Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

LIXO

 

 

 

Venho à Net, lixo. Abro o jornal, lixo. Ligo a televisão, lixo. Ouço a rádio, lixo. É só lixo por toda a parte.

Às vezes dou a perguntar a mim próprio: “Será que somos assim “tão lixo” ou alguém nos anda a querer lixar?

Isto vem a propósito de hoje uma conhecida empresa de rating ter considerado que até os fundos que suportam a nossa dívida são lixo. Será que o dinheiro que o FMI e outros nos emprestam é falso? Começo a acreditar que sim! Já me começa a cheirar mal tanto lixo.

Quem são os senhores que detêm o poder de fazerem o que bem entende a um país? Quem são os senhores que conseguem por um continente inteiro de rastos?

Quem são os senhores que conseguem controlar com um poder quase absoluto todos os países do mundo?

Eu sei, todos sabemos, que é o vil metal que consegue fazer milagres! Mas será que não há maneira de meter na ordem esses senhores que fazem de todos nós uma espécie de marionetas e quais vampiros nos vão sugando até ao tutano?

Já há muitos anos que se ouve falar de um grupo mais ou menos conhecido e que se intitula de “Bidelberg”. Todos sabemos ou pensamos saber que se trata de um grupo que teoricamente decide os destinos de todos nós. Sempre acreditei que o referido grupo fosse um misto de ficção e realidade. Há quem diga que não se faz a guerra ou a paz sem o seu aval. Hoje e perante o que me é dado a ver diariamente começo a acreditar que o que se diz é mais realidade e menos ficção, ou seja, há efectivamente um grupo de senhores que domina o mundo a seu belo prazer. Perante isto, gostaria se me fosse dada a oportunidade de perguntar a qualquer líder político, seja ele de que país fosse, se pensa que manda efectivamente e se controla os destinos do seu país. Penso que todos diriam que sim, mas lá no fundo saberiam que não.

Lixo, é só lixo por toda a parte. E nós infelizmente somos mesmo lixo nas mãos desta gente. E será que nos vamos resignar em deixar este mau cheiro todo às gerações vindouras sem esboçarmos qualquer gesto de defesa quando nos querem lixar colectivamente? Penso que sim, pois já estamos completamente anestesiados.

 

Jacinto César

 

 

Adenda

 

 

 

Já depois de ter escrito o texto vi uma entrevista de um senhor chamado John Perkins e que se chama “Assassinos económicos”. Vale a pena ver como as coisas se fazem. Deixo-vos aqui o link da referida entrevista e que está legendada em português:  http://www.youtube.com/watch?v=oatTrn0rnwo .

 


Tasca das amoreiras às 22:34
Link do post | Comentar | favorito
Domingo, 15 de Janeiro de 2012

Maçonaria, Opus Dei e outros que tais

 

 

 

 

Se há ainda por aí alguém que pensa que pode subir na vida devido ao seu mérito e esforço, bem pode esperar sentado. Se sempre assim foi, porque não deveria continuar a sê-lo?

Sempre tive a esperança que com o advento da democracia tal estado de coisas se alterasse. E na verdade alterou-se, mas para pior. Muito pior!

Sempre fomos um país em que a cunha e o nome da família eram preponderantes para arranjar um bom emprego. Hoje, e na verdade, o sistema democratizou-se um pouco mais. Ser membro da Maçonaria, da Opus Dei ou mesmo estar filiado num partido político é meio caminho andado para se conseguir o tão almejado tacho ou emprego.

Veja-se a promiscuidade que nestes últimos dias veio à luz do dia, que havia entre a política, os serviços secretos, a alta sociedade e até mesmo a comunicação social.

É na verdade espantoso ver políticos de cores diferentes a coexistirem nas mesmas “lojas” maçónicas e depois se for necessário fazerem o teatro que for preciso para manterem as aparências. E que dizer dos membros dos serviços secretos em alegre convívio com empresários e jornalistas?

Pessoalmente não tenho nada contra qualquer destas organizações. No entanto ponho muitas dúvidas que não se usem estas mesmas organizações para fazer “lobi”, para trocarem informações sobre assuntos relevantes a cada um.

É na verdade escandaloso tudo o que tem vindo a lume nestes últimos dias. Brinca-se com o país e com os seus cidadãos.    

Eu como sou um espírito aberto e que tento manter-me a flutuar a qualquer custo, não haverá por aí alguém que me convide a fazer parte de alguma destas organizações, já que como me vou reformar preciso de ocupar o “tempo” e assim rentabilizá-lo. Pode ser qualquer uma já que não sou esquisito.

Uma boa semana para todos.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 21:33
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2012

Para quê um tigre …

 

 

 

 

Há muitos anos atrás, havia em França um out-door de propaganda a petrolífera ESSO e que tinha um tigre a entrar para dentro do motor de um automóvel. Em letras garrafais e traduzindo para português dizia qualquer coisa do género “Meta um tigre no seu motor”

Alguém com um spray acrescentou também em letras grandes “Para quê meter um tigre no seu motor se ao volante vai um camelo?”

Isto vem a propósito das infra-estruturas desportivasem Elvas. Sãopavilhões e mais pavilhões, polidesportivos e mais polidesportivos em tudo que é freguesia e bairro da cidade. E para quê pergunto eu? Só se for para treinar ainda mais os dedos das mãos dos meninos para jogarem melhor nas consolas que os pais “carinhosamente” lhes compraram ou para escreverem mais depressa as SMS no telemóvel.

Eu sei que se não houvessem tais infra-estruturas seriam os próprios pais a reclamar por elas e a culparem as autoridades de as crianças não fazerem outra coisa senão “jogarem”. Será caso para dizer que “é morto por ter cão e morto por o não ter”. Agora o que acho é um desperdício de dinheiro quando as crianças o que querem é jogar futebol na “play station”, porque do outro, do verdadeiro, dá muito trabalho e cansa muito.

Eu não sei se nos meus tempos de menino e moço já houvesse esta panóplia de tecnologia não faria o mesmo que eles (bem, não faria com certeza já que os meus pais não iam desperdiçar o dinheiro para o que era fundamental em detrimento do acessório)? O que é certo é que dantes utilizávamos o pouco que tínhamos e hoje temos tudo e não utilizamos nada.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:30
Link do post | Comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012

A mulher é má, muito má mesmo!

 

 

 

 

Muito antes de José Sócrates se demitir e Passos Coelho ter ganho as eleições, escrevi aqui e quando comecei a tomei conhecimento de algumas propostas de políticas futuras, que passaríamos daquele socialismo despesista para um liberalismo absoluto ou seja, para um capitalismo selvagem.

Aqui há uns tempos atrás escrevi também aqui e de uma forma irónica, que a melhor maneira de combater o défice seria ir deixando morrer “os velhos” já que são eles a principal fonte de despesas, com as reformas até próximo dos 100 anos, com os medicamentos e serviços médicos, etc. etc..

Que me havia de dizer a mim que um dia haveria de haver uma proposta quase nesse sentido.

Ontem ao ouvir Manuela Ferreira Leite dizer de viva voz que a partir dos 70 anos de idade o estado deveria de deixar de comparticipar a hemodiálise ia-me dando “uma coisa má”

Será que essa senhora que é mais parecida com uma bruxa do com gente poderia em plena televisão estar a dizer tal coisa?

Será que essa “mulher” cara de pau não tem uma pinga de sentimentos e humanidade?

Será que essa criatura horrível conseguia deixar morrer pessoas pelo facto de não terem dinheiro para pagar um tratamento?

Essa mulher só pode estar louca ou obcecada com dinheiro.

Mas o meu medo não é ela que falou mas de outros que podem estar calados e pensarem em por em prática tão maquiavélico plano.   

Eu já não sei bem para onde caminhamos, mas se não é para o abismo é com certeza para o inferno.

Nunca desejei mal a ninguém, mas a ela desejo-lhe que tenha uma coisa má naquela língua. Bem, para que lhe aconteça alguma coisa má, basta morder a língua que morre com o seu próprio veneno.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 18:27
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

Fundamentalistas

 

 

 

Era já só o que faltava! Proibir fumar às portas dos cafés, restaurantes e bares. Esta não lembra nem ao diabo. Um pseudo estudo da Faculdade de Medicina e pago pelo Ministério da Saúde descobriu que uma parte do fumo feito pelos fumadores entra nos estabelecimentos. Esta na verdade não lembra a ninguém.

Eu como fumador apresento sempre o mesmo argumento: somos os únicos viciados que pagamos impostos pelo vício.

Dirão os fundamentalistas: pois é, os impostos que pagam servem para vos tratar dos cancros que apanham por o fazer. Muito bem. Eu aceito o argumento.

Agora digo eu: vamos proibir o consumo de doces e açucares porque pagando menos impostos do que eu fumador, está a fabricar paulatinamente uma sociedade de obesos e o seu tratamento é muito caro.

Mais, vamos proibir o consumo de álcool, que pagando impostos muitos mais baixos do que eu fumador, provocam doenças e efeitos colaterais muito mais gravosos que os cigarros.

Quantas pessoas em Portugal morrem ou sofrem de doenças cardiovasculares por ano? Então eu proponho que se proíba o consumo de carne de porco e derivados que favorecem e muito estas doenças.

Mas ainda assim se o problema é o fumo, proponho que se proíba o uso do automóvel que na melhor das hipóteses produz 100 mgrs. de CO e CO2 por cada quilómetro que fazem.

Porra, tanta coisa faz mal à saúde e à saúde dos outros, mas sou eu fumador que sou o inimigo público nº 1.

Porra, tanta coisa má que vai neste país, mas não, só se lembram dos fumadores.

Porra, tanta gente com fome e sem emprego, mas o que é muito mau é existirem por aí uns bandidos que fumam.

PORRA, também os políticos fazem mal à saúde de todos nós e não acabam com eles, antes pelo contrário, crescem que nem cogumelos.

PORRA …

 

Jacinto César

 

(Agora que já desabafei vou fumar um cigarro mais tranquilo)  

 


Tasca das amoreiras às 16:50
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2012

O “EU” e o “NÓS”

 

 

 

Eu não sei se é um defeito dos portugueses no geral ou se é só dos elvenses. Uma coisa sei eu, a grande maioria das pessoas pensa fundamentalmente em si e nos seus problemas, e quando os consegue resolver esquece com facilidade o dos outros.

Isto vem a propósito da reunião que a Câmara Municipal de Elvas teve com os comerciantes locais. Segundo julgo saber cada um dos presentes estava mais preocupado com o “seu” problema e pouco preocupado com o problema global do comércio da nossa cidade. Às esquinas das ruas muito se fala, mas pensar uma estratégia que sirva a todos é que não.

Penso que o comércio de Elvas atravessa a maior crise de sempre em paralelo com a crise que atravessa o país. E soluções? Acredito que as haverá, principalmente se se pensar em conjunto com os problemas do turismo de que eu aqui tanto tenho falado. Mas não, a anestesia parece ser geral e ninguém avança com ideias e que ousa ter alguma é logo mimoseado com uma série de adjectivos pouco abonadores.

Eu vejo, todos vemos, a cidade a afundar-se e quando o novo centro comercial de Badajoz entrar em funcionamento, qual icebergue, então Elvas será assim como o Titanic. Ao fundo e com a banda a tocar.

 

Jacinto César

Tasca das amoreiras às 19:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
Domingo, 8 de Janeiro de 2012

No Name Boys

 

 

 

 

Não, não se trata da conhecida claque do Benfica, mas sim dos boys sem nome e com ele, que nos vão levando o nosso dinheirinho e afundando o país.

Hoje houve duas notícias que me chocaram. A saber:

 

1 – Ex-ministros e secretários de estado do governo Sócrates tinham cartão de crédito com um plafond mensal de 4000 € além de um saco azul de onde saía o dinheiro para as “refeições”. Num mês o ex-ministro da justiça Alberto Martins gastou em comida 3500 euros. Eu gostava de ver a cara de um pensionista “dos de 200 euros” ao ouvir uma notícia destas. Esse pessoal, incluindo o “engenheiro” Sócrates, deviam ir ver todos o sol aos quadradinhos.

 

2 – Seis Boys do PSD e do PP entre os quais 4 ex-ministros vão tomar assento no concelho consultivo da agora privada EDP. Dirão alguns que agora como a empresa é privada os accionistas podem escolher quem querem para governar a empresa. É verdade, mas … Que favores é que a EDP está a pagar a esta rapaziada? Ou será que os quer lá só por serem bons rapazes? Ou será que os querem lá para servirem como grupo de pressão junto do governo da mesma cor?

É à conta de tudo isto que temos que ir suportando os aumentos consecutivos dos custos da energia.

 

Já há muito tempo que não suporto políticos, mas agora começo quase a odiá-los. Sei que é um sentimento feio, mas é mais forte do que eu.

 

Uma boa semana de trabalho para aqueles que ainda o têm.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 22:48
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

Assim vai o turismo em Elvas – III

 

 

 

Vão-me desculpar pela insistência no tema, mas todos os dias me passam pela frente coisas das quais sinto uma certa “inveja” por não acontecerem também na minha cidade.

Hoje ao abrir o Facebook tinha uma série de entradas da entidade de turismo de Badajoz. Eles anunciavam uma exposição de pintura, o desfile dos Reis Magos e mais uma série de eventos. Mais, um grupo cultural pacence até se dava ao luxo de dar as notícias, além de em espanhol, tambémem português. Esão todos estes factos que me fazem pensar que a câmara é incapaz de utilizar todas as tecnologias que tem à sua disposição para promover a cidade.

Mas será que não há lá ninguém a pensar nestes assuntos? Será que não há mais formas de promover a cidade que em “feiras e romarias” onde toda a gente já conhece a cidade?

Eu para dizer a verdade não sei bem o que vai pela cabeça dos responsáveis do município em relação a tudo isto nem que ideias têm.

Seja verão ou inverno, andemos nós, mesmo por pequenas localidades de Portugal ou de Espanha, lá encontramos sempre alguém de visita.

Há relativamente pouco tempo dei uma volta aqui ao lado na vizinha Espanha e fui parar a Albuquerque. Quem conhece a localidade sabe perfeitamente o seu tamanho e o que tem para mostrar. Como o posto de turismo estava aberto acabei por ir espreitar. Apareceu logo alguém que me fez uma propaganda da dita localidade, que me contou em traços gerais a sua história, que me deu logo uma série de folhetos informativos e uma lista de todos os eventos do ano. Ao fim, pediu-me o e-mail para num futuro me mandarem informações do que lá se passa. E não é que havia mesmo turistas a passear pelas ruas? Fiquei “parvo”. E que fazemos nós? Nada! Igrejas quase sempre fechadas e até o castelo já o encontrei também encerrado. De ressalvar aqui o Forte de Santa Luzia que sempre que lá levo alguém de fora sempre o encontrei aberto e com uma pessoa que lá vai explicando o que é aquilo.

Senhor Presidente da CME: se o município vive desafogado em termos financeiros, porque não utilizar as mil e uma estratégias existentes para trazer turistas a Elvas? Informe-se e contrate alguém com conhecimentos do assunto para salvar a única coisa que temos em Elvas para vender: o nosso rico e variado património. Não fique à espera que Elvas se transforme em Património da Humanidade para fazer qualquer coisa, porque tal pode nunca acontecer ou demorar mais uns quantos anos. Senhor Presidente, faça qualquer coisa para promover a cidade sob pena de um dia destes a cidade estar de “tanga”.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 20:10
Link do post | Comentar | Ver comentários (7) | favorito
Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2012

Assim vai o turismo em Elvas – II

 

 

 

 

Quando aqui me queixo do turismo de Elvas e do mau funcionamento da Câmara Municipal neste sector, deveria estar a queixar-me da POLÍTICAem ELVAS. Eporquê?

Nestes últimos dias surgiu a polémica entorno do falso perfil do presidente no Facebook. Lógico que não concordo com a usurpação da identidade de um cidadão, seja lá ele quem for. Este blog já foi vítima disso quando um comentador se lembrou de assinar o comentário em nome de Rondão Almeida. Nessa época e como não podia deixar de ser, fui ameaçado com um processo por não ter logo apagado o referido comentário. Bem, mas isso são águas passadas.

Nestes últimos tempos um dos líderes da oposição tem sido aqui alvo de vários ataques por parte, mais uma vez, dos comentadores. Particularmente enviou-me um recado e lá voltei a apagar os comentários considerados ofensivos. Tudo bem.

Mas agora pergunto eu: quando escrevo qualquer coisa desfavorável para câmara, quem é que são os anónimos que aqui vêm tentar denegrir-me a mim e à oposição? E quando escrevo qualquer coisa que desagrada à oposição quem é que vêm aqui chamar-me tudo e mais alguma coisa?

Tenho muitos defeitos, mas inocente não sou. Já não acredito nem no Pai Natal nem que os bebes vêm de Paris numa cegonha. É obvio que são os “capangas” de uma facção e doutra que aqui vêm escrever e depois armam-se em virgens inocentes quando algo lhes cai em cima.

Mas ainda pior do que isso é o facto de tanto uns como outros se julgarem donos da razão e passarem um atestado de burros a qualquer cidadão que tenha ideias diferentes, por melhores que elas sejam, excluindo as minhas que de verdade não fazem sentido algum. Os cidadãos elvenses que estejam fora dos partidos não passam de uns mentecaptos e inúteis que só dizem disparates. Assim mesmo.

Isto vem a propósito da política de turismo que se tem seguido em Elvas, que de uma forma geral tem sido medíocre para não dizer uma palavra mais forte. Para mim vale ZERO, e haja alguém que me mostre alguma acção ou facto que demonstre o contrário. Lamento dizer isto, mas sendo o turismo uma das maiores riquezas que Elvas poderia ter, assim não vamos lá. Vivemos das migalhas de outros e de meia dúzia de paraquedistas que aqui caem sem saberem como.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 17:33
Link do post | Comentar | Ver comentários (15) | favorito
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Assim vai o turismo em Elvas

 

 

 

Há uns dias atrás e já sem saber como, chegou-me às mãos um vídeo amador (?) sobre o Forte da Graça. O vídeo em HD é de uma qualidade técnica e estética fora do comum. Diria mais, é de uma beleza invulgar. Mas o que mais me chamou à atenção foi o facto do seu autor não ser elvense (já estabeleci contacto com a pessoa em causa) e os comentários ao referido vídeo. Vale a pena vê-lo e ler os comentários, apesar da maioria seremem inglês. Quemse quiser dar ao trabalho de os ler vai reparar a vontade de algumas das pessoas em visitar o forte.

Hoje, lembrei-me de pesquisar no Google e na secção de imagens dois termos em inglês: “walled town” e “walled city”. Surpresa das surpresas: em milhares de imagens de cidades amuralhadas de todo o mundo, não é que não aparece nenhuma de Elvas? Será que é defeito do motor de busca ou será que alguém anda a fazer mal o seu trabalho? Claro que se colocarmos “Elvas” aparecem às centenas. O problema está em que os prováveis visitantes não conheçam o nome da cidade, mas que o tema “cidades amuralhadas” lhes seja interessante.

A pergunta que eu faço é a seguinte: será que a Câmara de Elvas insiste em não contratar alguém que entenda de turismo em todas as suas vertentes?

Mas será que também não existe ninguém na câmara que se sente em frente a um computador e se “entretenha” a divulgar a cidade nos inúmeros fóruns da especialidade e em várias línguas?

Haver, há de certeza, o problema é que ninguém os manda fazer tais tarefas. E porquê? Falta de visão de quem comanda os destinos do turismo em Elvas.

Para quem quiser ver o vídeo a que me refiro aqui fica o link:  http://vimeo.com/31818970 .

Para o Daniel Santos, o seu autor, os meus parabéns pelo excelente trabalho que produziu.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 20:33
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs