Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quinta-feira, 10 de Outubro de 2013

Ainda a propósito de touradas

 

 

 

Ontem escrevi aqui, dando a entender que todos os meios (legais) são válidos para apoiar uma causa tão nobre e merecedora de tudo e que são os bombeiros. Graças a Deus nunca tive necessidade da sua ajuda, mas tenho a certeza que se um dia precisar, eles dirão “PRESENTES”. Seja com corrida de touros, por peditórios ou pelos meios que forem, todo o dinheiro que lhes chegar será bem gasto e em prol de todos.

Mas voltemos então ao assunto polémico e que são as touradas.

Eu pessoalmente não gosto e até acho que determinadas partes são bárbaras. Também acho que outras (penso que se diz “tércios) são em termos artísticos e estéticos bonitos. Estou por exemplo a referir-me ao tércio de capote, ao confronto entre o cavalo e o touro e às pegas. Agora também acho que tudo o que fere o animal não tem cabimento nos tempos que correm, visto causarem sofrimento. Mas para resumir, estou-me um bocado nas tintas para o assunto, já que para mim há outros bem mais importantes e graves e que a maioria das pessoas continuam a fingir que não sabem e vão assobiando para o lado como nada fosse com elas.

A mim preocupam-me as crianças!

A mim preocupam-me os idosos e os doentes!

A mim preocupam-me os desempregados!

Estas são sim, as minhas preocupações. E se a maneira de resolver estas minhas preocupações fossem as touradas, que se fizessem todos os dias muitas em todo o país, que eu mesmo sem gostar delas, lá iria.

Vejo todos os dias no FaceBook pessoas a dizerem que encontraram um cão abandonado e que precisam de lhe encontrarem um dono. Muito bem!

Vejo todos os dias no FaceBook pessoas a queixarem-se que A ou B trata mal os gatinhos láem casa. Muitobem!

E quantas vezes vimos no FaceBook alguém a dizer que conhece um casal de velhotes que passam mal e que precisam de ajuda?

E quantas vezes vimos no FaceBook alguém a dizer que conhece crianças a necessitarem ajuda e a mobilizar a comunidade em seu favor?

E quantas vezes é que vimos denúncias de filhos que tratam mal os pais, de pais que maltratam os filhos, de maridos que maltratam as mulheres e outras coisas tais?

 

Sempre gostei de animais, mas tê-los em casa não. Para mim são uma prisão. Mas também não os maltrato nem gosto de saber que são maltratados.

Mas por muito respeito que me mereçam esses mesmos animais, primeiro as PESSOAS.

Para os “fanáticos” anti-touradas, deixo-lhes aqui um conselho: preocupem-se também com os animais que estão encarcerados no jardim zoológico, com os passarinhos nas gaiolas, com os pombos que são abatidos por desporto em campos de tiro.

O dia que houver uma organização abrangente que proteja os animais, eu serei um activista. Mas continuo a dizer: primeiro as PESSOAS.

 

Um bom fim-de-semana para todos

 

PS – Não vale a pena chamarem-me tudo e mais alguma coisa pois a decisão de cortar os comentários no blog é definitiva, pelo menos até ao momento em que eu achar que se comportam como PESSOAS e não como ANIMAIS.

 

Jacinto César   


Tasca das amoreiras às 14:46
Link do post | Comentar | favorito
6 comentários:
De moi a 10 de Outubro de 2013 às 17:23
Vou deixar aqui uma súmula a frio do que foram as eleições em Elvas.
O PSD decidiu concorrer sozinho, sem o CDS seu anterior parceiro de coligação.
O PS tinha novo cabeça de lista, embora Rondão fosse terceiro.
Na verdade todos os candidatos eram estreantes e pela primeira vez não concorreu Manuel António Torneiro.
Vamos por parte. O PS venceu e venceu com larga vantagem. Superior a qualquer resultado anterior em percentagem. Vitória clara de Mocinha. O CDS teve o prémio de consolação com um vereador.
O PSD sozinho fazia sentido em Janeiro? Fazia, sim. O PSD é um partido com uma base de apoio importante e o chamado «centrão» balanceia entre o PS e o PSD e em Elvas também pode acontecer. Por outro lado, a postura caceteira do líder do CDS não é um bom cartão-de-visita para um candidato, para além das eventuais dificuldades de equilíbrio da lista entre laranjas e centristas, no momento da escolha dos candidatos.
Mas, tudo correu mal ao PSD. A estrutura local está muito debilitada. Poucos militantes e pouca juventude. O candidato escolhido nunca andou nestas andanças e não chegava às pessoas. O CDS com a experiencia de várias campanhas anteriores começou cedo a escolher as listas, num bom trabalho de captação de candidatos e de pessoas normalmente votantes do PSD, roubando espaço de manobra ao PSD. Logo na formação da lista de viu que havia muitas dificuldades na candidatura do PSD. Na pré campanha e durante a campanha vieram estes factores ao de cima, uma grande inexperiência dos candidatos social-democratas e uma máquina cara no PS com muitos apoiantes. Claro que o poder chama, são os funcionários da autarquia, os jovens da JS interessados nos empregos da Câmara e todos aqueles que esperam alguma «ajuda» municipal.
O PS fixou a maior parte do seu eleitorado que lhe garantia a vitória folgada. Sobravam os não apoiantes e os descontentes.


De moi a 10 de Outubro de 2013 às 17:24

Nos não apoiantes, encontravam-se os eleitores normais do PSD que foram aliciados eleitoralmente por uma campanha de insistência e persistência de Tiago Abreu que com menos meios e já algumas campanhas às costas fez pela vida. Teve o premio da consolação. O PSD não fez campanha, limitou-se a deixar correr o tempo.


O PS e o CDS tiveram acções todos os dias e por vezes várias no mesmo dia e o PSD não apareceu. A campanha é para falar com as pessoas, ir para a rua, cumprimentar as pessoas, dar beijos e abraços.


Em termos de agenda, o PSD estava perdido, não usou os pontos fracos do PS. O PSD com um militar como cabeça de lista teve uma campanha liderada por um pacifista. O CDS meteu a cassete e repetiu argumentos e despejou demagogia que não cola. Sobre o CDS, convém ainda dizer que há um passado que as gerações que votam ainda não esqueceram e por isso o universo votante não estica.


A abstenção bateu records, porque muita gente está descontente com o sistema político, mas porque há muita gente fora que consta das listas. Quantos saíram de Elvas nos últimos anos? Há uma inércia na alteração dos cartões de eleitores (uma chatice ter que tratar disso) A Taxa de desemprego altíssima no concelho redunda na saída de muita gente, não duvidem.


 


 Respeito o seu blog e as suas opiniões, mas sem comentários os blog já não presta



De Anónimo a 11 de Outubro de 2013 às 11:15
Jacinto com todo o respeito que tenho por ti, esta não esperava vinda de tí. Sempre achei que eras coerente, por isso não compreendo.
Todos temos o direito de gostarmos do que achamos que é bom.
Concordo em certa medida da tua posição sobre as touradas, tem realmente coisas muito bonitas mas outras que são um pouco bárbaras.
Vamos á minha discordancia acerca do teu escrito, dizes que gostas de animais mas em casa não. Só se mudastes os teus sentimentos em relação á bicharada. È que não há muito tempo, era ver-te no jardim a passeares o cãozinho. A não ser que foi numa determinada fase da tua vida que o animal te dava jeito, como companhia por exemplo. 
Depois por alteração na tua vida pessoal o cãozinho já fazia de "empecilho" Assim como um sapato velho não fáz falta vai para o lixo.
Quero crer que não é esse o caso.
Cumprimentos


 


De Tasca das amoreiras a 11 de Outubro de 2013 às 13:35

Caro amigo (presumo que o sejas, mas que por qualquer razão não te queiras identificar). A história do cãozinho não é assim tão simples como podes pensar. Acabei neste assunto por ser vítima, tal como muitos pais, ao ser confrontado com um cão em casa e com a promessa de que tratavam dele (os meus filhos, claro) e em pouco tempo se esqueceram das promessas, vendo-me eu com o menino nos braços. É verdade que o tive um par de anos, tal como também é verdade que me destruiu meia casa (os animais não foram feitos para estarem encerrados num apartamento). Claro que após a minha mudança de vida obrigou-me também a procurar uma solução para o cão. Como o dito parece que era de raça apurada, houve um criador da dita raça que manifestou o interesse em ficar com ele. E assim foi, depois de garantido o bom tratamento do animal, facto que vou fiscalizando. Como vês a história não é assim tão diferente das ideias que tenho em relação aos animais.


Jacinto César



De moi a 11 de Outubro de 2013 às 11:26

Sobre as eleições autárquicas há ainda alguns temas a rever.


O Bloco de Esquerda deixou se envolver numa polémica por causa de comentários sobre os ciganos. Alguém terá escrito aquilo que muitos concordam, mas que é tabu num partido cheio de esqueletos no armário, muito bem apelidado de «esquerda caviar», onde Castelo não se enquadra. Má aceitação dos eleitores, quinta força e último nos resultados à câmara, resultando numa votação abaixo de Pedras em 2009. Tentou passar a ideia que tinha sido melhor, mas não foi o que aconteceu: 1,83% 176 votos em 2013 e 3,54% e 381 votos em 2009.


A CDU em Elvas, como no resto do País, subiu a votação para 4,8% 461 votos, contra 3,07% 330 votos em 2009. Este fenómeno ainda está para ser percebido e confirmado em futuras eleições. Esvaziamento do BE, descontentamento com os partidos do «Arco da Governação», efeito dos candidatos, aumento do desemprego e maior impacto sindical, enfim muitas hipóteses e talvez uma parte de cada factor a impactar o resultado global dos comunistas.


Sobre o PSD ainda gostava de realçar o facto de António Teodora ter tido um desempenho tão fraco que recolheu apenas 686 votos, o pior resultado de sempre dos laranjas. Repare-se que em coligação, há 4 anos PSD e CDS tiveram 2.135 votos. Na altura ficou a 159 votos de eleger o segundo vereador e em 29 de Setembro ficou a 425 votos de eleger um vereador.


Os números podem ser chatos, mas insisto só mais um pouco nesta comparação.


Em 2011, depois do desastre de Sócrates e da eminente vinda da Troika, o PS ainda ganhou com 3.747 votos, o PSD subiu para 3.049 votos e o CDS 1.319 votos.


Em 2009, para as legislativas o PS ganhou com 4.375 votos (em 2005 teve 7.597 votos), o PSD teve 2.144 votos (2.027 votos em 2005 depois de Santana Lopes) e o CDS 1.127.


O PSD terá entre 2.000 e 3.700 votos potenciais, o que significa que perdeu nas eleições autárquicas entre 2/3 e 4/5 dos votos. Estes dados não tem qualquer objectivo de denegrir o candidato, mas de facto são como o algodão, o PSD teve um enorme erro de casting. Precisa renovar-se e fixar votantes.



De moi a 11 de Outubro de 2013 às 11:27

O CDS chegou a 1.124 votos, os mesmo que me 2009 nas legislativas e menos que em 2011 nas legislativas, onde teve 1.319 votos. Aliás em 2011, Tiago Abreu acreditou que poderia ser candidato à Câmara com essa subida de votos e «picou» o PSD para forçar a coligação a romper. Juntou aquilo a que o povo chama de «fome com a vontade de comer». Conseguiu um vereador, mas atingiu o limite de votantes. Desta fasquia dos 1.200 a 1.300 não sobe. Para ganhar a Câmara são precisos 4.600 votos no mínimo.


Fecho estes comentários sobre os partidos com o PS para referir que a erosão de votantes que tem sofrido nas últimas eleições, ainda lhe vale uma maioria confortável. Teve a sorte de mais uma vez não lhe ter surgido um candidato á altura para um combate sério. Bom desempenho nas obras, no social e a coroa de glória no Património Mundial e no Forte da Graça, mais o 10 de Junho. Nem um problema com o desemprego e falta de atracão de empresas. Oposição soft.


Por ultimo, um caso inédito em Elvas. O voltar de costas do jornal local à campanha, com base num argumentario medíocre. Bem sei que há muita gente que afirma que a autárquica deve apoiar todas as entidades do concelho e já nos basta terem desaparecido outros jornais e recentemente a Rádio Renascença. Mas, será que já nos conformámos com meses a fio (antes das eleições) de investimento camarário em dezenas de páginas de publicidade no jornal, a um preço que ninguém paga. Há quem diga que não há coincidências…



Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs