Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sábado, 10 de Novembro de 2007

As tais pequenas diferenças

Ontem quando escrevi aqui, que por vezes as pequenas coisas marcam a diferença, lembrei-me de um episódio passado comigo no princípio da semana.

Por motivos que não interessam, estiveram de visita à Escola Secundária da nossa cidade, dois técnicos de uma instituição sediada em Lisboa. Tive a oportunidade de acompanhar o final da visita e falar um pouco mais com o mais velho dos dois. Este, depois de ter percorrido as instalações comentava comigo a diferença entre as escolas da capital e a nossa. Dizia ele que quando passou o portão de entrada, se não fosse a quantidade de rapazes e raparigas a circular, não estava numa escola. Fez rasgados elogios à conservação das instalações, à limpeza, aos espaços verdes e a tudo mais por onde passou. Fazendo uma comparação à moda dos hotéis, disse-me que de 5 estrelas não seria, mas de quatro e meio seria justo. Claro está que me senti orgulhoso pelo elogio feito à minha “primeira casa”. Conhecendo como conheço algumas escolas da capital e arredores, recordei-lhe que o segredo não está em quem faz a manutenção das instalações, mas sim na “massa” humana que a frequenta, ou seja, os ALUNOS.

Todos nós vimos e ouvimos histórias de arrepiar passadas noutras escolas do país, para já não falar do que se passa além fronteiras.

Todos nós também tivemos a oportunidade de nos sentarmos nas mesmas salas onde hoje se sentam os nossos jovens.

Todos nós também sabemos as “patifarias” que fizemos quando por lá passámos, e temos que admitir que não fomos muito melhores do que aqueles que “por lá andam” hoje. Eu confesso sem problema algum, que fiz algumas que não lembram nem ao diabo e até era bom estudante. Ora comparar a “nossa rapaziada” com o “pessoal” das grandes cidades é comparar o incomparável: os “nossos” até parecem “anjos”.

Acabada a visita, dirigindo-nos para a saída, passámos em frente das escadas que dão acesso ao exterior do edifício principal, no momento em que a rapaziada saía das aulas. Como se pode calcular saem cheios de pressa com “saudades do ar livre”. Três alunas mais apressadas acabaram por dar um encontrão no senhor que eu acompanhava.

Surpresa das surpresas para o visitante. As alunas pararam e voltando-se para ele disseram uma coisa muito simples: DESCULPE! O “homem” pasmou. Pequenas diferenças, não são?

Jacinto César

Tags: ,

Tasca das amoreiras às 23:54
Link do post | Comentar | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs