Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

A Elvas política e os políticos de Elvas

Cada povo tem o que merece como se costuma dizer. Mais ou menos o mesmo se pode aplicar à nossa cidade e seus políticos. Temos o que merecemos. Temos os políticos que merecemos, ou seja, de uma qualidade muito duvidosa a todos os níveis. E isto aplica-se a TODOS: os do poder e os da oposição! É muito triste ver-se a relação entre as duas “partes” e entre estes e o comum dos cidadãos. A demagogia do poder e os argumentos falaciosos da oposição são demais evidentes. E como se pode mudar este estado de coisas? Não pode!! E porquê? Vejamos um exemplo “prático”. Imaginemos um cidadão competente na sua área profissional, honesto, empenhado e com vontade de ajudar o seu próximo. Inocentemente pensa que pode contribuir com todas as suas capacidades numa causa comum e que pode passar por integrar uma lista para a sua autarquia. Pode optar por dois caminhos: ou se candidata numa lista independente ou “vende” a sua consciência a um partido político. No primeiro caso e se ganhar umas eleições ia-se sujeitar aos ataques dos profissionais da política. Todos os motivos seriam bons para o caluniarem, enxovalharem, duvidarem da sua honestidade e competência, etc. E se se integrar numa lista partidária? Aconteceria exactamente o mesmo!

E pergunto agora eu: qual é o cidadão decente que se quer ver envolvido numa situação destas? Nenhum!!

A política é como uma droga: depois de se provar já não se quer outra coisa. O poder, o protagonismo, as mordomias, o DINHEIRO, são factores que fazem correr a grande maioria desta classe cada vez mais desprezada pelos cidadãos.

Ora se os capazes se afastam, quem sobra? Os incompetentes, os desonestos, os vaidosos, os intelectualmente menores e todos aqueles que não sabem fazer mais nada.

Uma mãe (mulher de um ex-lider político de um não importante partido) a falar para outra sobre o seu filho – “ o rapaz depois de fazer o 12º ano não quis continuar a estudar e como tal metemo-lo na política”.

Palavra para quê, é um político português.

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 17:14
Link do post | Comentar | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs