Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Antes e agora

 

Hoje estava no café, quando a propósito da chegada de um autocarro com alunos que chegavam de uma visita de estudo, veio à baila a Mocidade Portuguesa.

Palavra puxa palavra e lá veio a comparação entre as organizações juvenis do antes e do depois do 25 de Abril.

 

No tempo da outra senhora, a Mocidade Portuguesa, aquela organização tenebrosa, salazarista, fascista, nazi e outras coisas tais, promovia a convivência saudável entre a juventude da época. Praticavam-se os mais variados desportos, acampamentos e actividades culturais. É verdade, também marcávamos passo e fazíamos continência com o braço direito estendido e mão levantada. De verdade era uma organização terrível e obscura. Todas as quartas-feiras e sábados sofria uma lavagem ao cérebro: jogava andebol, praticava tiro ao alvo (já na perspectiva de um dia mais tarde sermos chamados para a tropa), andávamos no campo em grupos e usávamos bandeiras brancas e encarnadas para enviarmos mensagens “secretas” uns aos outros e outras actividades. Eu nunca passei se soldado, mas há por aí muito menino (grandes malandros) que eram chefes de Quina, Comandantes de Castelo e de Bandeira. Mas um dia ainda os denuncio todos.  

 

E hoje? É tudo muito mais democrata. Todos os partidos têm a sua juventude onde os ensinam como trepar no partido, como chegar ao topo, como se chegar a deputado e como entrar no governo. Além disso têm aulas teóricas e práticas de “Compadrio” de “Corrupção” e de “Aldrabice”. Sem dúvida alguma, actividades muito mais salutares e úteis. Fabricam-se ali verdadeiros patriotas. Produzem-se futuros líderes de grande qualidade. Instruem-se jovens de elevado índice moral e ético. Verdadeiros DEMOCRATAS.

 

E viva a democracia. Quando for grande quero pertencer a uma Juventude qualquer.

 

Jacinto César  


Tasca das amoreiras às 00:00
Link do post | Comentar | favorito
8 comentários:
De Anónimo a 21 de Maio de 2010 às 09:19

 


24 de Fevereiro de 1993!


É bom fixar esta data, mas expliquemo-la primeiro.


O dono do Blogue da Retrete, por essa altura, tinha 18 anos, era o puto da associação de estudantes da secundária e organizou uma festa de estudantes num armazém dos arredores do Bairro Europa. Deu conta recente deste evento, na sua publicação ordinária.


 


Em Fevereiro de 93, o presidente da câmara era João Carpinteiro, a secretária deste autarca era Bé Nogueira, o presidente da assembleia Luís Abreu…


Nesse tempo, a malta da secundária quando queria fazer festas ia para armazéns dos arredores. Os actuais finalistas da D. Sancho II nasceram por essa altura; por isso, não sabem que já houve outros tempos, antes do tempo actual, agora que os estudantes têm uma Semana da Juventude, um coliseu e um Rossio de São Francisco.


Sinais dos tempos!


 


Agora, Carpinteiro limpa o pó às máquinas fotográficas, Bé Nogueira é uma das tias das festarolas “On Spring”, Luís Abreu lucidamente deixou-se de políticas e o puto da associação de estudantes de 93 continua a escrever no Blogue da Retrete, depois de ter ganho o cognome de “Manuel António dos Tempos Modernos”, por ser o único que pode ultrapassar o Conde da Calçadinha no número de derrotas autárquicas no concelho de Elvas.


 


Não é fácil e, por isso, não está ao alcance de qualquer um; mas Paulinho Portinholas promete pulverizar os números que Torneiro construiu, com tanto esforço e ao longo dos últimos 35 anos. O Manel já pode descansar em paz. Tem um seguidor à sua altura.


 


 



De Anónimo a 21 de Maio de 2010 às 15:13
Tiago Abreu sempre achou apimbalhados os espectáculos da câmara, com Quim Barreiros à cabeça de todos.
Paulinho Portinholas, há pouco mais de um dia, descobriu ser um apreciador de Quim Barreiros de longa data.

Não é preciso ter ajuda de nenhum Aladino, a sair de uma lamparina de latão, para prever um cenário mais que provável. É o seguinte.

Tiago Abreu está cansado de escrever sobre os obstáculos que ele sonha para colocar à frente da construção do TGV Lisboa Madrid. À noite, tem rezado para que a linha não se concretize; sobre este desejo, já fez um voto ao Senhor Jesus da Piedade.

Mas, no dia da inauguração da infra-estrutura ibérica, há-de vir descaradamente dizer que sempre foi a favor da obra e tudo fez para a sua concretização, aliás muito importante para o concelho e região.


De Luis Eiras a 21 de Maio de 2010 às 18:16

Sr. prof. Jacinto César
O post por si colocado "ANTES E AGORA", referindo-se concretamente à Mocidade Portuguesa é tema do passado. Apesar de eu concordar com ele. Muitos movimentos juvenis da actualidade são meros seguidores da estrutura juvenil que existia na altura em que o Sr. Professor e eu dávamos os primeiros passos no associativismo. Também eu fui um mero "soldado" desse "terrivel exército". O assimilar dos valores e a parendizagem para a vida não conta. O que conta é que quem integrou a Mocidade Portuguesa sofreu as influências da educação facista e salazarista. Tenho orgulho de ter pertencido à Mocidade Portuguesa. Portugal é a minha pátría muito amada.
Estou no mesmo "barco".
Um abraço


De Anónimo a 21 de Maio de 2010 às 21:06

este post, vai na linha dos anteriores... um nojo! nem me apetece discutir com pessoas tão "vazias" como o senhor!


De JB (O que mora em Lisboa) a 21 de Maio de 2010 às 22:25
Bom post. Tenho pena que a Mocidade Portuguesa tenha acabado em Elvas ainda antes do 25 de Abril. Fui chefe quina e não me arrependo de o ter sido enquanto estudei na antiga Escola Industrial e Comercial de Elvas. É bem verdade que a ocupação da juventude seria outra hoje em dia se houvesse uma " Mocidade Portuguesa" e não venham falar de saudosismo


De JB a 22 de Maio de 2010 às 00:04
Foi este gajo que me iniciou no sexo, foi num acampamento inesquecível da MP.
Bem hajas JB( o que não vive em Elvas!)


De JB (O que não mora em Elvas) a 22 de Maio de 2010 às 23:16
Vá-se catar que não sou nem nunca serei da sua laia, ranhoso de merda


De Anónimo a 23 de Maio de 2010 às 22:04
Que vergonha!!!
No tempo da" outra senhora" não se era tão ordinãrio.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs