Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Carta aberta aos pais de Elvas

 

 

Antes de mais gostaria de dizer-vos o seguinte: tudo o que vos tenho para dizer é de minha inteira responsabilidade e não vincula a Instituição e o Ministério para o qual trabalho. É simplesmente a minha visão como pai e como professor.

 

Já aqui tenho falado muito sobre os problemas da educação dos nossos filhos e sobre a educação em geral. Hoje gostaria de me dirigir a vós como pai que sou e os problemas que enfrentamos nos tempos que correm.

Olhemos com olhar de ver o que se passa com os nossos filhos. Que é que fazemos por eles? Como é que os estamos a educar? Que sabemos da sua vida? Que atenção lhes prestamos? Estão aqui algumas das muitas perguntas que diariamente faço a mim mesmo e a conclusão que tiro é que não estamos a fazer o melhor por eles, antes pelo contrário.

Eu sei, nós sabemos, que os dias de hoje não são fáceis para se educar uma criança. Os apelos exteriores à família são muito mais apelativos que os nossos conselhos. No entanto cabe-nos a nós a responsabilidade de alterar este estado de coisas sob pena de os perdermos.

Como muitos sabem, sou professor há 36 anos e já passei por muitas mudanças na nossa sociedade. Assisto diariamente a factos que me levam a concluir que caminhamos alegremente para o abismo e a maioria não vê ou não quer ver o que se passa à sua volta.

Enquanto estudante, confesso que também não era nenhum menino de coro. No entanto tinha respeito pelos meus pais (e medo também) o que me levava a ter um comportamento mais correcto com as outras pessoas. Respeitava a Escola e os professores! Tinha respeito pelas autoridades! Tinha respeito pelos mais velhos! Todos nós de uma forma ou de outra éramos assim! E agora?

Olhemos para eles e para o seu comportamento no seu dia a dia. O que é que eles fazem? Vêm para a escola sem vontade nenhuma. Aprender qualquer coisa mais não está nos seus horizontes. Pensar no seu futuro é coisa que nem lhes passa pela cabeça. Então o que fazem? Nada de útil. Telemóveis, consolas e computadores são o seu mundo. Ler um livro? Qual quê, isso é coisa de cotas. Ver um filme? Só se for daqueles em que eles se revêem. Saber o que se passa no nosso país ou no mundo? Isso é coisa que não interessa. Então o que é que os interessa? Dizer disparates no Facebook! Ver todas as aberrações publicadas no Youtube! Sim! É isso mesmo! E nós não sabemos disso? Sabemos. E que fazemos para alterar a situação? Nada.

Qual é aquele, entre nós pais, que pode dizer que num fim-de-semana enquanto adolescente não ficou com “os copos” depois de uma noite de festa? Todos o fizemos. E hoje? Hoje e contrariamente ao que nós fazíamos, apanham a borracheira para se desinibirem e fazerem a festa depois. Poder-se-á dizer que não há diferenças. Mas há e muitas. As nossas borracheiras eram uma consequência não obrigatória duma festança. Hoje as borracheiras são obrigatórias para se fazer uma festa.

Caros pais, antigamente vivíamos com mais dificuldades, não tínhamos as facilidades que os nossos filhos têm, mas tínhamos uma coisa que eles não têm: éramos felizes.

Com o advento da democracia (não estou de modo algum a fazer a apologia do regime anterior), que ganhamos nós? Ir votar em alguém que nos trata da mesma forma como nos tratavam antes, só que de uma forma soft. Quanto ao demais temos piorado a olhos vistos. As famílias são o que se vê. Só têm olhos para as coisas materiais. E o resto? Onde para a ética? E a moral? E a honestidade? E todos os outros valores que fomos perdendo?

Para finalizar deixo-vos aqui uma certeza: se educássemos melhor os nossos filhos teríamos sem sombra de dúvida uma melhor ESCOLA, uma melhor SOCIEDADE e um melhor PAÍS. Se não formos nós a tratar deles ninguém os trata.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 15:58
Link do post | Comentar | favorito
1 comentário:
De leitor assiduo a 25 de Novembro de 2011 às 16:45

desculpe lá o senhor parece o seca adegas,
granda texto, isto não há quem leia, veja se resume um bocado e nos poupa a leitura.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs