Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Domingo, 11 de Setembro de 2011

Os níveis de homossexualidade! O quê?

 

 

 

Eu já não tenho bem a certeza se estou maluco ou se querem dar comigo doido!

Eu faço o desenho.

Vamos sopor que o Sr. X é casado pela igreja com a Sra. Z. Um belo dia

a Sra. Z descobre que o marido a anda a “enganar” com outro homem.

Até aqui nada de anormal. Como o marido a continua a “enganar” e

não cumpre os seus “deveres” conjugais, resolve junto do Tribunal
Eclesiástico pedir a anulação do casamento. Tudo continua dentro da
normalidade.

O referido tribunal resolve abrir o processo e chama a declarar o Sr. X.

Bem, a partir daqui é que é o busílis. O tribunal vai tentar classificar o

“nível de homossexualidade” do senhor. Se for classificado como

homossexual por acidente ou de uma forma irregular, o tribunal não

dá o casamento como nulo. Se o nosso amigo for declarado
homossexual de nível 3 ou 4, então é mandado para um psiquiatra

que lhe cura a sua homossexualidade através de medicamentos.

Se o nosso homem se curar, nada de anulação. Se não regressar ao

“bom caminho” então o matrimónio é considerado nulo.

Se e ainda, o tribunal classificar o homem de homossexual de nível 5
(caso perdido), a nulidade do casamento também é decretada.

Isto até parece uma história inventada por mim num dia em que por

acaso bebi uns copos a mais. Só que não se trata disso, mas sim da

pura das realidades.

Como já aqui afirmei várias vezes, e apesar de ser contra o casamento

gay, nada me move contra aqueles que não são como eu.

Mas também afirmo que, se fosse homossexual e me tentassem
classificar, ficava furibundo.

E se já é ridículo fazer tal classificação, que dizer então de

“curar com medicamentos” aqueles que são “pouco homossexuais”?

Por favor, digam-me que não estou maluco e que é a Igreja que está!

Isto é absolutamente aberrante.

Tal foi afirmado pelo Presidente da Associação Portuguesa de

Canonistas, o cónego Joaquim da Assunção Ferreira no VII

Encontro Nacional sobre Causas Matrimoniais.

O referido Cónego acrescentou “ os “exclusivamente heterossexuais,

só acidentalmente homossexuais, predominantemente
heterossexuais” e os que são “igualmente uma e outra coisa” podem ser
considerados como aptos para “desempenhar perfeitamente os papéis e

os fins do matrimónio”.
Afinal, “a pessoa pode não ser um heterossexual puro, mas, se algumas

tendências pouco significativas existirem, esse matrimónio certamente

que se manterá”, desde que o indivíduo assuma que “a obrigação dele

é viver em castidade [homossexual] e corrigir”, argumenta o cónego,

que é também vigário Judicial do Tribunal Diocesano de Lamego.

Afinal, as profecias de S. Cipriano parecem estar a bater certas ao

dizer que o mundo irá um dia acabar à cabeçada.

Deus os perdoe que eles não sabem o que fazem.

 

Jacinto César 


Tasca das amoreiras às 23:06
Link do post | Comentar | favorito
5 comentários:
De Anti-Conservador a 12 de Setembro de 2011 às 09:38
É para mim gratificante ver que um "blogger" com nome e apelido - que não um cobarde anónimo - traz à luz do dia este delicado tema, assumindo publicamente a sua sexualidade.


Uma verdadeira "pedrada no charco"! 


De Anónimo a 12 de Setembro de 2011 às 12:50
Amen


De Anónimo a 12 de Setembro de 2011 às 12:51
Tanta raiva face aos homossexuais. Isto deve vir de algum recalcamento na sua vida de certeza


De IP repetido a 12 de Setembro de 2011 às 13:40
Pelo que percebi aconselha-se para um casamento do tipo "até que a morte os separe" pequenas doses de homossexualidade. Estou a pensar usar a receita para MANTER O MEU CASAMENTO HETEROSSEXUAL.


Só não sei como abordar um rapaz.


De Anónimo a 12 de Setembro de 2011 às 13:26
Aqui deixo os preços praticados pela Confraria no Sâo Mateus:

barracas: 900€
bares pequenos: 900€
barracas maiores e outros bares: mais de 1000€
diversões (carros de choque e outros); 25000€!!

Mas o que faz esta gente ao dinheiro!?


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs