Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

“A quinta dos animais”

Li hoje  em http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1030569.html que Sílvio Berlusconi, Primeiro-Ministro italiano, vai a tribunal por alegadamente ter sido intermediário, num processo de fuga ao fisco envolvendo uma das empresas da família.

Existia em Itália uma Lei, a “Lei Laudo Alfano” que garantia imunidade jurídica aos mais altos cargos políticos durante o exercício de funções. No entanto o Tribunal Constitucional italiano veio revogar a Lei retiraando a imunidade a Sílvio Berlusconi alegando que:

«Berlusconi, tal como todos os outros representantes de altos cargos do Estado, é um cidadão como os outros e por isso deve submeter-se às decisões da justiça».

Esta decisão do Tribunal Constitucional italiano, vem provar que, mesmo no país da máfia, é possível não só investigar como processar um Primeiro-Ministro, mesmo quando este, através da maioria parlamentar que o apoia, faz aprovar e publicar uma lei destinada à total blindagem da sua pessoa, relativamente aos crimes que possa ter praticado, bastando para tal que exista uma real independência do poder judicial relativamente ao poder político. 

Pena é que, por esse mundo fora, mesmo em países que têm consagrado na sua Constituição o princípio doa igualdade de cidadãos perante a lei, ainda esteja vigente a o princípio tão bem ilustrado na frase seguinte:  

“Todos os animais são iguais mas alguns são mais que outros” (Orwell, Jorge; A Quinta dos Animais) Também conhecido sob o título (O Triunfo do Porcos).

 

António Venâncio

 


Tasca das amoreiras às 17:18
Link do post | Comentar | favorito
13 comentários:
De Anónimo a 16 de Novembro de 2009 às 17:28
Acordo entre PS e PSD.
A avaliação de professores vai avançar!

Finalmente, vai chegar o juízo não final.


De Tasca das amoreiras a 17 de Novembro de 2009 às 10:02

Caro Anónimo


Relativamente à proposta do PSD sobre avaliação dos professores, que parece ser uma questão que o vem incomodando já há dias, devo dizer que, aquilo que conheço me satisfaz plenamente. O que sempre defendi foi o fim deste sistema de avaliação pelo que, melhor que a suspensão que se pedia, é a sua definitiva revogação em 30 dias, para além do fim da inqualificável divisão artificial da carreira, como consta da proposta apresentada pelo PSD na passada Sexta-Feira, conforme transcrição que se segue. 


“Falando ao JN, o vice-presidente do grupo parlamentar social-democrata sublinha que, no ponto em que já vai o processo, a resolução do PSD "faz mais sentido porque pede a revogação pura e simples do modelo em 30 dias e a sua substituição por outro", além de recomendar "o fim da divisão artificial da carreira docente". http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1421572


“Nós não prevemos a suspensão, prevemos a substituição, o que eu diria que ainda é mais e melhor do que aquilo que numa fase inicial chegámos a defender, quando o primeiro ciclo avaliativo ainda estava a meio do campeonato”, “no prazo de 30 dias”,defende-se um sistema de avaliação”justo, exequível, que premeie o mérito e a excelência e que contenha uma componente de avaliação orientada para o desenvolvimento profissional e melhoria do desempenho dos docentes e que contribua para a autonomia das escolas”. http://www.tvi24.iol.pt/politica/professores-educacao-avaliacao-docentes-psd-tvi24/1103067-4072.html


Nunca ninguém contestou, contrariamente ao que se quis fazer passar para a opinião pública, a existência de uma avaliação, o que se contestou foi o modelo cuja revogação consta da proposta do PSD. Seja o novo modelo “justo e exequível” como consta da proposta e teremos resolvido um problema que se arrastou tempo de mais.


O fim de um modelo que, de tão bom, nunca chegou a ser aplicado como estava delineado será para mim, e para os professores em geral uma grande vitória.


António Venâncio



De Anónimo a 16 de Novembro de 2009 às 18:44
Professor o que acha do post hoje do Tiago? Agora quer fechar o Museu da Fotografia!


De Tasca das amoreiras a 17 de Novembro de 2009 às 08:56
Caro Anónimo
Não conheço o post.
Já há muito deixei de frequentar esse "ambiente".
António Venâncio"


De O Judeu a 16 de Novembro de 2009 às 22:16
1ª Parte


 

          As moscas mudaram mas a m…. ficou a mesma.


 


                            “citação popular”


 


Era eu criança/jovem e ouvia contar, com alguma revolta, que havia dois tipos de justiça : justiça para os pobres e justiça para os ricos.


Vejam só…


Já naqueles tempos, há mais de cinquenta anos, alguns eram considerados ladrões e outros apenas os que faziam “desvios”.


Os tempos passaram, os regimes mudaram, as mentalidades evoluíram mas as situações de privilégio – só para os privilegiados –


continuaram a ser iguais.


Quem tem dinheiro ou poder safa-se sempre – são raras as excepções em que acontece o contrário; quem é pobre ou desprotegido é apanhado e, passados poucos meses, é julgado e vai para a prisão.


Não teve bons advogados – pagos a peso de oiro -,não recorreu e não


conseguiu que o processo prescrevesse.




De O Judeu a 16 de Novembro de 2009 às 22:18
2ª Parte

Podem crer que isto é a verdade pura. Para exemplos temos os acontecimentos mais mediáticos que assolaram e assolam o País e que


envolveram e envolvem personalidades ou pessoas com estatuto económicos ou social acima da média. Os outros, por casos idênticos e


quase sempre menores, foram “engavetados” –desculpem o calão-


e continuam detidos em prisões superlotadas e promíscuas.


Assim não, meus senhores! Assim não.


Deste modo como é que querem que os portugueses acreditem nas


políticas e nos políticos, na justiça, nos tribunais e nos juízes?


Eu por mim falo. Eu acreditava na independência do poder judicial,


na idoneidade dos julgadores e na integridade dos que fazem as leis.


Eu acreditava, digo bem. Acreditava porque falo no passado e não


no presente. Agora, no presente duvidoso em que Portugal está


mergulhado, já não acredito.



 


De O Judeu a 16 de Novembro de 2009 às 22:19
3ª Parte


 

Será que serei o único a pensar assim? Não creio – tenho a certeza-


pois, como pessoa simples mas que ouve a “rua” e o “povo anónimo”,


cheguei à triste conclusão de que a maioria pensa o mesmo que eu.


Deixo finalmente uma pergunta :- o que devemos fazer para alterar


este estado do Estado?


Não sei responder mas sinto, no mais profundo do meu íntimo, que devemos reagir, que devemos dizer “não”, que temos direito à indignação como “alguém” disse sobre assuntos de menor dimensão.


 


               O Judeu




De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 08:35
Então as eleições no PSD quando é que vão ser?
Já têm algum candidato que faça frente ao Cabaceira?
Eu pensava que o Cabaceira ia para vereador!
Mas então o MUDE não meteu quatro vereadores e um presidente?!
Ai não?! Mas por aonde é que eu tenho andado?!!!!
Ai esta minha cabecinha...


De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 12:35

Você é um estúpido chapado e capado.
Saia do blog e va curtir a estupidez para outro lugar.
Com estúpidos como você o concelho e o país vão
à ruína.


De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 14:04
Pois é!
Houve quem falasse muito antes de 11 de Outubro.
Agora, não há outro remédio: levam com cargas de água, o que nem é demasiado para quem tanto se expôs à chuva.


De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 14:10
O prof. Venâncio é uma máquina.
Dá-se um toque sobre o PSD, responde logo.
Dá-se um toque sobre a avaliação de professores, reage logo.
Então quando o assunto é PSD e avaliação, a resposta é rapidíssima e exautiva.


De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 16:02
Este burro do anonimo não sabe dizer mais nada.
É um pobre de espírito,um vendido e por cima capado.
Vá chatear para outro lado.É mentecapto e tudo o negativo que se possa imaginar.Vá vender chuchas para a porta da maternidade que se safa melhor.


De Tasca das amoreiras a 17 de Novembro de 2009 às 16:47

Caro Anónimo


Caso ainda não tenha reparado, um blog é um espaço de debate, e este porque não faz censura, é um espaço de debate tão livre que os comentadores vêm aqui deixar comentários que muitas vezes não têm qualquer relação com o tema do texto, como é o caso, comentários esses que se repetem pela mesma pessoa em dias consecutivos, e textos consecutivos. Se um qualquer comentador pode vir aqui todos os dias comentar o que escrevemos, ou até, como é o seu caso deixar comentários sem qualquer relação com o textos, parece-me algo estranho que seja esse mesmo comentador a vir pôr em causa que, depois de dois comentários consecutivos no mesmo sentido, um de nós lhe responda! Parece-me uma visão algo limitadora da liberdade de expressão. Fica a sensação o ilustre anónimo pode escrever o que entender, mesmo que fora do contexto do poste, mas quando alguém o contradiz quer censurar(já agora era o que faltava) essa resposta, pois  a única coisa que tem para dizer é atacar o facto de lhe terem respondido, não argumentando nada sobre para rebater o conteúdo da resposta.


Será que de tanto comentar o que ninguém escreveu acha estranho que alguém comente o que escreveu?


Ou será que é incapaz de juntar um qualquer argumento válido ao debate?


António Venâncio


 



Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs