Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sábado, 19 de Maio de 2012

A candidatura de Elvas - Agora é que tudo vai começar

 

 

Foi tornada pública a agenda para a reunião do Comité para o Património da Humanidade que vai decorrer no próximo mês em S. Petersburg na Rússia e onde a candidatura de Elvas vai ser apreciada.

No que diz respeito a Elvas o parecer do ICOMOS pareceu-me positivo. No entanto deixa muitas pontas soltas e muitas interrogações que me deixam apreensivo.

Um bocado à pressa fiz a leitura do dito parecer (são dezenas de páginas em inglês) e traduzi a conclusão. Quero-vos deixar aqui em primeira-mão o que o ICOMOS diz. Nos próximos dias tentarei aprofundar o resto do parecer. O texto que se segue foi escrito para o Facebook e como tal parece desligado desta introdução.

 

Bem, depois de ter digerido da melhor maneira que sei, o relatório que o ICOMOS vai apresentar à Assembleia da UNESCO logo à partida diz o seguinte: a candidatura de Elvas não demonstrou obedecer aos critérios 1 e 2 e demonstrou obedecer ao critério 4. Ficam aqui os ditos critérios e o parecer do ICOMOS

 

-Critério (i): representa uma obra-prima do génio criativo humano;


ICOMOS considera que este critério não foi demonstrado.


-Critério (ii): apresentam um intercâmbio importante de valores humanos, durante um período de tempo ou dentro de uma área cultural do mundo, sobre a evolução da arquitectura ou tecnologia, das artes monumentais, do planeamento urbano ou projecto da paisagem;


ICOMOS considera que este critério não foi demonstrado.

 

-Critério (iv): ser um exemplo excepcional de um tipo ou conjunto de edifícios, arquitectónico ou tecnológicos ou de paisagem que ilustra uma fase significativa na história da humanidade;

 

ICOMOS considera que o bem proposto demonstra o critério (iv) e as condições de autenticidade e integridade, mas estes estão sob ameaça mas é de salientar que o Valor Universal foi demonstrado.

 

Até aqui tudo me pareceu mais ou menos correcto.

Depois vêm os porquês, os pareceres e as conclusões. Foi uma tarefa difícil conseguir ler e entender o que queriam dizer ao longo de dezenas de páginas.

A primeira conclusão que tirei do relatório é que há 3 tipos de pareceres propostos à Assembleia: as candidaturas que são aceites, as que são liminarmente reprovadas e a terceira de que Elvas faz parte, são aquelas que são reapreciadas. E para mim aqui é que reside o problema, pois não sei bem o que querem dizer com aquilo. Poderá ser um sim ou um não.

 

Deixo-vos agora o relatório final sobre a candidatura de Elvas, que traduzi da melhor maneira que soube.

 

 

ICOMOS considera que a análise comparativa justifica a integração do Bem na Lista para Património da Humanidade. O Bem nomeado preenche o critério (iv), as condições de autenticidade e integridade, estando estes no entanto vulneráveis.

 

O valor universal excepcional foi demonstrado. A principal ameaça ao Bem é o despovoamento do Centro Histórico e a falta de utilização dos edifícios desocupados, incluindo o Forte da Graça, propiciando a falta de manutenção condições para o vandalismo. Há também evidências de controlo inadequado sobre o desenvolvimento entre o Forte de Santa Luzia e das fortificações do Centro Histórico de Elvas. Na resposta recebida em 10 de Fevereiro de 2012 o ICOMOS sobre este assunto da Entidade Proponente informou que o limite do Bem foi estendido para cobrir todo o talude de todas as fortificações e da zona tampão tem de ser alargado para abranger toda o Bem e cobrir todas as áreas entre os baluartes da cidade e os fortes periféricos e fortins, e entre os fortes e fortins entre si. No entanto, como é mostrado na figura que acompanha o mapa (fig. 1.e.4) a linha de visão entre o Fortim de São Domingos e o Forte da Graça não está assegurada e precisa de ser protegida por meio de comandos explícitos sob o sistema de gestão.

A protecção jurídica em vigor não é suficiente e terá que ser expandida para cobrir todo do Bem nomeado incluindo a área intramuros como monumento nacional e a Zona de Amortecimento como uma Zona de Protecção Especial como
documentado na resposta da Entidade proponente recebida em 10 Fevereiro de 2012 à carta de ICOMOS de 12 de Dezembro 2011. As medidas de conservação são adequadas em geral, mas um inventário detalhado das características históricas urbanas e estruturas deverão fazer parte do Plano de Gestão como base para conservação e monitorização, e ser incorporadas no Plano Director Municipal de Elvas. As várias autoridades responsáveis ​​terão que trabalhar juntas e de uma maneira coordenada. No entanto atenção imediata vai para a necessidade da identificação dos recursos financeiros e novas utilizações para os prédios desocupados, em especial o Forte de Graça. A proposta da criação de uma "Empresa Fortificações de Elvas” deverá ser implementada o mais rapidamente possível. Na sua resposta de 10 de Fevereiro de 2012 à carta do ICOMOS datada 12 de Dezembro de 2011 da Entidade Proponente afirmou que o sistema de gestão será estendido até o final de 2012 para incluir controles sobre o desenvolvimentoem torno Fortificações de Elvas e as áreas entre eles e a fortes periféricos e Fortins, e entre os fortes e Fortins entre si. Mas o mapa fornecido mostra que ela precisa ser alargada mais para o oeste para proteger a linha de vista entre o Fortim de São Domingos e o Forte da Graça. Além disso, recomenda o ICOMOS que o Plano de Gestão deve incluir directrizes de design para os edifícios novos ou a reconstruir dentro do centro histórico e fora dos muros, e estes devem ser incorporadosem do Plano Director Municipal. A Entidade proponente manifesta na sua carta recebida em 12 de Fevereiro de 2012 que a Empresa “Fortificações de Elvas”será legalmente estabelecida até o final de Junho 2012 e implementação do Plano de Gestão deverá começar logo em seguida.



As recomendações relativas à inscrição ICOMOS recomenda que a nomeação do Cidade Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações em Portugal, deve ser remetido à Entidade proponente, a fim de permitir que ela:

 

• Designar todo o Bem nomeado incluindo a área intramuros como Monumento Nacional e as zonas de amortecimento como Área de Protecção Especial;

 

• Ampliar o sistema de gestão para ter o controlo efectivo para proteger a linha de vista entre o Fortim de São Domingos e o Forte da Graça;

 

• Configure a Empresa Fortificações de Elvas de modo a implementar o Plano do ICOMOS e recomenda ainda que a Entidade proponente ter em consideração a seguinte:

 

• Prosseguir o mais rapidamente possível a identificação de recursos financeiros e novas utilizações para os edifícios desocupados, em particular o Forte de Graça;

 

• Estabelecimento de um inventário completo de recursos e estruturas para o Bem como base para a conservação e estender o sistema de monitorização para cobrir isso como parte do Plano de Gestão. O inventário deve ser incorporadas no Plano Director Municipal;


• As directrizes deverão incluir no Plano de Gestão um design adequado para edifícios novos ou reconstrução dentro do centro histórico e fora dos muros e incorporando estes no Plano Director Municipal.

 

Para mim, logo pelo primeiro parágrafo, pareceu-me que a candidatura tem um parecer positivo. Depois vêm uma série de considerações que me levantam dúvidas.

 

Quem quiser dar-se ao trabalho de analisar tudo isto que dê uma opinião.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 20:14
Link do post | Comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 19 de Maio de 2012 às 23:51

conclusão simples e com menos letras: chumbámos


De André Miguel a 20 de Maio de 2012 às 12:33
A interpretação que eu faço é que fica para outra oportunidade.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs