Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Domingo, 9 de Setembro de 2012

O vómito

 

 

 

 

Já hoje vomitei! Não, não foi por causas dos copos ou de qualquer coisa que me tenha assentado mal. Foi pela digestão mal feita daquilo que comi à força e dada pelo 1º Ministro. Foi a raiva que me provocou a agonia. Foi a revolta que me pôs neste estado. E o problema é que não encontro um remédio para me aliviar. Encontrar até encontrava, mas não o posso usar.

Como é que é possível os portugueses manterem-se impávidos e serenos perante tais acontecimentos? Penso que nos andam a colocar qualquer droga na água para nos mantermos quietos e calados.

Desculpem, mas tenho que ir vomitar outra vez.

 

Uma boa semana para todos.

 

Jacinto César

 

A CONQUISTA ÁRABE

 

            Nos últimos tempos de dominação dos godos, as discórdias civis encaminharam a Espanha á sua ruína, ao passo que o império árabe se estabelecia e fortificava ao norte de África.

            Sabe-se que depois de duas tentativas de desembarque dos africanos na península, o realizaram enfim, com o favor do conde Juliano, em 711 da nossa era. O grande Tarek, desembarcando na ponta meridional de Espanha os seus aguerridos muçulmanos, e coadjuvado aqui pêlos judeus espanhóis e pelo partido dos filhos de Wittiza, abria uma campanha, cujos resultados gigantes mal se podiam prever.

            Porque a Espanha era uma nação grande, e se ela nos últimos tempos manifestava sintomas de decadência, motivada pelas parcialidades em que se achava dividida, o exército que a vinha combater, composto de homens de uma nação que acabava de se formar de elementos heterogéneos, nenhumas garantias dava de disciplina, se não foram animados da conquista dos Campos Elyseos, que lhes haviam de prodigalizar as riquezas que mais apreciariam que a glória.

            Era mister não sofrer revezes para conter este exército debaixo de uma disciplina religiosa. A vitória do Chryssus ( Guadalete ), como que avigorou os elos que prendiam uns aos outros estes homens de origens diferentes. A cobiça do invasor redobrou em presença do desânimo que acobardava o exército godo.

            A não ser assim, Tarek não teria chegado, como chegou, nem vencido, quase sem oposição, á capital dos estados de Roderíco, a antiga cidade de Toledo, glória esta, que tal emulação despertou no emir de África, que o obrigou, mais cedo do que meditava, a embarcar-se para a península, receoso de que, quando chegasse a ela, não encontrasse inimigos a quem vencer.

            O emir de África, Abi-Abderrâman-Musa, mal desembarcou em Espanha, marchou logo sobre Sevilha, que não lhe opôs resistência, e de ali avançou para a Lusitânia, que ainda ao tempo abrangia a mesma área que sobre a administração dos romanos.

            Designadamente dizem as crónicas, que caíram em poder de Musa as cidades de Niebla, Osuns, Mértola, Beja, e por último a capital da província, a cidade de Mérida, que se defendeu brilhantemente contra o invasor, ocorrendo a sua sujeição em Julho de 712.

            Quer pertencesse ao distrito de Évora, quer ao de Mérida, Elvas rendeu-se juntamente com as outras povoações do ocidente, ao emir africano, quando ele por uma série não interrompida de triunfos, conseguiu sujeitar ao domínio sarraceno o que o seu lugar-tenente lhe deixara livre, por esta parte, em quanto por outra continuava a ilustrar o seu nome com as mais assinaladas vitórias.

            Dentro em pouco a Espanha toda curvava-se diante dos novos dominadores, depois de uma guerra sanguinosa.

            Vemos pois, que foi em meados de 712 da nossa era, ou durante o ano 93 da hegira, que Elvas caiu em poder dos árabes, sendo califa de Damasco Walid I da dinastia ommyada.

 

Tasca das amoreiras às 18:20
Link do post | Comentar | favorito
1 comentário:
De tia altisidora a 10 de Setembro de 2012 às 09:31

Partido dos filhos de Witiza......partitocracia azarenta?


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs