Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

Algo vai mal no reino

 

 

 

Quando há dias atrás me referia ao facto de haver em Elvas uma “calma de morte”, disse também que normalmente vem atrás uma tempestade. Ainda não se deu, mas já há indícios dela.

Sempre aqui manifestei a minha opinião que para se ser político, além de se “ter que ser muita coisa” tem também que se ter “estômago” para tal.

Qualquer pessoa honesta (o que não significa que não haja políticos assim), vertical, com bons princípios jamais será político.

Com isto tudo estou a referir-me a recente demissão do Dr. Carlos Pernas de Presidente da Assembleia Municipal de Elvas. Conhecendo-o como conheço, acho que até esteve lá muito tempo. Deve-se ter contorcido muitas vezes e muitas mais vezes deve ter tido azia. Algo que não sei o deve ter feito perder a paciência e bater com a porta.

Caro Carlos, isto não são cargos para pessoas como tu e só te aponto um defeito: nunca deverias ter entrado nesse mundo “obscuro” que é a política. Calça as pantufas e goza a tua reforma. Um abraço.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 20:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 15 de Maio de 2012

Afinal ainda há alegrias!

 

 

 

 

Depois do texto pessimista de ontem (de onde não retiro nem uma vírgula), acontece que de vez em quando também temos algumas alegrias.

Nós, professores, todos os anos sofremos com aquelas histórias mal contadas dos rankings das escolas. A nossa tem sido vítima desse método anacrónico, ao comparar coisas que não têm comparação possível. Mas enfim, é o que temos.

Agora vamos aos factos concretos, pois são esses que nos dão ânimo para continuar.

A escola este ano concorreu ao concurso de profissões, mais conhecido por Skills. A este concurso concorrem escolas de todo o país às profissões em que têm cursos a funcionar nas escolas. A nossa escola apresentou a concurso cinco alunos dos seguintes cursos: Informática, Electricidade, Mecânica e Energias renováveis. Durante uma semana bateram-se com os melhores de Portugal e o resultado não corresponde nem de perto nem de longe ao ranking da escola. Uma medalha de bronze para o concorrente da Informática (Hélder Vilas), uma medalha de bronze nas Energias alternativas (Ricardo Feixeira) e uma medalha de ouro na Mecânica -variante Auto-Cad (Filipe Pé-Curto). Se para os leigos em educação o que conta é a posição anual da escola, então para que serve isto? Alguma coisa está mal.

Quero aqui manifestar publicamente o meu agradecimento aos nossos alunos, ao empenho que demonstraram e à coragem que tiveram em se baterem com os bons alunos de Portugal. Os meus parabéns, também, para os professores que os prepararam para tão difícil batalha. Por fim os meus parabéns para a escola e para todo o apoio que lhes prestou.

Hoje sinto-me feliz!

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Calma de morte

 

 

 

 

Se bem se recordam, este é o título de um filme já com alguns anos e que conta a calma anormal dentro de um navio de recreio, até que …

Este título aplica-se na perfeição ao estado da nossa cidade. Nada acontece. Tudo muito calmo!

Não sei porquê, mas este estado de coisas pronunciam alguma tempestade.

Ao passar na rua, só se vêem pessoas amorfas como se estivessem anestesiadas. Parece que perderam a vontade de viver.

Diz-se e com razão, que é essa fundamentalmente a diferença entre os portugueses e os espanhóis. Eles, podem não resolver os seus problemas, mas ao menos protestam, barafustam e vão bebendo umas copas para esquecer. Desta maneira, ao menos não deixam ficar as coisas cá dentro. Nós não reagimos. Conformamo-nos com a triste sorte, qual letra de fado. Triste sina a nossa. Se ao menos dançássemos flamengo! Mas não, continuamos naquela da canção da desgraçadinha que foi atraiçoada pelo marido, que levou uma facada por mau comportamento, que fez a promessa de amor eterno e mais aquelas lamechices tão típicas.

Lá se vai falando no café e nas esquinas deste ou daquele que merecia levar “um tiro nos cornos”, “que se o apanhasse estava feito ao bife”, mas tudo não passa de bazófias. Como diz e povo, “cão que ladra não morde” e com razão.

Com as vossas tristezas os deixo, desejando-lhes uma boa semana.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | favorito
Domingo, 13 de Maio de 2012

Um milagre

 

 

 

 

É tão fácil falar de barriga cheia. Essa de ser-se desempregado é ter uma oportunidade de recomeçar a vida, não lembra nem ao diabo, mas lembra ao nosso primeiro-ministro. É absolutamente lamentável uma “tirada” destas e reafirmada depois.

Se antes tivemos um PM de esquerda que esbanjou o que todos nós soubemos e saiu assobiando para o lado, quando na verdade deveria estar a ser responsabilizado pelo “regabofe”, agora temos um PM, um seguidor fundamentalista do liberalismo económico que não se incomoda com as pessoas. Para ele 2+2 são igual a 4 e nem que para comprovar tal operação tenha que pôr meio país a passar fome.

Não é nada de novo o que estes cavalheiros fizeram e estão a fazer. De um lado é o 8 e do outro o 80. Nada de meios-termos.

Bem, mas se olharmos para a Europa acontece o mesmo. Em França o fundamentalismo liberal de Nicolas foi substituído pelo socialismo esbanjador de Holland. Ninguém acreditou nas suas promessas eleitorais, mas do “fedelho” toda a gente estava farto.

Agora chega a vez da Alemanha. Já ninguém aguenta mais aquele ar de “nazi” da nossa “querida” Ângela e dos seus radicalismos e depois da derrota de hoje nas urnas, aí vem o SPD para dar a “folga” que todos necessitam.

Mas fiquem descansados que daqui a uns tempos volta tudo a dar uma volta. Mais parece aquela velha dança das cadeiras. Estas são as mesmas, os ocupantes é que vão rodando. Mas no fim do jogo, que se lixa sempre é o Zé, o Pablo, o Fritz ou qualquer outro pequeno.

Neste 13 de Maio, peço a Nossa Senhora de Fátima mais um milagre. Se antes nos livrou do comunismo, agora livra-nos dos corruptos, dos maus governantes, dos oportunistas e de outros que tais. Sei que vai ter que ser um grande milagre, mas fá-lo por aqueles que são sempre as vítimas daqueles energúmenos.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 21:02
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 9 de Maio de 2012

A lei do mais forte

 

 

 

O assunto que aqui me trás tem feito correr rios de tinta. Trata-se das célebres promoções do Pingo Doce no 1º de Maio.

Apesar de não ter beneficiado de tal campanha, em princípio fui a favor dela, já que aliviava os bolsos já tão vazios de tanta gente. Comprar por metade do preço os bens necessários para um mês, foi uma bênção que caiu do céu para quem chega a meio do mês de bolsos vazios.

Poder-se-ia por o problema dos trabalhadores da empresa quase terem sido obrigados a trabalhar no feriado. Era uma questão política discutível, já que nesse mesmo dia houve milhares de pessoas que dadas as suas profissões o tinham que fazer.

Soube-se depois que a esses mesmos trabalhadores lhes seriam pagos os vencimentos a 500% do valor normal e que a empresa reservava uns dias para que os próprios trabalhadores usufruíssem da mesma campanha.

Até aqui, e para mim, repito, tudo me pareceu normal. Mas como no nosso país há sempre um mas, eis que chegou hoje.

Que se passa então? A referida empresa vai fazer reflectir o desconto que deu às pessoas nas facturas que tem que pagar aos fornecedores. Nem menos. O Pingo Doce faz a festa e que a paga à força são outros. Isto não cabe na cabeça de ninguém a não ser daqueles que têm a faca e o queijo na mão, ou seja, os poderosos.

Sei que qualquer dia me estão a apelidar de comunista por pensar desta maneira, mas há por aí certos senhores donos do nosso país que andam a precisar de ser metidos na ordem.

Afinal o homem que deslocalizou para a Holanda a sede da empresa para com isso beneficiar no pagamento de impostos ao Estado Português, quis fazer umas “flores” para fazer esquecer tal acto e para sair pela porta grande à moda das touradas rematou com uma “chicuelina” de forma miserável. O homem não pode ser boa rês!

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 8 de Maio de 2012

O Túnel

 

 

 

Já há muito tempo que andava para falar no assunto, apesar de já o ter aqui abordado há uns anos atrás. Acontece que mais uma vez um camião ficou “entalado” no bendito túnel de Santa Eulália.

Ora bem, e tal como aqui também já tinha escrito, o dinheiro que a Câmara Municipal está a gastar com o alargamento da estrada de ligação da Pousada até à auto-estrada e com a construção das piscinas nas freguesias, não seria muito mais bem empregue na construção da variante da dita localidade? Quanto tempo e problemas se evitariam desta maneira?

Acontece que, e talvez por causa do túnel, há na estrada nacional 246 que liga a nossa cidade a Portalegre um fenómeno que penso ser inédito em Portugal e que é um sinal de STOP à saída de Arronches para quem se desloca para a capital do distrito. Para quem não conhece pensa que a nacional vai de Portalegre para Campo Maior.

Senhor Presidente, se tem dinheiro só tem duas formas de o aplicar: ou o poupa para algum momento de aflição ou então para qualquer obra que seja prioritária. Agora para futilidades não.

 

Jacinto César  

 


Tasca das amoreiras às 18:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 7 de Maio de 2012

Ai Europa!

 

 

 

Ando desconsertado! Ando eu e anda muita gente, presumo.

Vem uns senhores e dizem que a Europa só se cura com mais austeridade. Vem outros e dizem que o que a Europa precisa é suavizar a austeridade e investir no emprego e no crescimento. E todos os dias ouvimos esta lenga-lenga que nos deixa os neurónios numa lástima. Uma coisa é visível: a austeridade diminui o consumo, a diminuição deste faz aumentar o desemprego, este faz diminuir a recolha de impostos e aumentar as prestações sociais e o crescimento é negativo. E depois? Há que aumentar a austeridade, e tudo se agrava novamente. Nunca até hoje alguém me explicou o que é que acontece no fim deste ciclo vicioso.

As opiniões contrárias são da opinião que a fuga tem que ser em frente acompanhada de uma diminuição das despesas do estado.

Hoje voltei a este assunto por causa do resultado das eleições francesas que me deixaram bastante satisfeito, não tanto por quem as ganhou e que não conheço de lado algum, mas pelo facto de deixar de ver aquele palhaço miniatura pôr-se em bicos dos pés a fazer coro com a sua vizinha oriental. Já não o podia ver mais.

Por aquilo que têm sido os resultados nos vários estados alemães é espectável que nos próximos tempos me veja livre também daquela cara de filme de terror.

A Europa poderá viver sem aquelas duas almas penadas? Penso que sobreviremos além de estarmos a praticar um acto de caridade: O Nicolas poderá dispensar mais tempo à Carla e a alemã terá mais tempo também para arranjar outro marido, coisa que duvido.

 

Jacinto César    


Tasca das amoreiras às 20:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | favorito
Domingo, 6 de Maio de 2012

Corrupção e corruptos

 

 

 

 

Eu já não tenho a certeza se temos que combater a corrupção ou se temos que conviver com ela à força. “Quando não podes com ele, junta-te a ele”, diz o povo e com a razão daquela sabedoria ancestral.

O que me faz hoje escrever sobre este flagelo que assola cada vez mais o nosso país, não é a corrupção em si, já que desde sempre me habituei a ouvir falar dela. Só que dantes tínhamos o “Terreiro do bacalhau” e mais uns quantos, e se o António soubesse tínhamos “a burra nas couves”. Só que os Terreiros multiplicaram-se como cogumelos e hoje é aquilo que todos nós sabemos: só se safam os aldrabões já a gente não passa da “cepa torta”.

Vai ser apresentado amanhã o Sistema Nacional de Integridade, cujo relatório afirma que a corrupção, os favores e as cunhas entre os integrantes do governo não tem solução. As leis existem, mas pô-las em prática é que é difícil (ou conveniente).

Com a chegada da “troika” montanhas de recomendações têm sido postas em prática, mas aquela que dizia respeito ao perigo da corrupção aumentar com as privatizações ninguém ainda quis saber dela. Imagino o que por aí vai a todos os níveis. Onde há poder de decisão há corrupção, essa é a verdade. Mas o relatório aponta para um factor que pode ser perigoso e que é o cocktail de “austeridade e corrupção” que pode fazer descambar em violência e justiça por conta própria.

Vamos ter fé que um dia vamos ver muita gente importante e não só a ver o sol aos quadradinhos. Até lá aguentemos.

 

Uma boa semana para todos

 

MÃE, quero que saibas que não é pelo facto de hoje ser o teu dia que nos outros não me recordo de ti. Tenho a certeza que foste a melhor MÃE do mundo e o Céu é o teu lugar. Um grande beijo de saudades.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 19:24
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 3 de Maio de 2012

A justiça, a polícia, os piratas e os poderosos

 

 

 

Leia-se a pequena notícia do Público:

 

“De acordo com a AFP, o Tribunal Criminal de Lisboa condenou um arguido pelo crime de usurpação por ter partilhado ilegalmente na Internet as músicas Queda de um anjo, dos Delfins, Não há, de João Pedro Pais, e Right through you, de Alanis Morrisette.
A condenação de dois meses de prisão foi substituída por 280 dias de multa “e teve como atenuantes a idade do arguido (17 anos, à altura), a ausência de antecedentes e a sua condição socio-económica”, refere a associação em comunicado.”

 

Perante uma notícia destas gostaria de deixar aqui algumas perguntas e acrescentar alguns factos:

1 – Haverá algum cidadão deste país, que não seja criança ou adulto já de idade avançada ou info-excluído que não tenha alguma vez tido em sua posse músicas, filmes ou software pirateado? Neste universo estou a incluir os cidadãos que exercem cargos nas polícias ou justiça.

 

2 – Será que os tribunais não têm mais nada que fazer que condenar um “gaiato” quando segundo as últimas informações dão 1,7 milhões de processos pendentes? Parece que estamos a valorizar um crime menor em detrimento de casos gravíssimos que acabam por prescrever. Coisas de 3º mundo!

 

Toda a gente que entenda o básico de informática sabe que há por aí sites que transmitem os jogos de futebol que são transmitidos em sinal fechado.

Há uns dias atrás presenciei um desses jogos e qual não é o meu espanto quando ao lado da janela onde passava o jogo havia outra que passava publicidade. E que publicidade? Multinacionais e grandes empresas a operar em Portugal, incluindo empresas portuguesas.

Será que as mesmas autoridades que apanharam o adolescente não sabem disto? Não me venham com o argumento que ditas empresas pagam a publicidade e não sabem onde ela é feita. Pois, só que no primeiro caso está um jovem e no segundo estão os poderosos.

É o país que temos.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 18:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2012

O folhetim “Forte da Graça”

 

 

 

O Sr. Deputado Municipal Tiago Abreu colocou-me no FaceBook o vídeo da conferência de imprensa que deu a propósito do “bendito” Forte da Graça.

Ouviu-o com toda a atenção e cheguei às seguintes conclusões:

1 – Penso que nunca pode ser a CME a impor a sua vontade ao Ministério da Defesa;

2 -  Segundo o próprio afirma, um Secretário de Estado e respectiva comitiva estiveram de visita ao forte e pelo que soube nem passaram cartão à CME. É no mínimo deselegante;

3 – Penso que será o Ministério da Defesa, proprietário do imóvel, a ter que tomar a iniciativa de dizer o que quer fazer e com quer fazer.

 

Nunca aqui afirmei que é o actual governo o culpado do estado a que tudo isto chegou! Tenho a noção que foram os anos de governação socialista os grandes culpados de tudo. Tenho também a noção que o Estado Português não tem neste momento dinheiro para investir nestes assuntos. Mas para tal também não era necessário “baralhar” aquilo que já está baralhado há muito tempo.

Assim sendo a situação resume-se em meia dúzia de palavras: o governo empurra o “bebé” para cima da CME e esta retribui da mesma forma. Ninguém parece com vontade de o adoptar.

No entanto há uma coisa de que tenho a certeza: é criminoso, no mínimo, o estado a que o forte chegou e que a culpa vai morrer solteira.

Que siga a procissão!!

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 16:51
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs