Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Ainda o Orçamento Geral de Estado

 

 

 

 

Agradecimento – Quero publicamente manifestar o meu contentamento e satisfação para com os comentadores deste blog. Se não fossem eles a dar opiniões válidas, isto deveras seria uma tristeza e muito enfadonho. Sei que se esforçam ao máximo para acrescentar algo válido às simplicidades que escrevo e é por isso que vos estou agradecido. O meu muito OBRIGADO.

 

Depois do agradecimento feito, gostaria de aqui manifestar mais uma vez o facto de estar a ser tratado como português de 2ª por este governo. Se é verdade que o momento que o país atravessa é grave e exige sacrifícios dos portugueses, só tenho que concordar. Mas, e há sempre um mas, o sacrifício não é de todos mas só de alguns, o que quer dizer que há por aí muito que são mais iguais que os outros, como diria George Orwell no seu livro “O triunfo dos porcos”. Não me gosto de sentir mais do qualquer outro, mas não gosto também que façam de mim bode expiatório. E é o que sinto. Não sendo propriamente um simpatizante do povo alemão, tenho que reconhecer a justiça com que o governo trata os seus cidadãos. Aquando da reunificação alemã, foi pedido um sacrifício a todos os cidadãos no valor de 50€ mensais para recomporem a antiga Alemanha Oriental. Mas o sacrifício foi para todos igual. E em Portugal, que justiça está a ser feita? O pagarem uns por todos. E este facto revolta-me cada vez mais.

No meio disto tudo tenho que ressalvar dois aspectos que me parecem positivos: em primeiro lugar o acabar com as subvenções aos ex-políticos que têm outro emprego e em segundo lugar o fazer no futuro a redistribuição do 13º mês e subsídio de férias pelos 12 meses do ano. Acredito que tanto para o estado enquanto patrão e para os patrões privados seja mais fácil fazer a diluição destes dois subsídios do que ter dois picos de tesouraria. Não discordo. No entanto continuo a pensar que a haver sacrifícios todos deveriam contribuir como é o caso do subsídio de Natal deste ano. Seria mais justo e moral. Assim NÃO! Ainda me resta a esperança que o descontentamento das Forças Armadas faça o governo voltar atrás.

 

Jacinto César 


Tasca das amoreiras às 22:36
Link do post | Comentar | favorito
7 comentários:
De IP repetido a 26 de Outubro de 2011 às 00:06
Em Portugal desde que há funcionários públicos que tem havido uma enorme distorção  quer em salários quer em regalias dos funcionários públicos em relação aos privados, com favorecimento óbvio dos funcionários (Salários+ADSE+Reformas).


Mas o absurdo total é que são os privados, empregados e patrões, que sustentam o Funcionalismo Público com os seus impostos.


Pelo que aproximar quem vive pior a quem vive melhor é da mais elementar Justiça.


Além disso os Funcionários Públicos podem sempre demitir-se e ir trabalhar na Privada, que certamente serão substituídos por gente com certeza mais capaz!


PS: Há por aí médicos cubanos, costa-riquenhos e até espanhóis com fartura (Exemplo, nada tenho contra a Classe Médica)


PS 2 - E até advogados com fartura para substituir juízes e procuradores.


De PI a 26 de Outubro de 2011 às 10:51

Ó IP invertido, tu es um verdadeiro comuna. Vamos acabar com os ricos como dizia o Álvaro Cunhal. Tu meu grande sacana dizes o mesmo já que queres nivelar por baixo. Vamos nivelar pelos chinocas e pelos indianos. Es mesmo um grande calhórdas.




De Anónimo a 26 de Outubro de 2011 às 00:53

O gajo do comentario anterior só pode ser um frustrado da vida de certeza. Nem p apanhar bosta de vaca na escola agrária (um emprego do Estado) te queriam.


De Anónimo a 26 de Outubro de 2011 às 08:49
Lindo!!!
Jacinto está em grande.


De Anónimo a 26 de Outubro de 2011 às 12:14
'É óbvio que não podia ser de outra maneira, não se pode pedir aos privados que paguem impostos sobre riqueza que não conseguem gerar, pois a tributação dos privados já atingiu o limite.


Solução alternativa ao "corte"?
1 - Reestruturar a dívida não pagando tudo, pagando parcialmente ou simplesmente pagando com novos prazos não resolveria o problema porque se acabariam "os mercados" e seria o colapso quando não houvesse dinheiro para pagar aos funcionários.
2 - Talvez sair da Zona Euro e "enganar" os Funcionários com uma desvalorização da moeda, que conduziria o País a uma situação em que o poder de compra recuasse 50 anos.


Mas o curioso é que sobre quem conduziu a esta situação - José Sócrates - nem uma palavra!


De Anónimo a 27 de Outubro de 2011 às 12:37
O que é estranho é não se falar das regalias dos funcionários públicos e empresas publicas.
Vou enumerar algumas que já não existe mas contribuíram para o descalabro e na maior parte com culpa dos 2 partidos da governança.

Oculos todos sabemos que os funcionários não pagavam nada e ainda todos os familiares e ás vezes até os amigos.
Remédios idem aspas.
reforma por inteiro com alguns a gabar-se que recebiam mais reformados do que a trabalar pois não pagavam imposto.
Reforma dos militares aos 40 e poucos anos.
Não poderem ser despedidos e por isso não estarem nas condições de 700.000 compatriotas.
Ganharem bem mais do que a média do setor privado.
144.000 reformados do setor publico que ganham + de 1.500 euros no setor privado
são 70.000 pensionistas.
Nas empresas públicas o que + graça me deu foi a de na carris em cada estação terem um cabeleireiro para terem o cabelo e barba cortado á borlaa CGTP inventa regalias !!!!!!!!
Levava horas a descrever absurdos destes mas quero só dizer que o estado não podia criar + impostos e a única maneira de reduzir´é cortar na despesa e assim cortarm nas reformas dos privados e publico e nos ordenados que é bem melhor do que nos correrem a pontapá do euro ou prefere sair do euro?
Saudaçãoes benfiquistas.


 


De o detective privado a 29 de Novembro de 2011 às 01:57
boa tarde mito tks!! amei ler este post é fenomenal. passei a seguidor cempor-cento neste website.. abraços


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs