Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Tal como hoje

Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora,  aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias,  sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice,  pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional,  reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta.

Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo, donde provém que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro. 

Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este, finalmente,  tornado absoluto pela abdicação unânime do País. 

A justiça ao arbítrio da Política, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas.  

Dois partidos sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar.

 

Não, este palavreado não é da minha lavra, mas de alguém que não sendo adivinho previu o que se iria passar uns “anitos” depois. As palavras foram escritas em 1896 e o seu autor foi Guerra Junqueiro. A história repete-se e nós não aprendemos nada.

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 00:00
Link do post | Comentar | favorito
4 comentários:
De JB a 9 de Dezembro de 2009 às 15:47
Sr Professor Jacinto César:
Gostei de ler e deixo à V.ª Consideração

Image

Numa tertúlia, o ex-ministro críticou o programa Novas Oportunidades e o estado da educação que considera uma "miséria".

Medina Carreira considerou, ontem à noite, numa tertúlia no Casino da Figueira da Foz, o Programa Novas Oportunidades como uma "trafulhice" e uma "aldrabice" e a educação em Portugal como uma "miséria".O ex-ministro das finanças considerou ainda que o parlamento "vale tanto como a Assembleia Nacional de Salazar".

Medina Carreira entende que as escolas produzem "analfabetos" e que os alunos que participam no programa Novas Oportunidades limitam-se a fazer "um papel" que entregam ao professor e "vão embora".

Já no que toca à avaliação dos professores, o ex-ministro considerou-a uma "burrice", pois perguntou "se você não avalia os alunos, como vai avaliar os professores?".

Apesar disto, admitiu que esta avaliação só será possível se houver "disciplina nas aulas, o professor tiver autoridade, programas feitos por gente inteligente e manuais capazes".

Nesta tertúlia, Medina Carreira falou ainda sobre o Parlamento para dizer que este "vale tanto como a Assembleia Nacional de Salazar", uma vez que os deputados "não valem nada, não têm voz activa".

Numa Assembleia da República onde a "mistificação" é "igual" ao tempo de Salazar, os actuais deputados são, segundo Medina Carreira, "obedientes" e "escravozitos que andam por ali na mão dos chefes partidários".

"O Alegre falou, correram com ele, ao Manuel Maria Carrilho deram-lhe um lugar bom em Paris, o Cravinho começou a mexer na corrupção deram-lhe um lugar em Londres. E aqueles outros que não podem ir para Londres nem para Paris, calam-se", explicou o ex-ministro.



De Tasca das amoreiras a 9 de Dezembro de 2009 às 17:30

Caro JB


 


Como hoje me parece que não bebeu muito JB, respondo-lhe!


Em relação ao que o Prof. Medina Carreira afirmou na Figueira da Foz concordo em absoluto com ele. Em relação à Novas Oportunidades, gostaria de poder dizer o mesmo, mas não o posso fazer. Quando falo em educação, falo sempre em generalidades, já que particularizar este ou aquele assunto me está vedado pela lei. Quer dizer, poder posso, as consequências é que podem ser desagradáveis para mim.


 


PS – Entenda o sublinhado como quiser.


 

Jacinto César


De Anónimo a 9 de Dezembro de 2009 às 23:28

Enquanto V.Exas. se entretêm com assuntos de avaliação de professores e novas oportunidade, e outras futilidades, o concelho de Elvas vai sendo afundado, e ninguém se preocupa.


As promessas eleitorais para as autárquicas foram muitas, e muitos se deixaram enganar mais uma vez. Desde Call Center, a prisões de alta segurança, que segundo o tal rapaz que para muitos é um arrogante, mas o que é certo é que vai dizendo umas verdades, JÁ NÃO VAI HAVER PRISÃO. Gastava de saber agora o que é certas pessoas têm a dizer aos Elvenses, sim aos Elvenses, porque esta obra iria movimentar uma seria de sectores da economia local, e foi mais um pseudo  – investimento!   



De Anónimo a 11 de Dezembro de 2009 às 08:21
O concurso das prisões foi anulado para todas as prisões do país, não foi só a de Elvas.
Foi anulado porque os perços apresentados pelos concorrentes á obra não permitiam que a obra lhes fosse entregue por lei.
Ou queriam o quê? que o Governo adjudicasse obras fora da lei para depois arranjarem um novo processo em tribunal?
Os concursos TODOS vão ser reabertos, para vosso desgosto. Elvas vai ter prisão e Call center para vosso desespero!


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs