretes a eleitos socialistas (que não tendo blog próprio aqui arranjaram um à maneira).


De António Venâncio a 15 de Abril de 2008 às 14:01
Senhor Tiago
Nunca escrevi qualquer fábula. na qual referisse V. Exª
Não o conhecendo pessoalmente, continuo a não vislumbrar como se possa dar por aludido naquela parábola e não fábula que escrevi.
Que V. Exª se tenha revisto nela, e segundo escreveu na altura os seus amigos lá o tenham reconhecido não é responsabilidade minha.
Eu pessoalmente nem sei se toca algum instrumento.


De Anónimo a 15 de Abril de 2008 às 12:45
Por favor,Sr.Jacinto César.

Esclareça lá o homem e acabem de uma vez por todas com esta polémica.
Polémica que não leva a nada de útil e que faz perder tempo a quem o lê.
Polémica que,como se diz por estas bandas,é própria das lavadeiras do "tanque da Prata". Peço desculpa a
essas mulheres voluntariosas que aí se deslocavam
para limpar a roupa suja,tantas vezes com "suor e
lágrimas".
Por favor,uma terra que perdeu tanta coisa conseguida ao longo dos anos, e desbaratada em meia dúzia,merece muito mais dos seus filhos.
E...TODOS dizem que a amam!!!
Se continuam assim,apetecer-me-á dizer que o
maior mal destas paragens são os filhos deste burgo
e não os outros que nos governam do exterior.
Estarei a pregar no deserto ? Espero e desejo ardentemente que não.


Vistas do Sótão do Falcato


De Anónimo a 15 de Abril de 2008 às 14:35
De uma vez por todas esclareça ou peça desculpa se for o caso.
Esse seu amigo Mendes se tem razão, também já deveria ter publicamente esclarecido, já que foi ele que deu as indicações que o Tiago mentia não acha?


De Anónimo a 15 de Abril de 2008 às 14:53
Sr. César qual é o mamarracho " fiquei sem saber, concretize.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs