Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Carta a um pai que já foi.

Caro pai anónimo.

Lembra-se com certeza do dia que lhe nasceu o primeiro filho. Eu lembro. Até dá vontade de chorar de alegria. É a melhor coisa que nos pode acontecer. É o nosso ai Jesus. Tudo é pouco para ele. É com a maior alegria que lhe vamos comprar as primeiras roupinhas, alegria essa que vai aumentando com o primeiro sorriso, para já não falar no dia em que deu o primeiro passo. Fotografias são às centenas. Todas as gracinhas são boas para fazermos um “boneco” para a posteridade. O menino cresceu e nós ensinámo-lo a andar de patins, de bicicleta, e até jogamos à bola com ele. É o nosso orgulho. Se algo de mau lhe acontece pensamos logo no pior. Á que ir a correr com ele ao médico ou mesmo ao hospital. Preferíamos ser nós a morrer do que ele a partir uma perna ou coisa do género.

A primeira grande tristeza acontece quando o temos que “abandonar” no seu primeiro dia de jardim-escola ou na escola primária. O menino chora tanto que até nos parte a alma. Mas lá ultrapassamos o trauma. Só que, …

A partir desses primeiros dias apercebemo-nos que ganhámos um pouco de tempo para nós e nunca mais queremos outra vida. É como uma droga: experimentamos e depois ficamos viciados.

O menino vai crescendo e cada vez mais só. Se enquanto pequeno o próprio diz que quer ser como nós quando for grande e nos imita em tudo o que fazemos, a partir de certa altura tudo muda. Quer voar sozinho, contesta-nos por tudo e por nada e começa a fazer somente aquilo que quer. Estamos a começar a perder o controle da situação. O nosso comodismo e para nosso sossego, vamos facilitando cada vez mais as coisas. Deixamos de ver e de ouvir e o já rapaz encontra-se entregue a si próprio. É o princípio do fim.

A sociedade actual é aquilo que todos nós sabemos. Comporta perigos a cada esquina. Uns conseguem passar incólumes por todas essas barreiras. A maioria infelizmente não.

Se ao princípio chorávamos de alegria e até não tínhamos vergonha de o fazer, agora começámos a chorar de tristeza. E sós! Começou o nosso calvário. E que fazemos nós? Nada, a não ser disparar em todas as direcções tentando justificar o injustificável. É o nosso conformismo, a nossa inépcia e a nossa cobardia que levam a que aconteça o que relatei no post anterior. Mas alguém dúvida disso? Todos contribuem com uma parte do descalabro, mas é a nós pais que no cabe a responsabilidade maior, pois a partir de certa altura demitimo-nos da função a que estávamos obrigados: SER PAIS! É com mágoa que o digo, mas sei do que falo.

Se como professor tenho a obrigação de formar uma criança, cabe aos pais EDUCAR essa criança, que até é seu filho e que até não pediu para nascer.

Nós pais devíamos estar envergonhados com o que acontece aos nossos filhos, mas é muito mais fácil fazermos como o avestruz: metemos a cabeça no buraco quando pressentimos o perigo. É preferível morrer sem saber como.

 

Jacinto César        


Tasca das amoreiras às 18:59
Link do post | Comentar | favorito
2 comentários:
De Rasputine a 28 de Janeiro de 2008 às 03:18
Têm imessa razão. Faço a vénia, lá falou qq (muito bem). Dou-lhe parabéns. Calma. Não é isso que se pretende n'um blog. Não é medalhas! Mas não interessa. Se estive-se na posiçãpo entregava na mesma.

PS - Em Portugal não temos Tomates. Temos que chaamar o "Filipão", ou então o gaiatão franciun para governar esta Nave


De Rasputine a 28 de Janeiro de 2008 às 03:22
Desculpe lá "entregava"? Não, entrgava-a!
O portuga é #$"$##""###%&/()==)(/&%


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs