Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Ainda o Centro Histórico - 2

Depois de um dia de intervalo, vamos voltar ao assunto e problemas do Centro Histórico de Elvas.

Fiz uma proposta, o que não significa que não muitas outras soluções. Há no entanto uma grande quantidade de “não soluções”. Vejamos então.

 

1 – Elvas tem um problema muito grave e de difícil resolução. Trata-se da “fronteira” entre o Centro histórico e o resto da cidade. A cintura de muralhas constitui um obstáculo á circulação das pessoas. Por muito bons estacionamentos que haja, obriga sempre as pessoas a deslocarem-se de carro ou transportes públicos, o que não fazem, a não ser por um motivo muito forte.

Tomemos como exemplo o que se passa na vizinha cidade de Portalegre. Situemo-nos no Semeador. Com a maior das tranquilidades vamos pela Rua do Comércio abaixo até à zona do hospital sempre “dentro” da cidade. Não há obstáculo algum entre a parte “velha” e a “nova” da cidade. Facilmente as pessoas circulam entre as duas zonas sem darem por isso. E em Elvas? Bem, tomo-me a mim como exemplo. Que motivos tenho eu para ter que me deslocar ao centro? Nenhumas ou quase nenhumas. Tenho aqui à porta de casa tudo o que me faz falta no dia a dia. Quanto a factos não há argumentos.

 

2 – Fala-se muito no património. Quanto a mim, este não faz milagres, já que, por muitos turistas que o visitem, a cidade não está preparada para os receber. Veja-se por exemplo o número de restaurantes e hotéis situados no centro e o número dos que ficam na periferia. É completamente desajustado para o fim que se pretende. Receber turistas e tratar deles não é a tarefa fácil que muitos pensam. Não é trazê-los, dizer-lhes meia dúzia de tretas, sacar-lhes o maior número de euros e “voilá”. Muita gente que fala sobre este assunto não faz a mínima ideia do que estão falando, incluindo a própria Câmara Municipal. Já aqui alertei para o facto desta ter que incluir nos seus quadros de técnicos pessoas capazes de tal tarefa, coisa que até agora tem sido feita por amadores. E sobre este tema não gostaria de dizer mais porque estou farto de bater na mesma tecla e tudo continua igual. Não há património que resista.

 

3 – Há a noção que promovendo animação no centro histórico, as pessoas para lá se deslocam. Santa ingenuidade. Por mais eventos que ali se produzam, quem é que mexe um pé para assistir a tais eventos? Meia dúzia de pessoas a que se juntam os espectadores “institucionais”.

Continuo a afirmar: nos tempos que correm as pessoas cada vez mais se isolam em casa já que são possuidoras de meios para passarem os tempos livres. Para saírem para a rua é preciso haver motivos de interesse fora do comum. Atente-se ao seguinte: nos meus tempos de menino onde estavam os motivos de brincadeira? Obviamente na rua. Éramos aos bandos e só à força voltávamos a casa. E agora? O que é que faz sair a rapaziada para a rua se têm em casa tudo? Com os adultos passa-se o mesmo.

 

Caros amigos, todos podem dar as suas opiniões, no entanto desconfio que não vai ser fácil dar vida ao Centro Histórico de Elvas. É lamentável! É verdade! Mas penso que infelizmente é inevitável. É só ver o que se passa noutras cidades e não só em Portugal como por esse mundo fora.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 00:13
Link do post | Comentar | favorito
11 comentários:
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2010 às 09:42
Depois do sucesso da frase "A água é um bem público" - escolhida pelo quarteto Simão, Cabaceira, Abreu e Vieira, cilindrado nas eleições de Outubro passado -, Tiago Abreu prossegue a sua cruzada hídrica contra a Aquaelvas.
Volta ao tema, no seu blogue decadente.
Acho que não vale a pena comentar, mas entendo ser pertinente colocar duas perguntas:
- que razão leva Abreu a não culpar um dos seus ódios de estimação, o vice-presidente Nuno Mocinha?
- por que motivo Tiago não culpa a Rádio Elvas por mais este escândalo de proporções incalculáveis?
Ah, Paulinho Portinholas! A caminho dos 36 anos, está a perder a maior parte do espírito guerreiro de D. Afonso Henriques, mas mantém intacta a inconsciência suicida de D. Sebastião.


De cantosdacarreira a 20 de Janeiro de 2010 às 11:06
deixa lá o portinholas ou como lhe chamas,e não nos distraias das coisas sérias que estão a ser postadas como por exemplo a revitalização do centro histórico,que o CIENTISTA deixou degradar,há ruas que parecem do HAITI.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2010 às 11:45

Senhor CANTOS DA CARREIRA
Comparar o centro de Elvas ao Haiti é de uma inconveniência extrema.Tenha cuidado com os exemplos que apresenta.
Que o centro está pouco vivo/dinâmico é muito diferente da destruição total que infelizmente existe naquele país.Que o centro de Elvas  necessita de medidas urgentes de revitalização concordo, mas não concordo que o miserabilismo comece a imperar na nossa cidade.
Senhor CANTOS DA CARREIRA, arranje outros exemplos de comparação e não ofenda os elvenses e muito menos os haitianos.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2010 às 12:06
Por vezes, todos escrevemos inconveniências.
Mas o Cantos da Carreira ultrapasou os limites do bom senso: brincou com os haitianos e ridicularizou os elvenses.
Nos Cantos da Carreira, há muito tempo, que não se dizia uma barbaridade destas.
Se pedir desculpa pelo exemplo infeliz, só lhe fica bem.


De cantosdacarreira a 20 de Janeiro de 2010 às 12:55
anonimos defensores do CIENTISTA,agarra numa maquina fotografica e vai á parada do castelo,tira uma foto  publica ,e depois tira duma publicação duma casa do haiti ou bagdad ou coisa do genero que INFELIZMENTE é do que há mais por esse mundo fora,sabem aquela de andar bem vestido de fato e sem cuecas,roto e sem dinheiro no bolso,assenta que nem uma luva,mas as fotos de umas centenas de casas degradadas em elvas deixo as mesmas aqui no blog,e não tenho prazer nenhum nisso,entendido!passem bem.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2010 às 13:35

Quem é o CIENTISTA ?
Quem é que o está a defender ?

O CANTOS DA CARREIRA não tem humildade, julga-se dono do conhecimento total, e por isso não é capaz de pedir desculpas aos elvenses.
Se é elvense devia sentir-se envergonhado de si próprio.
Naturalmente se já tiver idade suficiente em nada tem contribuído para mudar as coisas em Elvas.É só palavreado e mais nada.Sempre ouvi dizer que de boas intenções está o inferno cheio.

Que a providência  o proteja e o ilumine.


De cantosdacarreira a 20 de Janeiro de 2010 às 16:06
PEDIR DESCULPAS A QUEM?SOU TÃO ELVENSE QUANTO VÓS ,REFERIRME ÁS DEGRADANTES CONDIÇÕES DE CENTENAS DE CASAS NO CENTRO HISTORICO E TER QUE PROTEGER O "CIENTISTA"-PRESIDENTE DA CAMARA,ERA O QUE FALTAVA,SE ESTÁ MAL DEVEMOS DIZER,SE ESTÁ BEM DEVEMOS TER A MESMA HUMILDADE,PORQUE SE ELE(RONDAO) FOSSE HUMILDE QUANDO FAZ AS POSITIVIDADES QUE TEM FEITO,E AUTOELOGIA-SE E DIZ-SE SABER TUDO E DE TUDO(DAI VEM "CIENTISTA",TAMBEM DEVIA TER A HUMILDADE DE DIZER QUE HÁ 1100 CASAS DEVOLUTAS NO CENTRO HISTORICO DE ELVAS E QUE MUITAS ESTÃO JÁ CAIDAS E OUTRAS A CAIR,ESSA É UMA VERDADE INDESMENTIVEL,EM RELAÇÃO Á PALAVRA "HAITI",ADMITO NÃO SER OPORTUNA,E PODE CRER QUE SINTO MUITO O QUE SE ESTÁ A PASSAR AQUELA POBRE GENTE,MAS QUANTO AO RESTO, NÃO PEÇO DESCULPAS A NINGUEM.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2010 às 17:25

A ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, e o secretário de Estado da Cultura, Elísio Summavielle, vão estar no próximo sábado dia 23, na inauguração da exposição “Jogo de Espelhos”, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas às 18 horas.


Pode causar engulhos aos do costume, mas é assim uma forma de divulgar e promover a cultura e o turismo do concelho.



De Egas a 20 de Janeiro de 2010 às 20:00
Não me digam que trazer uma ministra a Elvas promove a cultura e o turismo? Ou será para cobrar favores antigos ou futuros?


De cantosdacarreira a 21 de Janeiro de 2010 às 13:05
egas,bem postado,pergunta quantos visitantes teve o museu?e depois pergunta se o velho hospital devidamente cuidado não estava a servir melhor como centro de reabilitação de acamados que são entornados do hospital para casa,quando não há lugar em arronches? e se este museu não podia estar a funcionar noutro espaço das dezenas que temos em elvas que devem ser reabilitados? 


De Egas a 21 de Janeiro de 2010 às 22:40
Ora aqui está uma boa serventia para o elefante que ali temos na R. da Cadeia. E devia funcionar num local que fosse reabilitado e que não estivesse a cair aos bocados.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs