Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

Ser Alentejano

Li há um dia ou dois num blog de alguém que presumo ser elvense (http://asdualidades.blogspot.com/) um post muito engraçado sobre o que é ser alentejano. Apesar de concordar com tudo o que ali foi dito, gostaria de acrescentar mais algumas coisas que determinam a nossa maneira de ser.

Uma das características que mais me preocupa nas gentes do Alentejo é a “mansidão”! Que quero eu dizer com isto? O alentejano é na generalidade pacífico e bem mandado e como tal, raramente toma iniciativa. Espera sempre que alguém avance. E porque é que as coisas se passam assim? Há quem diga que é do muito calor e que faz amolecer o corpo. Há outros que dizem que a nossa indolência provém da herança genética dos povos árabes que nos ocuparam durante 500 anos.

Eu por mim, não acredito em nenhuma das duas teorias. E em que acredito eu então?

Voltemos um pouco atrás na história. Quando no século XXII, D. Sancho II empurrou definitivamente os mouros para sul, quem é que ficou a dominar esta zona? Os fidalgos e nobres vindos do norte. Por aqui foi passando ao longo dos séculos, toda a gente que de alguma maneira nos dominou: foram os espanhóis, foram franceses e para expulsar estes dois vieram os ingleses. Nós, não passámos sempre de espectadores dominados de todos os acontecimentos. Chegou-se ao ponto de os nossos conterrâneos serem obrigados a dar alojamento e comida aos militares que aqui chegavam para as refregas que todos nós conhecemos ( o chamado aboletamento ). E nós aceitávamos tudo (leia-se obrigados a aceitar).

Como todos nós também sabemos, a actividade económica por excelência no Alentejo sempre foi a agricultura. E qual o regime? O latifúndio, pois claro. E mais uma vez o povo aceitou (?) sujeitar-se ao sistema. Mais uma vez tínhamos alguns a decidir por muitos.

Regressemos a um passado recente.

Já repararam que salvo honrosas excepções qualquer chefe ou director deste ou daquele organismo era sempre de fora? E que dizer dos presidentes da câmara? Sempre fomos mandados pelos de fora e a isso nos habituámos.

Dar um passo em frente? Não. Alguém há-de fazer algo por nós. Como se costuma dizer, o hábito não faz o monge. Aqui não se aplica o ditado. Habituámo-nos. Até quando?

 

Jacinto César   


Tasca das amoreiras às 22:53
Link do post | Comentar | favorito
1 comentário:
De dualidades np a 8 de Abril de 2008 às 11:10
Bom dia!
Esclareço que o Dualidades é feito por dois elvenses de gema, apesar de um residir na capital e outro continuar na "terrinha".
Gostei do seu estaminé.
Abraço


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs