Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013

José Rodrigues dos Santos

 

De vez em quando e sabe-se lá porquê, volta ás notícias do órgãos de comunicação social este ou aquele massacre em vários países no passado e alguns que vão ocorrendo na actualidade. Não me recordo, mas posso estar enganado, de ouvir ou ler qualquer coisa sobre um massacre terrível que houve na primeira década do século 20 e que foi feito sobre o povo da Arménia e perpetrado pelos turcos. Morreram centenas de milhares de pessoas, incluindo velhos, mulheres e crianças com o objectivo nítido de exterminar esta população do antigo Império Otomano. Talvez aconteça isto com a conveniência política hipócrita de “puxar” a Turquia para a Europa.

  

 

 

 

Isto vem tudo a propósito dos dois últimos livros escritos por José Rodrigues dos Santos, “O homem de Constantinopla” e o “Um Milionário de Lisboa” que nas suas mil páginas (que se lêem enquanto o diabo esfrega um olho) conta a história de um homem que todos nós conhecemos e que é Calouste Gulbenkian, também conhecido pelo Senhor 5%. Arménio de nascimento conseguiu escapar-se aos referidos massacres tendo fugido para o Ocidente, sendo em meados do século 20 o homem mais rico do mundo em virtude dos 5% que tinha em várias companhias petrolíferas. Tendo sido um homem que admirava a beleza, foi adquirindo ao longo da vida uma notável colecção de obras de arte. Nos anos 50 do século passado acabou por vir parar a Lisboa e depois de um episódio caricato acabou por conhecer Salazar de quem se tornou amigo. A velha raposa acabou por o convencer a viver em Portugal onde viria a morrer. A Fundação que todos nós conhecemos transformou-se num mundo, que além de ser possuidora de uma vasta colecção de arte no seu Museu em Lisboa, subsidia tudo o que se relaciona com a arte, os livros, a saúde e a investigação científica.

Os livros de Rodrigues dos Santos, na linha dos que anteriormente publicou, podem não primar pela erudição, mas todos eles abordam de uma forma séria e honesta até à exaustão a história de certos acontecimentos, sendo eu testemunha disso mesmo no seu livro “O Anjo Branco” que retrata Moçambique no tempo da Guerra Colonial tal como conheci nos pormenores mais insignificantes (a descrição que faz da cidade de Tete é absolutamente fantástica).

Para quem gosta de ler, vale a pena “atirar-se” a estes livros. Só têm um defeito: quando os começamos a ler já não descansamos enquanto não os acabarmos.

Boas leituras.

 

Jacinto César  


Tasca das amoreiras às 14:02
Link do post | Comentar | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs