Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

O regresso ao PREC

 

 

 

Não gosto muito de trazer aqui casos pessoais, mas desta vez vou levantar um problema, para que todos saibam do medo que se vivia dentro da Câmara Municipal de Elvas.

Como a maior parte dos meus leitores sabe, era professor da Universidade Sénior de Elvas. Não ganhava um tostão que fosse partindo do princípio que estava a prestar um serviço à comunidade. Comecei a dar aulas de Informática 2 horas por semana. Como os alunos gostavam, propuseram-me que aumentasse a carga horária para o dobro. E eu acedi de bom grado, até porque como já aqui tinha referido estava a tornar-se uma experiência gratificante para mim e que nunca mais vou esquecer. Bem, é só isto que devo à Câmara e que foi proporcionar-me essa experiência.

Pois bem, no começo deste ano lectivo, fui saneado da Universidade. Isto leva-me a fazer algumas perguntas aos responsáveis por tal acto:

1 – Foi por incompetência minha?

2 – Foi porque faltava às aulas?

3 – Não correspondi às expectativas?

4 – Ou terá sido por vingança política?

Tudo leva a crer que foi esta última hipótese. A vingança tinha que me ser servida. E foi. É lamentável que estas coisas ainda se passem nesta época. É de uma falta de ética e moral a todo o tamanho.

Penso que a decisão deve ter partido do anterior executivo e principalmente do seu anterior presidente com a conivência (ou será subserviência?) da vereadora que tutelava a Universidade.

É por estas e por outras que entendo o facto dos trabalhadores da câmara mantenham um silêncio ensurdecedor sobre tudo o que lá se passa. Claro que quem falar, o mínimo que lhe acontece é ir para a prateleira.

Eu não saí prejudicado em nada, a não ser como referi, o gosto de ajudar aquela gente. Agora para aqueles que dependem directa ou indirectamente do Município, a música é outra.

Senhor ex-presidente, não estou minimamente arrependido de tudo aquilo que lhe disse ao longo destes últimos meses. Mais, só confirma o mau carácter do senhor tem. É na verdade do tipo “eu quero, posso e mando”.

Sabe, o mundo é pequeno e por vezes O lá de cima escreve direito por linhas tortas. Pode ser que um dia lhe possa retribuir a acção. Como é possível uma pessoa que anda a toda a hora a evocar o Senhor da Piedade se comporte de uma maneira tão baixa?

Voltaremos a falar sobre este e outros assuntos.

 

PS- Não houve ao menos a dignidade de me informarem da decisão. Nem um simples telefonema. Quem é que não tem vergonha?

 

Jacinto César

Tags:

Tasca das amoreiras às 14:01
Link do post | Comentar | favorito
3 comentários:
De Fernando Carona a 28 de Outubro de 2013 às 15:03
É lamentável mas é assim que se passou durante estes ùltimos 20 anos ou és por mim levas a represália,SÓ NÃO VIU QUEM NÃO QUIS,tenho esperança que as coisas mudem e que o trabalhar em equipa, não seja manter os métodos Estalinistas, por vezes dá-me a impressão que nos habituamos durante 40 anos a viver em ditadura que toleramos os métodos!


De manuel figueiredo a 29 de Outubro de 2013 às 11:19
 Aqui todos se lamentam...mas ainda me lembro de que aqueles que agora criticavam o Rondão Almeida eram todos aqueles que dantes lhe lambiam mos sapatos, porque tinham interesses...Nomes?
João Carpinteiro... Manuel Carvalho e mais como estes...
E agora vão continuar a beijar os pés ao Mocinha!
Quem está com a gente, come...
Quem não está, cheira...


De António Venânncio a 28 de Outubro de 2013 às 19:35

Caro Jacinto
Mas tu admiras-te. De certa forma vivemos num PREC já há algum tempo. A prepotência, a ameaça velada e as represálias são constantes, muitas vezes sem motivo aparente.
Mesmo a nível de política nacional, o que estamos a viver é uma espécie de PREC de um sentido diferente. No PREC, como bem te recordas, o desrespeito por alguns direitos, nomeadamente o direito à propriedade, o direito ao bom nome e a liberdade de expressão eram constantemente postos em causa, e as pessoas eram saneadas e postas na prateleira apenas pela cor política ou por implicação de alguém do partido.

Este momento assistimos a um ataque aos direitos de igual forma violento, apenas os alvos são outros e, nalguns casos as coisas  são feitas de uma forma mais velada. Da mesma forma que então não importa o bem do pais, a verdade, e o respeito pelas pessoas, importa atingir os fins inconfessáveis usando quaisquer meios. Na altura não importava o direito à propriedade desde que uns quantos pudessem enriquecer à custa do que outros tinham construído, hoje não importa o direito ao trabalho, ao salário ou à reforma, desde que uns quantos(leia-se políticos e alta finança) possam ter cada vez mais. Na altura não importava a competência, havia que colocar fora quem era contra e instalar quem era do partido, hoje novamente não importa a competência, colocam-se indivíduos acabados de sair da uma universidade a ganhar fortunas, pagam-se juros disparatados a uma banca que se financia no BCE ao preço da uva mijona e reduzem-se os salários a quem trabalha, cortam-se reformas a quem descontou uma vida inteira e procuram-se todos os meios, incluindo deixar as populações sem serviços ou com piores serviços. para dispensar funcionários que trabalham diariamente dando o seu melhor. Discriminam-se as pessoas em função das amizades ou inimizades, tudo em nome de uma gestão de recursos humanos em que as regras de uma vida deixaram de ser. É o país que temos, onde a injustiça, o amiguismo, o cartão do partido são tudo. Um país sem oportunidades, sem esperança, sem futuro para quem não seja da cor ou simplesmente não seja um Yes Man.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs