Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Domingo, 5 de Fevereiro de 2012

Globalização Competitividade e o Bem-Estar das Galinhas Poedeiras

 

 

Nas últimas décadas a globalização provocou mudanças significativas na vida de todos nós. Começou, para o nosso país com a adesão à então CEE e a livre circulação de pessoas e bens. A mão de obra barata, relativamente a todos os outros países, promoveu a deslocalização de algumas empresas para Portugal, e a compra de outras por capitais dos outros países da comunidade para assim aproveitar as “boas condições de vida” dos portugueses para cá produzir alguns bens que esses mesmos países depois consumiam.

Durante esse período o País foi literalmente inundado com subsídios, que nuns casos serviram para financiar através de apoios à formação, isenções fiscais e outros benefícios as empresas que aqui se vinham instalar (veja-se o caso da AutoEuropa), noutros para fomentar a aquisição de maquinaria equipamentos e até bens de consumo, produzidos por esses países (veja-se o que se passou por exemplo com os subsídios à modernização da agricultura).

Mais tarde a Comunidade alargou-se, e deu-se a abertura aos mercados do sudoeste asiático e de imediato as políticas foram alteradas:

- O que era subsídio à produtividade e à modernização agrícola transformou-se rapidamente em subsídio à não produção, estabelecimento e redução progressiva de quotas e consequente abandono das máquinas que pouco tempo atrás haviam sido adquiridas, e aumentando a nossa dependência no tocante a produtos alimentares.

- O que era subsídio à modernização da frota pesqueira passou rapidamente a ser subsídio ao abate de barcos de pesca e limitação da quantidade e variedade de espécies a capturar nas nossas águas territoriais e mais uma vez aumentou a necessidade de importação e diminuiu a produção nacional.

- As empresas que se tinham instalado em Portugal, começara a deslocalizar a sua produção para países onde o “bem-estar” dos trabalhadores era mais tido em conta como a China, a Índia e outros países do sudoeste asiático.

 - As nossas empresas adquiridas pelos capitais estrangeiros foram desmanteladas (veja-se por exemplo a Sorefame comprada pela francesa Bombardier) tornando-nos dependentes da importação dos bens por elas produzidos que agora temos que adquirir no exterior a empresas dos mesmos países e até dos mesmos grupos económicos que as tinham adquirido.

Neste momento dizem-nos que temos que ser mais competitivos, a para isso temos que nos aproximar o mais possível aos níveis de “bem-estar” dos países para onde foram deslocalizadas as empresas, trabalhando mais horas, porque o trabalho dá saúde ganhado menos, porque o dinheiro não dá felicidade a ninguém, indo menos vezes ao restaurante, porque a comida caseira é muito melhor, pagando mais pela educação, porque se não estudares não arriscas ser um licenciado no desemprego, aumentando a idade da reforma, evitando assim que sintas o aborrecimento da desocupação, encerrando os centros de saúde e os hospitais e aumentando as taxas moderadoras, porque a frequência desses sítios é doentia, se reparares bem quando lá entras à tua volta só vês doentes, portanto o melhor é manteres-te afastado.

Quando, na sequência destas medidas e de outras que se irão seguir, atingirmos os níveis de “bem-estar” dos chineses, então é certo que seremos competitivos e que a nossa economia crescerá ao mesmo nível da da China.

Mas ninguém imagine que estes cuidados com a aproximação das condições de bem-estar são só aplicáveis aos seres humanos, muito pelo contrário! Sabendo que na Índia as galinhas poedeiras dispõem de ar condicionado e casa de banho com duche quente e frio, e que na China dispõem ainda de televisão por cabo e consola de videojogos, a União Europeia, para não distorcer as regras da concorrência e aproximar as nossas galinhas poedeiras dos níveis de “bem-estar” desses países, resolveu para já retirá-las das “barracas” em que viviam e estabelecer algumas condições mínimas para uma habitação condigna, embora ainda muito longe da qualidade de vida de que usufruem nesses países.

Viva a globalização

Viva a competitividade

Viva a galinha poedeira.

 

António Venâncio


Tasca das amoreiras às 11:15
Link do post | Comentar | favorito
25 comentários:
De André Miguel a 5 de Fevereiro de 2012 às 12:03
Realmente o caso das galinhas é de uma idiotice tremenda. No fundo é mais uma medida tipicamente socialista à europeia, na mais pura intenção de regular tudo e mais alguma coisa a nível central, pois tomam os cidadãos como inaptos para zelar até pelo bem estar das suas próprias galinhas. É o perfeito exemplo do que não deve ser a UE. Por isso sempre tenho dito e continuo a defender que esta União jamais devia ter deixado de ser apenas económica, para passar a ser política e financeira. O resultado está à vista.


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2012 às 12:20
José Manuel Durão Barroso, põe-te a pau!
Tem cuidado com este André Miguel.
É gajo para te papar o lugar, lá isso é!


De DE Galos Gostos dos de Barcelos a 5 de Fevereiro de 2012 às 13:41
em elvas tambem temos um galo no poleiro, um grilo e um Noddy.
O Noddy está a espera que o do poleiro caia da cadeira como caiu o Deus dos Fachistas que ele venera, com visita anual a Santa Comba e tudo.

Só que quando este cair do poleiro tu não entras no galinheiro, tens pele de raposa e todos os caes te vamos morder na pele.

De Galos Gostos dos de Barcelos, O Gil aviou ontem os lagartos e já tinha aviado os incendiários de lisboa (O bimbo da posta agora é que quer Lisboa e Barcelos a arder)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2012 às 13:43
O homem até muda de clube para a malta pensar que não é ele. Sobreiro, não enganas ninguém.


De Anti Noddy a 5 de Fevereiro de 2012 às 15:32
Quem o sobreiro dia lá Noddy? Porque não metes nomes nessas tuas insinuações ranhosas? És muito corajoso, mas não metes nunca o nome do rondas nem doutros, enfim um cobardolas gaiato.


De anti nodoas a 5 de Fevereiro de 2012 às 15:35
Posso dizer o que quero porque não sou xuxalista, nem radialista, nam jornaleiro, nem laranja.
Sabes Noddy, tu és um pseudo político de pacotilha.
Dedica te a plantar couves, porque de jardins tb não sabes nada.


De anty Noddy a 5 de Fevereiro de 2012 às 15:48
A bombardie é do canada, até podiam levar o Noddy, como jardineiro.


De anty Noddy a 5 de Fevereiro de 2012 às 15:48
A bombardie é do canada, até podiam levar o Noddy, como jardineiro.


De anti Noddy a 5 de Fevereiro de 2012 às 15:57
Tb tenho uma duvida para o Sobreiro:
Porque não metes este Noddy em Tribunal?


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2012 às 18:15
Ò amigo Venancio com todo o respeito, aconselha-va o meu amigo a ser mais sucinto e objectivo nos seus escritos. Porque senão talvez seja melhor dedicar-se em exclusivo a jogar ás moedas no TIF-TAF para o cafezinho.
Já é a segunda vez que falo no assunto, para quando calam de vez os comentaristas que se identificam por NOODY, ANTI-NOODY, etc.  Já aborrece tanta parvoice e só fáz o blog perder credibilidade. Pensem nisso Srs. Administradores do blog.


SEMPRE ALERTA
 


De Tasca das amoreiras a 5 de Fevereiro de 2012 às 20:04
Caro Anónimo
Lamento que não seja capaz de se identificar, uma vez que pelos vistos me conhece bem e conhece os meus hábitos. Provavelmente será um dos que joga as ditas moedas comigo e que não tem coragem suficiente para me dizer cara a cara o que escreve aqui a coberto do anonimato, de qualquer forma deixe-me dizer-lhe que se um texto com menos de 700 palavras é demasiado para o meu amigo, lamento
António Venâncio


De Tasca das amoreiras a 5 de Fevereiro de 2012 às 19:35

Caros Comentadores



Tem-se verificado ultimamente que há comentadores a escreverem em nome de outras pessoas. Para evitar ter que moderar os comentários, sempre que tal aconteça ou que haja ofenças, se o ou os visados manifestarem o desejo, vejo-me obrigado a fornecer-lhe o IP do prevaricador. Eu não quero assumir as responsabilidades dos actos praticados por outros.



Jacinto César



De Tasca das amoreiras a 5 de Fevereiro de 2012 às 20:10
Caro comentador 
Para o meu amigo pode ser interessante vir aqui comentar e responder aos seus próprios comentários, mas acho que mais ninguém acha piada a isso.
Um dia destes respondo a cada um dos seus comentários com o respectivo IP.


António Venâncio




De Noddy aconselha a ouvir a radio Elvas a 5 de Fevereiro de 2012 às 21:36
"s. Nem de propósito "O Elvas" perdeu hoje em casa por 3-0 e houve acusações várias por parte dos jogadores e treinador, o ainda presidente diz que vão haver mudanças (tal como já havia dito há cerca de uma semana e meia). Vale a pena ouvir a reportagem feita pela Rádio Elvas."
Coerente o miúdo 


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 10:22
São ameaças por todo o lado.
O Jacinto ameaça.
O Venâncio ameaça.
O Eurico ameaça.
Elvas, uma Cidade Ameaçadora.
Querem pegar no slogan?


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 10:58
Isto está a ficar perigoso


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 11:09

Formidável!


Formidável é uma palavra especialmente apreciada por Paulinho Portinholas.


No seu Face, critica a Rádio Elvas. Não é notícia; é recorrente; é doença.


A crítica assenta numa declaração de Rondão Almeida à rádio, sobre a intolerância de ponto de Carnaval. Lógico ouvir o presidente da câmara, sobre o que se vai passar no próximo dia 21. Como a Antena 1, por exemplo, ouviu os autarcas de Loulé, Torres Vedras e Ovar.


Mas Portinholas não gostou e sustenta o que queria que fosse feito; assim:


- o Governo decidiu


- o Governo é do PSD e do CDS


- o Governo deveria ser defendido por Barradas e Portinholas.


Tudo isto para concluir que Rondão não devia falar; e, de caminho, também não gosta que a União dos Sindicatos do Norte Alentejano, da CGTP, fale.


Mas só agora é que a CGTP não deve falar; há um ano, por exemplo, deveria falar muitas vezes.


Formidável!


Portinholas é o mais formidável dos doentes formidáveis que por aqui se conhecem.

Tão formidável… que não há médico que o cure. Garanto.


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 12:16
Grande cromo!
Tem muito menos importância do que a atenção que lhe dão.
Se for visto como um marginal (no sentido de alguém que está "à margem" da generalidade das pessoas), não merece muita atenção.


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 14:55
Galinhas, galos, poleiros...
Isto tem tudo a ver umas coisas com as coutras.


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 16:02
Um homem de raça negra esfaqueado em Elvas.
É um trabalhador, que dá no duro para ganhar dinheiro.
Tanto malandro por aí que se vai escapando...


De Hallowine Disc Show Badajuez a 7 de Fevereiro de 2012 às 08:49
Fosse as casas de meninas de Badajoz, meteu se com a prostituta drogada do viaduto, aquela que trabalha para a EDP a fazer umas cobranças fictícias a velhotas da cidade e depois deu se mal.
A policia prenda a bicha e o juiz coitado tem pena e manda a embora, agora quase mataram o homem. Vamos ver se o senhor juiz continua tão benévolo.


Jacinto isto é dito com chacota mas é verdade, por isso não apagues.


De Formidable a 7 de Fevereiro de 2012 às 17:24

formidável mike
o Nodde é um espantum do nossum alentejum


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 18:22
QUAL É O GRUPO DE MÉDIA PORTUGUÊS INTIMAMENTE LIGADO AO PSD E QUE ESTÁ A COMPRAR ORGÃOS DE INFORMÃÇÃO? QUE INTERESSE TEM ISSO PARA AQUI? É O NOME DA BATALHA FAMOSA ENTENDEM, ISSO MESMO, A CÉLEBRE BATALHA DAS LINHAS DE ELVAS. ADIVINHE QUEM PUDER. MANDEI E-MAIL AO PROPRIETÁRIO DO CAMARA DOS COMUNS A VER SE TEM CORAGEM DE POR LÁ NO SEU FACEBOOK.


De jornal da caserna a 7 de Fevereiro de 2012 às 08:52
Olha alguém quer saber desse jornaleco falido e sem leitores? Se o Alves conseguir enganar alguém e vender o lixo que herdou e desbaratou, tiro lhe o chapéu 
O gajo é um analfabeto esperto.


De Anónimo a 7 de Fevereiro de 2012 às 09:21
Analfabeto esperto e vaidoso sem razão.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs