Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Domingo, 2 de Outubro de 2011

Forte da Graça. Que fazer?

 

 

 

Muito se tem falado da pressão que a Câmara Municipal de Elvas

tem feito ultimamente sobre o Ministério da Defesa no sentido da sua
aquisição ou cedência.

Vamos ser um pouco optimista e acreditar que tal vai para a frente.

Que fazer depois?

O ano passado tive a felicidade de ter visitado Goa. Jamais tinha

sentido emoção tão forte ao perceber que tanto a língua como o

património portugueses são omnipresentes e são tratados com um

especial carinho pelos goeses. Claro que aproveitei e “meti o nariz”

em todo o lado.

Foi nos templos católicos, nas fortificações, nos mercados tipicamente

portugueses, nos restaurantes onde se serve sardinha assada, nas

pastelarias e cafés que nos fazem lembrar constantemente o nosso

país, etc., etc.

Em Pangim interpretei sem dúvida alguma a cena mais lamentável

que tive como turista. Fui abordado na rua por uma senhora que em
inglês queria vender-me objectos em prata. Farto de tantos episódios

idênticos e a toda a hora, disse em português “não me chateis mais”

ou coisa do género. A pessoa que me abordou, segurou-me pelo braço

e disse-me: “olhe, não se esqueça que isto aqui ainda é um bocadinho

de Portugal”. Foi pior do que ter apanhado com uma pedra na cabeça.

Fiquei envergonhado pelo que tinha dito, apresar de nunca ter dito

qualquer palavra imprópria. Mas a lição serviu-me para que daí
em diante olhasse para tudo com uns olhos diferentes.

E que tem tudo isto a ver com o Forte da Graça? Tudo!

Já ouvi mil e uma opiniões sobre o que fazer com o forte, que utilização

se lhe pode dar. Uma vez passou-me pela cabeça até, porque

não promover um concurso internacional e ideias para o referido monumento.

A partir do momento em que visitei todos os fortes
existentes em Goa, mudei de ideias. E porque não fazer NADA?

Porque não restituir-lhe toda a dignidade que merece e deixá-lo

simplesmente assim? Deixar que as pessoas nele passeiem à vontade

sem ter que tropeçar com qualquer organismo, ou hotel ou restaurante

que os impeça de o ver tal qual era nos seus tempos áureos?

Foi exactamente isso que vi em Goa. Fortes e fortins perfeitamente

restaurados, fossos e interiores relvados, binóculos espalhados
para ver as paisagens, duas ou três pessoas a vigiar e um na bilheteira e
pronto. E porque não isto em lugar de ter que adaptar o edifício a
qualquer coisa e que lhe altere a originalidade?

 

Jacinto César    


Tasca das amoreiras às 19:23
Link do post | Comentar | Ver comentários (7) | favorito

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs