Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 13 de Março de 2012

A cidade fantasma

 

 

Tenho ouvido os mais variados tipos de opiniões e algumas delas tenho aqui expressado a propósito de uma solução para a crise que atravessa Elvas.

Fala-se em turismo e da falta de políticas para o sector. Não serve e não resolve.

Fala-se em apoios à instalação de empresas em Elvas. É um sonho!

Mas afinal o que é que os elvenses pretendem para a sua cidade? Duvido que saibam, mas as opiniões dos outros são más de certeza.

Vamos continuar a apostar no comércio “de cacos e atoalhados” para virtuais compradores? Vamos aumentar o número de pastelarias e restaurantes para clientes fantasmas?

Uma das opiniões que oiço com mais frequência é que a câmara tem que fazer mais, mas ao mesmo tempo vão criticando o número de funcionários públicos. Por sua vez, a iniciativa privada que tão mal diz do estado, também não investe porque está “tesa”.

Perante este cenário que fazer então? Vamos todos de romaria a Fátima pedir um milagre? Eu deveras ando muito confuso e qualquer dia por este andar nem há funcionários públicos em Elvas nem actividades económicas privadas. Fechamos para saldos.

A recente “guerra” Câmara/Linhas de Elvas é paradigmática da confusão que reina por estas paragens. Todos berram e ganha que gritar mais alto.

Repare-se na iniciativa que partiu de um grupo de cidadãos desinteressados que se propôs fazer uma petição pública sobre o Forte da Graça: vejam quantas pessoas assinaram e depois analisem. O desinteresse é total e os patrocinadores ainda são alvo de críticas com o argumento de que tal não resolve nada. Se nada resolve nada, então fiquemos a ver alegremente o barco a ir ao fundo.

Passem bem que eu vou dormir uma sesta.

 

PS- O último a ficar faça o favor de fechar a luz! 

 

Jacinto César  


Tasca das amoreiras às 16:13
Link do post | Comentar | favorito
10 comentários:
De o melhor a 13 de Março de 2012 às 16:45

Normalmente os meus caríssimos leitores já sabem que sou um gajo de Elvas muito bom a escrever, no entanto há algumas áreas onde não quero mesmo ser o melhor.



Há por exemplo um primeiro lugar que não quero ocupar, até porque o título foi arrecadado há uns anitos atrás por um gajo que trabalha numa empresa fora de Elvas. Costuma dizer o povo que se apanha mais depressa que um coxo.


Podia também dizer vos, mas certamente seria uma perda de tempo, explicar porque não seria uma boa opção ser o melhor político, a começar logo pela parte em que não gostava de ser politico. Um tipo tem que dar beijinhos nas velhotas durante as campanhas eleitorais e depois tem que prometer coisas que já sabe que nunca na vida vai conseguir, mas faz parte do jogo. Gosto mais de jogar ténis. Se acerto na bola com a raquete, talvez a bola faça o que lhe digo e se não fizer vou conseguir dormir bem na mesma. Agora há gajos que tenho muitas dúvidas que consigam adormecer a consciência, ou então já venderam a alma ao diabo.


Palavra é palavra e sono é sono. Gosto muito dos meus.


Beijos e abraços



De o melhor a 13 de Março de 2012 às 23:19
Hoje não consegui escrever por manifesta falta de tempo, na verdade um gajo que escreve bem devia no mínimo poder escrever sem se preocupar com os euros que precisa para pagar as coisas mais mundanas e assim, como a luz e o gás, mais os bifes e os papo-secos do almoço. Na verdade, um subsidio mínimo de 4 mil euritos resolvia o assunto em três tempos que era simplesmente solucionado com uma ou duas assinaturas e a entrega do Nib para a respectiva transferencia. Mas, parece que não é para já.


Dito isto, assim em jeito de aquecimento literário, vamos ao tema, que não julgue o amigo Jacinto que não ligo aos seus desafios. Fantasma porquê? Elvas perdeu quase 6 mil pessoas em 20 anos e alguém se chateou? Vejam os censos. Há factores importantes, as fronteiras abriram, os despachantes fecharam, a alfândega fechou, o quartel fechou, muito comercio fechou, a agricultura reduziu drasticamente. E por aí fora.


Presidentes com maiorias enveredaram pelo caminho simples de agradar aos votantes, cada vez mais idosos e falharam no incentivo à criação de emprego. O actual autarca tem bastantes méritos, governa contra um bando de inaptos que lhe permitem vitorias dignas de ditadores de outras paragens, sem necessitar de forjar votações.


As equipas foram sempre limitadas neste tipo de area, de criaçao de postos de trabalho e o único apoio foi daquele que provavelmente recolhe o testemunho dentro em breve. Um apoio limitado, não sendo por isso bom augúrio. 


A zona industrial é fraca, nunca foi "vendida" nos locais adequados, parcerias com a AEP por exemplo foram um fracasso e aquilo que era fundamental para poder absorver os quadros libertos na zona do Caia,  foi votado ao insucesso. Investidores pára-quedistas ouve aos montes, e os projectos sérios e credíveis nunca conseguiram fixá los.


Hoje em dia não há quadros que residam no concelho, excepto aqueles que engrossam o núcleo Delta; nem a sorte de ter um empresario magnanimo tipo Nabeiro que puxe pela terra; não há operários, nem experiência de trabalho em fabricas. 


No entanto, temos um mercado, hoje enfraquecido que devia ter sido ao longo dos anos um enorme ganha pão. Badajoz devia ter sido o local de venda de produtos e serviços das empresas elvenses. Mas contra todos os melhores prognósticos Badajoz não é a nossa praia.
O que impede por exemplo, uma empresa de ar condicionado, de instalação de gás, de moveis, de carpintaria, de serralharia ou mesmo de construção civil de trabalhar 4 em cada 5 dias por semana em Badajoz ou Olivença ou Merida? Nada, no entanto encontramos viaturas de empresas de Elvas em Castelo de Vide ou em Reguengos de Monsaraz. 


Se hoje correu mal, pelas mais diferentes dificuldades postas pelos espanhóis que estão simplesmente a defender-se da ameaça lusa, amanhã corre melhor. Pensem nisso.


Quanto ao Forte e muito rapidamente, acho que é um caso muito difícil, tipo mexicano que sai de casa à procura de trabalho, rezando para não o encontrar. O assunto é difícil, caro e de retorno duvidoso, por isso nesta fase de crise, não vai evoluir, pelo que parece que as petições são puras perdas de tempo. Amigo Jacinto, não é fácil remar contra a maré, porque simplesmente o barco não anda. Esta maré está mesmo muito perigosa. Aconselham os tempos que se tenha contenção, pelo que o melhor é esperar melhores dias para tirar o barco do cais.


Beijos e abraços


De guedes a 13 de Março de 2012 às 23:24
Um pouco extenso,mas muito bom.
César reforma te este gajo é muita bom.
Sabe escrever e tem ideias


De Anónimo a 13 de Março de 2012 às 20:24
"Fala-se em turismo e da falta de políticas para o sector"
Mas quem é que lhe disse que quem fala assim tem razão?
Falta de políticas? Então toda a construção de museus, a realização de dezenas de eventos anuais, a recuperação de dezenas de monumentos, a candidatura a Património da Humanidade, a remodelação do Turismo, a abertura da Torre Fernandina, os audioguias para os turistas, as mesas tácteis com todos os roteiros e monumentos, os novos materiais turísticos, o centro interpretativo do património, a divulgação de elvas nas televisões... não são políticas para o sector? Ou será que esses críticos ignorantes não as querem ver?

"Fala-se em apoios à instalação de empresas em Elvas. É um sonho!"
Sonho? só se for para si... fazer e infra-estruturar duas zonas industriais na cidade quando antes nada havia não é um apoio aos empresários?
E o Centro de Negócios Transfronteiriço? Não ajuda a divulgar as empresas da reunião?
O Gabinete de Apoio ao Empresário? a Associação de Empresários de Elvas? a redução de impostos? não servem? ou esses comentários são só para ver se as pessoas se esquecem do que é feito?


De Anónimo a 13 de Março de 2012 às 20:33
Lol


De André Miguel a 13 de Março de 2012 às 20:28
Se não é fantasma para lá caminha...


De Anónimo a 13 de Março de 2012 às 20:39

Mas afinal o que é que os elvenses pretendem para a sua cidade? Duvido que saibam, mas as opiniões dos outros são más de certeza.
Não vi nenhuma solução ou proposta. 
Mas há! Claro que há. Mas Elvas anda "embeiçada" por devaneios, infelizmente.
Ainda não li nenhuma medida eficaz, nenhuma. Mas há, garanto que há. Em breve se os elvenses quiserem vai haver de certeza absoluta. Mas só se os elvenses quiserem! Não percam as oportunidades!


De Abram a pestana a 13 de Março de 2012 às 22:33
A guerra cambra/minhas de Elvas ? Qual guerra, o dono do jornal anda com poucos euros no bolso e  criou um fait diver para ver se o calam, enchendo lhe a boca com notas.
Sr Jacinto o senhor qu isto é conversa? Já aconteceu quantas vezes? 


De Oui Oui a 13 de Março de 2012 às 23:29

Noddy, eu me confesso

Eu estou pela 1ª vez de acordo com o BE eles sao trotsquistas leninistas e ultra comunistas mas eu apoio porque é contra o rondas e tudo o que for contra o rondas eu apoio, nem que seja acabarem com os lugares de parque para deficientes.

Estou a favor do jornal e do seu grande director apesar de me ter corrido de colunista a troco de umas paginas de publicidade no jornal, mas como é contra o rondas eu sou a favor. sou sempre a favor de coisas contra o rondas. ate´daquela senhora do cafe que nao lhe dá o pacotinho de açucar, eu apoio-a senhora faça sempre isso.

abaixo a censura do jornal pelo rondas e da radio contra mim que sou um pobre e ingenuo politico de pacotilha, de ideias fachistas e quase a desesperar pelo poder, pelo cofre que estes xuxalistas nunca mais largam e agora que estive a ver os resultados do OTOCs é que nunca mais desito, entao o rondas tem la 13 milhoes a prazo, um milhao para começar ja me servia, nunca desisto abaixo o rondas quero o meu dinheiro (mereço ou não? estou à tanto tempo´à espera).

e tambem sou contra o festival do marisco porque foi feito pelo presidente do elvas que odeio desde que se passou para o rondas e antes era meu amigo, meu mano.
o carnaval é uma palhaçada, e ainda para mais vêem mesmo pessoas mascaradas de palhaços no desfile, não tenho paciencia para mascarados, sou contra, nesses dias fico em casa a fumar tres maços de marlboro que trago das ferias. é chato pois a casa nesses dias até dispara o detector de incendio e no outro dia fui desarmar o alarme ao sotao e descobri que temos um forte, apareceu me pela janela do telhado, acho que é o forte da graça e foi feito há muito tempo por pessoas que gostavam de elvas, eram contra os espanhois e não eram xuxalistas, por isso estou a favor e além do mais houve uma petição publica e eu associe-me pois a petição tinha que ter uma figura de proa á cabeça do protesto.
Sem o carnaval nao tinha dado pelo forte, é verdade, mas tirando isso odeio o carnaval. Odeio o Rondas.



Agora se rezar uma oração posso descançar que o Senhor Jesus perdoa me o ódio que tenho ao rondas




De Fernando Moura a 15 de Março de 2012 às 00:48

Não sou Elvense,moro cá há 10 anos e o que sempre tenho visto é:
1-Um comércio obsoleto,incapaz de se modernizar e de procurar soluções.
Excepção da Paloma que soube dar a pedrada no charco.
2-Uma comunidade provinciana,mesquinha,onde o diz que diz é a especialidade do dia.
3-Uma industria que diria quase inexistente.
4-A agricultura,muito por culpa dos nossos governantes,desapareceu.
E por hoje fico-me por aqui.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs