Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Monotonia

Não sei se é pela proximidade do Natal, ou por outro motivo qualquer, não se passa nada em Elvas.

A pista de gelo chegou e lá está. Não sei se com muita ou pouca gente, mas sem se anunciar nenhum evento para o local. Sempre pensei que alguns daqueles espectáculos que se anunciam para Lisboa em pistas de gelo montadas para o efeito, desse algum salto até Elvas. Nada!

Continuamos desde Agosto a não ter o Boletim Municipal. Não sei se a gráfica faliu, se não há assunto ou se a redacção entrou de férias. Nada de nada.

Em relação à política local, a oposição eclipsou-se. Salvo “o do costume” a dizer o mesmo de sempre, nada. Entraram também de férias.

Bolas, já estou com saudades dos tempos pré eleitorais!

Enquanto isto, a Escola lá vai crescendo também lentamente. Não está parada, mas as obras andam a passo de caracol.

Para animar o pessoal, resta-nos todos os dias mais um escândalozinho de corrupção. Mas mesmo isso também já não é notícia dada a quantidade. Tinham que repetir a notícia todos os dias, mudando só os protagonistas. Filme já antigo e que todos já vimos inúmeras vezes.

Tanto que gostava de dar nas orelhas da minha “querida” Lurdinhas, que só para chatear o nosso 1º ministro nos deu uma ministra que só quer conversa. Dialoga com toda a gente. Que ministra aborrecida que nem nos dá um pretexto para irmos até Lisboa a fazer uma almoçarada e depois até à “manif”.

Bolas, estou chateado e não tenho argumentos para chatear ninguém. Vida esta tão parada.

Pensando melhor: vou arranjar uma picareta e cavar para qualquer lado.

Bom fim-de-semana para todos e já agora que ganhe o Benfica!

 

Jacinto César   

 


Tasca das amoreiras às 00:17
Link do post | Comentar | favorito
9 comentários:
De orebelde a 29 de Novembro de 2009 às 10:14
ó Jacinto tu és cego ou governante  a pista de gelo está lá  á espera dos tótos  para pagarem um dinheirão  por meia hora  quanto ao boletim  não faliu o rei pensou bém e reflectiu  ao esbanjar por esbanjar vai aplicar o dinheiro que gasta  na gráfica em publicidade televisiva a promover Elvas e o seu zoo eu relação ás obras da tua escola andam a passo de caracol bom remédio pega na picareta e vai cavar para as obras como te quexas tanto de ser professor ai pode ser que te sàfes .

orebelde


De Anónimo a 29 de Novembro de 2009 às 19:22
Xico Castelo voltou à blogosfera para continuar a escrever tão mal como sempre.


De JB a 29 de Novembro de 2009 às 22:55
Esquecia-me de mandar um abraço para o Quinho.
Continue a escrever, vale mais uma verdade com erros de Língua Portuguesa, que muitas mentiras mandadas escrever ao Sobreiro por quem também não sabe escrever!


De orebelde a 30 de Novembro de 2009 às 09:44
O rebelde não é esse que tu citas o verdadeiro rebelde é este que quer levar a luta para um terreno diferente daquele em que tu travas, a guerra convencional onde tu terás melhores possibilidades de equilibrar suas desvantagens físicas. Esse terreno é a população. Se o rebelde consegue dissociar a população do contra-rebelde, controlá-la fisicamente, obter seu apoio activo, vencerá a guerra, porque, em última análise, o exercício do poder político depende da aquiescência tácita ou explícita da população ou, na pior das hipóteses, de sua passividade. Isso torna a batalha pela população uma das principais características da Guerra Revolucionária.
OREBELDE


De JB a 29 de Novembro de 2009 às 22:52
Então o Senhor Professor queria "Disney on Ice"?

Fazia muito bem de querer. Em Évora foi constituída uma empresa municipal, se não para gerir, pelo menos para avaliar com rigor e transparência as contas do Coliseu.

Aqui não há contas, há uma promiscuidade contabilística entre Câmara e Coliseu.

Parece que o Coliseu JARA trabalhou só para as campanhas do JARA.

Perder dinheiro por perder dinheiro, pelo menos dava uma alegria às crianças. 

Uma boa noite, vou beber mais um JB.


De Xavier de Sousa a 30 de Novembro de 2009 às 00:10
Há bastante tempo que não escrevinhava por aqui e pelos vistos vou repetir a façanha, uma vez que se continua a dizer mal de tudo e de todos desmesuradamente quando se passa os dias a coçar a barriga, a ler jornais e a ansear pela hora de saída e pelo dia em que o Estado deposita o tão pouco merecido ordenado...
Esperava um pouco mais de alguém com a sua cultura e formação.
Não tenho problemas em identificar-me pois sempre o fiz e aquilo que escrevo posso afirmar em qualquer lado e diante de quem seja necessário!

Cumprimentos


De Tasca das amoreiras a 30 de Novembro de 2009 às 01:34

Caro Xavier


 


Penso não ter o prazer de o conhecer, apesar, pelo que diz, o meu caro me conhecer bastante bem. Tem toda a razão no que diz a meu respeito. Não coço a barriga, mas coço outra coisa que me dá mais satisfação. Quanto aos jornais, só leio aqueles que cravo e os que leio às escondidas no quiosque do Ortiz. Se passar por lá à tarde encontra-me. Sobre o dia do pré nem vale a pena falar. No dia seguinte, entro logo em ansiedade pelo seguinte. Dá uma trabalheira dos diabos esperar pelo vencimento seguinte, principalmente se nada se faz. É preciso ter uma grande paciência e eu tenho-a.


Quanto ao dizer mal de tudo e de todos o que queria que fizesse? É a minha maneira de passar o tempo e assim sempre vou aborrecendo alguém ou alguns.


Caro Xavier, como o compreendo bem sem o conhecer. Eu se estivesse no seu lugar era bem capaz de dizer ainda pior (de mim, claro). Eu no seu lugar começava já a denunciar todas as incompetências que por aí há. Eu no seu lugar era capaz de vasculhar a vida de toda a gente e tentar saber onde estão também os corruptos, os oportunistas, os “yes men”, os “chicos espertos”, etc.


Eu sou capaz de não ser flor que se cheire, mas o meu caro Xavier que deve ser uma pessoa de bem, deveria denunciar todas as trafulhices, todas as más acções, todas as negociatas que se fazem neste país à beira mar plantado. Como pessoa corajosa que deve ser deve fazer isso tudo, mas sem muito barulho senão passa a ter a fama de má-língua e de dizer mal de tudo e de todos. Ou não será assim?


Apareça sempre que quiser, mesmo que seja só para dizer mal da minha pessoa.


Os meus cumprimentos. Já agora apresente também os meus cumprimentos ao seu patrão (deve ter um, não?)


 


Jacinto César  



De Tasca das amoreiras a 30 de Novembro de 2009 às 02:46

Caro Xavier


 


Ainda agora lhe escrevi e já estou de volta. O seu nome dizia-me qualquer mas não recordava de onde. Deu-me um trabalhão mas encontrei-o.


No dia 14 de Maio o meu amigo escrevia aqui como resposta ao meu escrito sobre o escândalo dos lucros dos bancos. Dizia assim:


 


De Xavier de Sousa a 14 de Maio de 2009 às 09:12


Então agora já percebi mesmo que o Professor não quer entender nem os resultados nem os normativos legais a que as empresas da dimensão e da área do BCP estão sujeitas!
A apresentação de resultados é obrigatória, porque é que não critica a comunicação social de inflamar esses actos? Sempre se fizeram se hão-de fazer, com ou sem presença de jornalistas, pois o que importa é dar a conhecer a quem tem interesses internos, a saúde financeira da instituição!
Tenho de concordar consigo quando se refere ao aumento de pobreza, mas no que toca aos bancos serão das poucas empresas que têm os seus impostos e dos seus trabalhadores em dia, e acredite que são bastante avultados. Em toda e qualquer comissão cobrada aos clientes está associada uma carga fiscal que entra directamente na conta corrente do Estado!!!

Cumps


 


Espero que o meu caro desde essa data tenha mudado de opinião em relação aos bancos. Ou será que continua a pensar que são aquelas instituições, são instituições de bem, honestas e coisas tais?


Pronto, já sei que sou má-língua e que digo mal de tudo e de todos e que só leio jornais. E o meu amigo não lê jornais nem vê televisão?


 


Jacinto César



De Anónimo a 30 de Novembro de 2009 às 11:34
Força Jacinto, dá-lhe com força.
Ah valente!


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs