Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

A vitória de Rondão Almeida

Parafraseando aquele antigo anúncio das pastas dentífricas Couto, “Rondão Almeida é um político português com certeza”. Penso que se levanta a pensar em política e se deita com ela também. É como já aqui o disse um animal político. Depois, está rodeado de uma equipe eficaz e competente que vai pondo em prática tudo o que pensa.

O mandato que agora terminou pautou-se por um pragmatismo tremendamente eficaz e quase imune a uma oposição competente, quanto mais a uma oposição, que de oposição só tem o nome. Vejamos então:

 

1 – Questões sociais

 

Foi para mim talvez a área cuja intervenção foi quase notável. Talvez e como já uma vez aqui o afirmei, há dois grupos de cidadãos que me merecem uma particular atenção e que são as crianças e os idosos. São todos aqueles que se encontram indefesos. A Câmara prestou aqui um serviço de grande importância, na protecção, na melhoria da qualidade de vida e das condições sociais destes grupos. Penso que não fez mais que a sua obrigação, no entanto poder-se-ia não ter dado tanto ênfase como se deu.

Este foi o grande calcanhar de Aquiles da oposição. Como é que foi possível dizer-se e permitir-se dizer através de terceiros, aquilo que passou a ser voz corrente na nossa cidade, como foi o caso das “passeatas e os comes e bebes dos cotas” e das idas à praia das crianças desfavorecidas? Estratégias eleitorais de quem nunca passou dificuldades na vida.

 

2 – O betão

 

Para o presidente cessante foi a sua grande glória. Concordo com muitas coisas que foram feitas e discordo de outras. Para muitos terão sido as necessárias, para outros terão sido demais. Os grandes beneficiários neste capítulo foram as freguesias rurais cuja qualidade de vida melhorou consideravelmente.

Neste capítulo só ponho um grande senão: os custos de manutenção destas obras num futuro. Mas como se costuma dizer que quem vier atrás que feche a porta, os futuros autarcas que se preocupem com esse problema. Pode até acontecer que seja a oposição a “gramar com o petisco” o dia que ganhar a cadeira do poder. Seria trágico!!

 

3 – A cultura

 

Aqui houve muitos altos e baixos. Se é verdade que se deram passos importantes no domínio cultural, uma parte da população teve que “gramar” doses quase “mortais” de cultura pimba. Tudo faz falta. Todos os gostos têm que ser satisfeitos. Mas a pimbalhada foi demais. Sei que a gestão deste capítulo foi feito à semelhança da gestão das televisões privadas: transmitem o que o “povo” consome. É o país que temos.

Como não podia deixar de ser, tenho que destacar a candidatura a Património da UNESCO das Fortificações de Elvas. Era um processo complicado e complicado continuará, já que como aqui referi não acredito que tal aconteça. Justiça seja feita à Câmara que não terá culpas no processo. Cumpriu a sua obrigação. Agora é esperar pela boa vontade de terceiros e é precisamente nestes que não acredito.

No geral merece nota positiva apesar de se poder ter feito melhor.

 

4 – A economia

 

Tendo a noção que não serei a pessoa indicada para fazer um balanço não me “adiantarei” muito no assunto.

Se as finanças internas respiram saúde, já não se pode dizer o mesmo das finanças da população que vai sofrendo daquela doença geral que é o desemprego. Se me perguntarem o que é que a câmara pode fazer eu responderei com toda a sinceridade: não faço a mínima ideia. Numa coisa acredito eu, é que o presidente cessante ou qualquer outro que estivesse no seu lugar tudo faria para melhorar as coisas e se tal não aconteceu foi porque não conseguiu. Penso ser muito fácil dizer que se tem que dinamizar a economia e que se tem que atrair os empresários. Isso também eu sei dizer sem entender nada do assunto. Mas também acredito que não se possa “agarrar pelos colarinhos” um grupo de empresários e obrigá-los a vir para Elvas. Aqui a oposição falhou porque não passou dos lugares comuns sem nunca explicar como o iriam fazer. Perante os factos não consigo dizer se a actuação do executivo municipal merece nota positiva ou negativa. Quem souber do assunto que se pronuncie.  

 

Bem, isto foi o passado! E como será o futuro? Para já a equipe é de confiança e penso continuar homogénea e unida o que já não é mau. As promessas feitas durante a campanha foram vagas e pouco comprometedoras o que se presume que se irá fazer “uma navegação à vista”, já que as nossas grandes ambições dependem das políticas centrais e estas estão num estado muito periclitante.

Agora um bocadinho de futurologia. Acredito piamente que Rondão Almeida não acabará o seu mandato. Não, não pensem que o quero ver em S. Francisco. Só que lá para o meio do mandato irá “adoecer” o que lhe permitirá arranjar a desculpa de se vir embora e dar dois anos de experiência na chefia do executivo ao “delfim”. Aqui só tenho uma dúvida. Nuno Mocinha ou Elsa Grilo? Seja ele qual for, a futura oposição (que não será decerto esta) que se cuide, pois não terá novamente a vida facilitada pois a tarimba acumulada começa a ser muita. Vamos esperar para ver.

 

Finalmente uma palavra para o presidente eleito: promova a paz entre todos os cidadão, já que á moda do Zé de Mello, TODOS SOMOS ELVAS.

 

Jacinto César  

 

 


Tasca das amoreiras às 01:49
Link do post | Comentar | favorito
14 comentários:
De Zé de Mello a 14 de Outubro de 2009 às 07:31
Caro Jacinto Cesar,


hoje "roubou-me" as ideias! :) Ao igual de V. Exa. também este Velho Conselheiro pensa que Rondão deixará no último ano a Presidência para que brilhe o sucessor/a. 



De Anónimo a 14 de Outubro de 2009 às 09:28
Como os meus amigos estão enganados!...
Rondão Almeida não vai deixar nanhum mandato a meio e quem quiser ser presidente tem que trabalhar para isso.


De Anónimo a 14 de Outubro de 2009 às 09:31
Mas que mania!
Elsa Grilo já disse muitas vezes que não quer ser Presidenta da Câmara.
Deam uma oportunidade ao Nuno Mocinha que desde o primeiro mandato anda com ambição do lugar.


De Anónimo a 14 de Outubro de 2009 às 11:03
"Deam" claro que "deam". Não sei onde aprendeste português mas é melhor voltares à escola.


De Um Elvense em Lisboa a 14 de Outubro de 2009 às 12:19
Estou a ver que o Rondão tinha aqui mais um fã.
Mas que fez ele para os seus alunos que acabam o estudos e nada encontram para fazer?
 Aproveitar os passeios oferecidos pela Câmara à praia? Visitas de estudo às obras da Câmara?
 Será que não têm uma porta aberta para comportamentos desviantes?
 A Câmara não pode fazer tudo, mas terá que ter a sua quota parte de responsabilidade para a estagnação da cidade. Veja-se por exemplo a fuga de muitas pessoas da cidade para procurar outros horizontes nos últimos tempos porque a cidade não lhes dá oportunidades.
Não digo com isto que os outros dessem essas oportunidades, digo que o presente é que não o fez nestes anos todos no poder.Quando a possivel ida da Pt para criar aguns postos de trabalho serve como bandeira de trabalho feito, está tudo dito.


De Um Elvense em Elvas a 14 de Outubro de 2009 às 16:21
A tua linguagem de "Lisboeta" falso é tipicamente Portinholeira.
Parabéns por continuares na mesma burrice.
Daqui a 4 anos até o Manel António pelo PS vos ganhava as eleições!
Continuem.


De Um Elvense em Lisboa a 14 de Outubro de 2009 às 22:38
Já estão como o Salazar: Quem não é por nós é contra nós.
É burrice dizer-se que a cidade está não só parada, como estagnada? Estou a dizer alguma mentira? Têm os jovens oportunidades de emprego? Foram criadas ou levadas pela Edilidade empresas para a cidade? (Sem falar na PT é claro)
É burrice dizer que a desertificação na cidade é um facto?
Alguma responsabilidade terá que ser apontada ao Edil, mas nunca aos "portinholeiros" (seja o que isso for), porque há 16 anos que ocupa a cadeira do poder.
Mas não é por chamar burros aos que têm opinião diferente ao estabelecido, que ficam com a razão.
Mesmo com linguagem de "lisboeta" não deixo de gostar da minha cidade, e de ter pena do status politico que aí foi estabelecido.
Ah! e não menospreze o sr. Manuel António porque ele é mesmo boa gente.  


De Anónimo a 16 de Outubro de 2009 às 09:38
Vai te catar!
Ainda bem que continuam na mesma.
Felicidades para terem o mesmo resultado daqui a 4 anos.
Já vi que não precisam da minha ajuda para se continuarem a afundar.
BURRO!


De AVO ZE a 16 de Outubro de 2009 às 08:16
É facto que O Zé não conseguiu o objectivo, que era simplesmente ter neste mandato 7-0, e embora tenha levado 1-0 em Vila Boim , não sei se na realidade o golo não foi com sentido, mas a realidade está muito próxima do texto, embora como não comprometido, considero que o título que se lhe aplica que nem uma a luva, é o de ANIMAL DE TRABALHO, e é por isso que têm obtido os resultados que só o dignificam a ele e à cidade. se todos lhe seguirem neste comportamento o exemplo, de certo ELVAS e os ELVENSES, vencerão a crise. Quanto aos comentários, neles está contido o NOSSO PROBLEMA COM ELVENSES, discutir fora os defeitos e os erros, em vez de PROPAGAR AS VIRTUDES, força JACINTO


De Someone a 17 de Outubro de 2009 às 00:53
Boa noite.

Já à algum tempo que sigo este blog, no entanto sem fazer qualquer tipo de comentário. Como já não habito em Elvas, achei por bem tentar perceber o que se passa por ai.
Pois bem, é com imensa pena que posso verificar que tudo está na mesma. Andei a folhear os panfletos das autárquicas e devo dizer que fiquei completamente boquiaberta. Mas que raio de oposição era aquela? Ai assim de certeza que não o tiram de lá! Mas será que o Sr.Presidente conseguiu comprar 70 e poucos % da população do concelho de Elvas? É certo que tenho notado muitas mudanças na cidade... mas... são mudanças que apenas de "vêm" e que não se "provam". Se o Sr.Presidente gosta tanto do povo elvense, porque é que não começa a dar o nome de cada cidadão a cada rotunda, a cada rua, a cada "Coliseu"? Sim... o coliseu ter o nome "Rondão de Almeida" é no mínimo ridículo... poupem-nos! Enfim, apesar disto e face a a oposição era lógico que esta Câmara de "tachos" e, porque não, "panelas" (algumas delas de dimensões macroscópicas), iria vencer.
Gosto muito da minha terra natal, mas voltar é impossível. Emprego? Sim? Onde?

Com os melhores cumprimentos à gerência deste blog

Continuem


De Tasca das amoreiras a 17 de Outubro de 2009 às 02:44

Cara Someone


 


Fico satisfeito por saber que mesmo estando longe da terrinha se vai interessando pelo que se passa aqui. Agradecido por saber que nos vai lendo.


Quanto ao assunto que a levou a escrever, que lhe posso eu dizer que não saiba já? O problema reside em compreender o fenómeno.


Continue a escrever.


Jacinto César



De Anónimo a 17 de Outubro de 2009 às 13:02
este fala como se o rondão não tivesse ido a eleições... no tempo dele é que era sempre a mesma familia a ocupar estes cargos. a tua caganeira é ser um homem do povo ao qual o povo deu 5 maiorias absolutas a governar o nosso concelho. sempre podes ir viver p outro lado. talvez para a coreia, venezuela, cuba ou assim... sao radicais de esquerda, tu es radical de direita e agora ate se juntaram em elvas... não vais notar diferença nenhuma! boa viagem


De Someone a 17 de Outubro de 2009 às 17:42
É de lamentar que não tenha conseguido compreender a parte do "não puder voltar a Elvas". Não se trata de ir lá para fora, trata-se simplesmente de não se puder voltar a uma cidade que não oferece condições de empregabilidade para pessoas que andam 5 anos a tirar uma licenciatura na área das novas tecnologias. Com certeza não deve saber o que isso é.

Cumprimentos


De Alto da Praça a 11 de Fevereiro de 2013 às 14:35
Não podia estar mais de acordo.... 


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs