Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

Centro Histórico e seus problemas – 3

 

 

 

Vou hoje continuar a analisar os problemas do Centro Histórico da nossa cidade.

No primeiro artigo falei sobre a história da debandada geral da população

para a periferia e as consequências que isso acarretou.

Ontem, debrucei-me sobre um dos problemas que eu considero

importante e que é a geografia do terreno em que a cidade está

implantada e a grande faixa de terreno em declive a separar o

centro da periferia.

Hoje gostaria de ir aos problemas menores, mas que não deixam de ser

problemas. Aquando da debandada geral, não houve senhorio que

tentasse travar o acontecimento modernizando as casa que lhe

pertenciam de modo a dar condições dignas a quem lá quisesse habitar.

Não se quis investir um centavo, preferindo deixar as casa devolutas

e ao abandono. E assim chegaram ao estado em que hoje se encontram.
Não vale a pena arranjar desculpas porque foi assim mesmo. A juntar a

estes, o Exército fez ainda pior. Deixou ao abandono, um sem número

de instalações, entre elas, alguns edifícios com valor histórico e outros

mesmo Monumentos Nacionais. Um atentado que foi cometido e que

será difícil de remediar a não ser à custa de muitos milhões.

SEM PERDÃO.

Toda a gente atira pedras a todos, mas não ouço ninguém fazer o

“mea culpa”.

Recentemente comecei a notar algum interesse imobiliário pelo

centro. Quero aqui referir a recuperação excelente do edifício

com frentes para a Rua Eusébio Nunes e Rua de Alcamim.

Sei que o Patrik Sequeira e mais uns quantos (perdoem-me o facto

de não conhecer os nomes) estão envolvidos nessa recuperação.

É notável. Assim houvesse mais gente com coragem de investir

assim e mais gente viria viver para o centro.

Eu que sou um “retornado” às origens, e por mais incrível que

pareça, o que mais estranhei foi o silêncio à noite, comparando

com o local onde vivia. Quem tem mau dormir, descansa mesmo.

Claro que se toda a gente se lembrasse de fazer o mesmo,

deixávamos de ter uma cidade quase fantasma para termos bairros
fantasmas. Nós como bons portugueses que somos, ou é 8 ou 80.

Fala-se muito dos lugares de estacionamento. Eu não conheço

muitas cidades com centros históricos que tenham tantos parques

de estacionamento. Pois é, o problema é que todos queremos um

lugar mesmo à porta de casa e de preferência poder entrar com

o popó para dentro dela.

Fala-se também na falta de estacionamento para quem quer vir

fazer compras. A quantos metros fica o parque subterrâneo das

principais ruas comerciais? Não me venham com o argumento

que custa umas dezenas de cêntimos ter lá o carro umas horas.
Vão a qualquer cidade e verão como é.  

Resumindo, este é um processo em que há muita gente com

culpas no cartório, mas que vai assobiando para o lado como

se nada fosse com eles.

Haja coragem para alterar as coisas, nem que seja aos poucos.

Até lá vamos ter que aguentar.

Amanhã para finalizar esta série de escritos sobre a problemática,

gostaria de falar um pouco sobre comércio e comerciantes.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 22:34
Link do post | favorito
Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs