Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 4 de Junho de 2013

Dependências VS Liberdade

 
 

 

 

Muito aqui se tem comentado sobre a dependência ou independência do jornal da nossa terra: o Linhas de Elvas. Já lá iremos mais à frente.

Todos nós os mais velhos nos lembramos dos tempos da outra senhora e do modo como as famílias viviam (política aparte).

As nossas mães fartavam-se de trabalhar, mas quando perguntavam aos nossos pais o que é que faziam, eles invariavelmente diziam “Nada!”, é dona de casa.

Todos se lembram ainda que as nossas mães eram meio “escravas” dos nossos pais e tinham que satisfazer todos os seus caprichos humildemente. Mesmo que houvesse desentendimentos graves, tinham que aguentar firme. E porquê? Mesmo que se quisessem separar dos respectivos maridos, não podiam. E porquê? Porque estavam dependentes economicamente deles. Esta é a verdade (o que não quer dizer que não houvesse muitos casais felizes).

Com o advento dos anos 60 do século passado, a mulher começou a tornar-se mais independente e a ter vida própria. Aos poucos deixou de estar dependente do marido, já que muitas delas começaram a “trabalhar” e a ganhar o suficiente para se manterem em caso de separação.

Com o 25 de Abril e a institucionalização do divórcio, foi o que se viu. (quem lê esta prosa sem saber quem sou, diria que era uma femininista a escrever).

Não sei se já perceberam onde quero chegar. Não? Continuemos.

Todos se lembram aqui em Elvas do antigo Intermarché e dos seus donos (passe a publicidade). Como hipermercado que era estava dependente dos clientes. Como os donos não eram pessoas que primassem pela simpatia, antes pelo contrário, foram perdendo clientes até chegar onde chegou, até os novos donos terem tomado conta do negócio.

Vamos agora ao que eu queria dizer.

A liberdade, seja lá ela onde for, não passa de uma teoria e de uma miragem. Todos dizemos que somos livres, mas quase todos estamos dependentes de alguém ou de algo. Quem disser o contrário, ou está a mentir ou então não tem consciência da realidade.

Numa cidade pequena como a nossa, o fenómeno dependência é ainda mais notado, bastando para tal recordarmo-nos que o maior empregador é a Câmara Municipal e todas as famílias directa ou indirectamente têm lá alguém a trabalhar. Por outro lado, a câmara é o maior cliente de muitas empresas e comércios. Atendendo a estes dois factores que citei, como é que se pode afirmar que se é independente?

É muito fácil como se diz por aqui nos comentários que A ou B foram “capados” pelo presidente. Acredito que sim. E se o presidente fosse outro será que as coisas eram diferentes?

Indo agora direito ao assunto, comenta-se muito por aqui que o Linhas de Elvas se vendeu ao “inimigo”. Sobre isto tenho que dizer o seguinte:

1 – O jornal é um meio de comunicação informativo e não de crítica. Para isso estão lá os colunistas e críticos para o fazerem;

2 – O jornal é um negócio como qualquer outro e precisa de clientes para sobreviver;

3 – Pelo que vejo semanalmente, as Câmara de Elvas e de Campo Maior serão os seus principais clientes;

4 – Quem é que no seu perfeito juízo iria hostilizar os seus principais clientes?

5 – E se o jornal hostilizasse estes clientes seria para satisfazer a vontade de alguns leitores que politicamente são da oposição à câmara, e estes pagariam as despesas do periódico?

6- Ninguém se arme em inocente pois não se podem esquecer que a oposição aqui em Elvas é governo em Lisboa e que este é o maior manipulador da comunicação social. Os anteriores fizeram o mesmo.

 

Todos sabemos que a democracia não é um sistema político perfeito, mas ainda é o melhor que se conhece. Agora dentro do sistema, há pessoas honestas e pessoas desonestas e infelizmente as segundas predominam.

 

C’et la vie.  

 

Jacinto César

Tags: ,

Tasca das amoreiras às 16:42
Link do post | Comentar | favorito
11 comentários:
De André Miguel a 4 de Junho de 2013 às 22:01
"A liberdade, seja lá ela onde for, não passa de uma teoria e de uma miragem"


É precisamente essa mentalidade que a nossa classe política aprecia; depois queixem-se que o Estado se mete em tudo e nada, que o Estado cobra muitos impostos, etc...


"Todos dizemos que somos livres, mas quase todos estamos dependentes de alguém ou de algo"


Grande confusão que para aqui vai.
Não confundir liberdade com anarquia, pois só nesta ultima não há respeito pelas liberdades alheias, logo dependência. Nós não temos liberdade porque temos um Estado intervencionista e controlador, que é uma máquina de sacar impostos, reflexo de uma nação socialista, da qual Elvas é um excelente exemplo.


De anty cesar a 5 de Junho de 2013 às 19:35
fogo
cesar és um capado
apagaste a parte mais divertida do blog

 


De VERGONHA a 5 de Junho de 2013 às 19:43

sobre este assunto digo te cesar e depois apaga porque es um maricas

o senhor esse disse mal de toda a gente, da concorrencia especialmente

que era o tal da cambra e ele o isento

e agora vendeu-se

pior vende-se

quem perde? olha o teu amigo do PSD por exemplo



De Anónimo a 5 de Junho de 2013 às 19:45

 e o teu inimigo do CDS tb sai prejudicado

esse é um tonto porque pensa que tem um amigo no jornal e lhe publica as parvoices.

mas sai tudo com o ok do dono, do chefe , do patrão, do pagador de ordenados.

sim, olhe tenho aqui uma carta de angola.
publico?
sim diz que ele te pagou e metes como publicidade

claro tudo para dividir o eleitorado da direita.

O tonto achasse o maior porque um PSD o apoia. mas mete as barbas de molho que o teu mal vem pleo caminho , tonto


De Anónimo a 5 de Junho de 2013 às 19:49
o senhor do jornal diz se isento

mas sempre foi um vendido

era é rebelde

dizia hoje mal e o dono não lhe paga e mandava os subdittos enviarem lhe jornais rasgados pelo correio

depois ia ao perdoa me e lá vinha mais um camião de dinheiro

esse jogo deu enquanto houve assinantes e anunciantes para ajudar a equilibrar as falhas do manda chuva.

agora que não consegue vender a publicidade vai de levar os ditos numa bandeja

mande os cheques chorudos e sriva-se

mais um CAPADO

caro? mas, saboroso diz o manda chuva
que se ri por ter o pesudo isento a comer á mão

agora apaga


De zurzir com criolina a 5 de Junho de 2013 às 19:52

Um jornal bolorento caiu-lhe no colo


«Na perrcebo nada disto, o que faço da mnha vida?»


Acordou no dia seguinte e arrotou um pensamento:  «Vou fazerre deste jrnal um grande e isento jrnal!»


Apesar de bolorento, rendia abundante notas de escudo pagas por assinantes e anunciantes. Logo a vaidade veio ao de cima: «Um beulo carrro vou comprrar»


Saiu o da fotos e veio o desconhecido socialista. «A cambra ta faulida vou virrar me pro Tiu Rui»


Com a entrada dos euros,  a conta continuava choruda:  «Um beulo carrro vou trocarrar»


Com a concorrência, o desbarato e a opulência baixaram os euros na conta


«A cambra tá rrica mas a mim não me paga? Vou zurzzirr na nodoa do prresident. Eu sou isento e nunca Eulvas teve tamanho tirrano!»


O sabichão da rua Isabel Picau dava com uma e tirava com outra, ao sabor do terror na escrita, mais amiga ou mais venenosa, do agora menos bolorento, mas já quase limpo de pagantes.


Sabendo da seca, o tal sabichão cortou a torneira e afiou a faca de capar, esperando pelo aproximar da hora.


«Esto frrito, vou engolirre uns grandes sapus para não sentirre, afinal vou me consolando que devo de serre o último ou um dos últimos ve los partirre. Seja como a Nobrreza antiga, vão se os aneis e ficam os eurros na conta… »  


Chegou o ano terribilis de 2013, por acaso jeitosamente de ida a votos, e os dois foram retirados sem surpresa.


Claro que pesados numa balança nunca chegarão ao tamanho dos euros facturados, mas euros  não faltam ao sabichão.


Foi o par mais caro, dizem uns. Foi o par mais saboroso, diz o capador. 



De Júlio Correia a 6 de Junho de 2013 às 01:14
Senhor Jacinto, desculpe me a franqueza, Tanta merda p dizer q o gajo se vendeu?
Claro, quem paga o Mercedes?
O pai é que deve estar a dar voltas.
Isso que disse da crinolina é verdade que eu lembro me. Na altura apoiei. Depois vi o a fazer panelinha nos almoços e  disse ca para comigo. La esta mais um, razao tinha o pigmeu quando escreveu sobre os capados. Desarrisquei me na semana seguinte.


Ass Júlio Correia ex assinante 


De Anónimo a 6 de Junho de 2013 às 16:28

isto resume-se a euros
o tipo esse é falto de carater
a alcunha de Capado acenta-lhe muito belamente

os assinantes o que deviam era como este senhor disse desriscarem-se de socios do jornal


De Anónimo a 7 de Junho de 2013 às 01:47
Nota-se para onde vai....




De Nota nota a 7 de Junho de 2013 às 08:17
Linhas de Elvas  sem ajuste direto para que ninguém saiba,cobra 1.000 euros por pagina (pelo menos uma pagina por semana) x 55 semanas (no verao uma semana é p ferias) dá 55.000 euros por ano
Isto sem os extras
A câmara que publique tudo quanto paga


De Memoria de Elefante a 7 de Junho de 2013 às 13:27
O tema caro capado nao é se os outros recebem.
O tema é o que o senhor escreveu e que nem com criolina em vez de tinta vai conseguir apagar.
Ja agora ainda é quanto é que o senhor ganha com essa intrujice do isento. Fez de santo e afinal nao passa dum diabinho traquina que gosta, adora os cheques chorudos da camara.
Como dizem os Homens da Luta: \"... o que quer é dinheiro para comprar um carro novo\"


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs