Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 26 de Julho de 2010

A Euro Cidade – Sim ou Não?

 

Todos nós os mais velhos se recordam de Lisboa nos anos 60 do século passado e do aparecimento dos primeiros dormitórios de Lisboa: a Damaia, a Buraca, a Amadora e S. António dos Cavaleiros do célebre J. Pimenta.

Por esses anos uma tia minha acabou por ir parar à Damaia pelo facto de ter ficado viúva e o filho aí morar. Como o meu pai só tinha um mês de férias e nós 3 (eu e o meu irmão) íamos lá parar durante grandes temporadas. Consigo ainda recordar-me como era o ambiente da Damaia.

Montanhas de prédios, lojas de bairro e ninguém nas ruas. Por essa época brincávamos na rua com a mesma tranquilidade como se em Elvas estivéssemos.

Pela tardinha era passeio quase certo descermos pela rua principal e irmos até à estação da CP ver as pessoas achegar e ao mesmo tempo esperar-mos pelo nosso primo que mais comboio menos comboio acabaria por chegar. Tempos bons para nós, mas muito maus para quem trabalhava em Lisboa, já que quando chegavam a casa era tempo de comer e ir para a cama pois no dia seguinte era outro igual de trabalho.

Isto vem a propósito da tão propalada euro cidade Elvas/Badajoz.

No último dia houve um comentador que falou nisso mesmo sem se preocupar muito. Elvas, nas suas palavras, só tem a ganhar. Montanhas de espanhóis a comprarem casa aqui e a fazerem a vida do outro lado. E quem lucra com isto? Os donos dos edifícios que se construíram e que estão vazios? E depois, vamos nós também a trabalhar para Badajoz, criar lá a riqueza e regressar todos os dias a Elvas para dormir? É isto que se pretende para Elvas?

Lamento, eu não ambiciono tal para a minha cidade. Nós precisamos é de investimentos aqui! Nós precisamos como pão para a boca de mais gente que aqui viva, mas que aqui trabalhe também.

Elvas como cidade ou cresce em habitantes ou morre! Não há aqui situações intermédias. A bola de neve tanto dá para ir crescendo como para se ir desfazendo. Nós estamos nesta fase. Estamos a desmantelarmo-nos ás pinguinhas.

Veja-se o número de alunos do 1º ciclo: em queda! E do 2º e 3º ciclos? Em queda! E no secundário? Em queda! E que significado tem isto? Há menos pessoas. Há uma dúzia de anos haviam em Elvas cerca de 500 professores de todos os ciclos. E hoje, mesmo tendo diminuído o número de alunos por turma, não chegam a 300. Isto significa que numa dúzia de anos perdemos só nesta classe 300 pessoas que na prática serão quase mil pois as famílias também foram embora. Significa que foram menos 1000 bocas a consumir e que por sua vez arrastaram outros sectores e estes arrastaram outros numa sequência imparável. Vão restando os velhos, as instituições que deles tratam, os trabalhadores da autarquia e todos ou outros que são necessários.

Só que os velhos também morrem!

Caros amigos, eu não acredito que venham tempos bons para Elvas, mas também não quero maus ventos.

Presumo que a autarquia pouco ou nada possa fazer por isto. Esta, pode até oferecer terrenos e até pode comparticipar na instalação das empresas que quiserem vir para cá produzir. Mas se os empresários não quiserem vir para cá o que é que se pode fazer? Obrigá-los a vir? Basta recordar que os próprios elvenses que têm capacidade para o fazerem não quererem. E não me venham com a ladainha que é por uma questão política. Isso é atirar areia para os olhos dos mais simples.

E de que estão à espera os outros elvenses para fazerem qualquer coisa? Reúnam-se, juntem o que têm e invistam na sua terra. Ah, já me esquecia de um pormenor: e quem é que ficava a mandar?

 

Jacinto César        


Tasca das amoreiras às 00:00
Link do post | favorito
Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs