Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

A Avenida de Badajoz e as zebras

Algo de mal se passa na Av. de Badajoz com as zonas de travessia de peões.

Diz o Código da Estrada que as zonas para travessia de peões de qualquer via rodoviária devem ser assinalada por sinalização (passe a redundância) vertical e horizontal. A vertical consta das vulgares tabuletas que advertem os automobilistas da proximidade duma zona de travessia. A horizontal consta de duas linhas perpendiculares ao eixo da via preenchido o espaço entre elas por linhas oblíquas, vulgarmente chamadas zebras. Qualquer condutor deve obrigatoriamente dar prioridade aos peões quando estes se encontram já a atravessar a zebra ou que manifestem a vontade de a atravessar. Até aqui penso que não há discussão.

O segundo processo para o atravessamento de uma via, consta de duas linhas paralelas e perpendiculares ao eixo da via protegidas por semáforos de fecho periódico e automático ou por botões colocados nos postes dos semáforos e comandados pelos peões. Aqui penso que também estão todos de acordo.

Vejamos então o que se passa na Av. de Badajoz. Até há uns dias atrás havia o primeiro sistema (os das zebras mais a sinalização vertical) em funcionamento. Este obedecia ao Código da Estrada. Acontece que, como todos sabemos que os condutores “bem educados” passavam pelas zebras sem levarem em conta os direitos dos peões e assim aconteceram vários acidentes, alguns dos quais com consequências fatais.

Resolveu a Câmara colocar semáforos com sensores de velocidade para refrear a fúria de alguns condutores. Só que … saiu asneira. E porque?

Vejamos um exemplo. Um veículo circula na referida avenida a uma velocidade dentro dos limites da lei. Aproxima-se de uma passadeira de peões com o semáforo verde e continua o seu andamento. Ao mesmo tempo um peão atravessa a ZEBRA que lhe dá prioridade sobre os veículos automóveis. Dá-se o acidente! Quem é o culpado? Ninguém, porque tanto o veículo como o peão estavam ambos a cumprir o código da estrada. E como descalçar uma bota destas? Pela lei não sei. O que sei é que o sistema é que não obedece à lei. Se há semáforos não há zebras e se há zebras não pode haver semáforos. Como resolver então a situação? De duas maneiras. A mais simples será acabar com as zebras e substitui-las por duas linhas paralelas em coexistência com os semáforos. Se quiserem manter as zebras então terão que retirar os semáforos e colocá-los entre zebras para refrear a velocidade dos veículos. Assim é que não.

Fica este assunto à consideração dos técnicos camarários.

 

Jacinto César

  

 


Tasca das amoreiras às 23:14
Link do post | Comentar | favorito
17 comentários:
De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 00:08
É pá desta vez o senhor tem razão!

 


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 09:49
Se entrarmos numa batalha jurídico-legal sobre as pinturas no piso da Avenida de Badajoz, nunca mais saímos de lá.
Será melhor ser pragmático:
- com semáforo, cada pessoa que quiser atravessar a avenida carrega no botão, espera que o seméforo passe a verde para peões e a vermelho para veículos, e atravessa com segurança;
- sem semáforo e apenas com passadeira, o peão manifesta intenção de atravessar, espera que os carros parem e atravessa, ainda assim, com cuidado na segunda faixa de rodagem.
Se o objectivo é ajudar, devemos ser pedagógicos.
Se o objectivo é confundir, o texto do senhor professor Jacinto César está bem bom.


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 09:14
A sondagem mais recente é da Universidade Católica, para RTP, Antena 1, DN e JN. Resultados:
PS 38%
PSD 30%
BE 11%
CDS 8%
CDU 2%
outros 2%
Jacinto César e António Venâncio podem decretar três dias de luto, neste blogue, a partir de segunda-feira.


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 11:22
Julgo haver aqui um lapso.
A sondagem dá à CDU 7% e não 2% como foi escrito.
No resto, creio que o comentário é aceitável.
Podemos concordar ou não, mas o que está escrito está com fundamento.


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 09:57
Reina o desalento para os lados do MUDE, em Elvas.
O cenário está negro.
Para as Legislativas, o PSD de Simão das Dores perde o primeiro lugar para Sócrates, o CDS de Tiago Abreu perde a luta pelo terceiro lugar e o PCP das simpatias de Francisco Vieira afunda-se no mano-a-mano com Francisco Louçã.
O MUDE desejava ter um grande impulso em 27 de Setembro, para minorar danos em 11 de Outubro.
Sendo assim, o panorama para as Autárquicas está cada vez pior.
Rondão soma banhos de multidão: relvado em Santa Eulália, circular, D. Manuel, relvado na Terrugem, etc.
Simão, Cabaceira, Abreu e Vieira, acastelados na sede MUDE, vêem passar as multidões e nem por perto lá andam.
Desenha-se, de novo, o cenário habitual de Eleições Autárquicas no Concelho de Elvas, nos últimos 16 anos. 


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 11:28
Um bom tema de debate para este ou outro blogue é fazer a pergunta:
- O que acha que vai estar em causa, no concelho de Elvas, nas eleições de 11 de Outbro?
Depois, se cada um responder com a cabeça e não com o coração, talvez se lessem opiniões interessantes e esclarecedoras. 


De Tasca das amoreiras a 25 de Setembro de 2009 às 11:58

Caro Jacinto


 


Tens toda a razão, mas há ainda um outro pormenor que, provavelmente por não teres passado no local, te passou despercebido. Entre o Hotel D. Luís e a Escola Secundária, existe uma travessia de peões sinalizada com a referida zebra, curiosamente esta travessia, habitualmente muito utilizada quer pelos alunos da Escola principalmente nos horários de entrada e de saída, quer pelos clientes do Hotel D. Luís, quer ainda pelos frequentes grupos de turistas que alise alojam e invariável mete atravessam a Avenida para ir fazer o “boneco” dos arcos, ficou de fora da protecção por semáforos.


Não percebi qual o fundamento desta excepção.


 


António Venâncio



De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 12:17
Senhor professor António Venâncio:
Tenha calma. O senhor anda inquieto com as sondagens do seu PSD da dra. Ferreira Leite.
As passadeiras da Avenida de Badajoz, junto ao Tif-Taf e do Hotel D. Luís, também vão ter semáforos.
A montagem prossegue depois da semana do São Mateus.


 


De Tasca das amoreiras a 25 de Setembro de 2009 às 13:16

Caros anónimos


 


Parece que todos andam nervosos por alguma coisa e que lhes tolhe o pensamento.


Sobre o assunto das zebras quero acrescentar mais umas coisas.


Todos os dias circulam naquela avenida uns milhares de carros. Ponto assente.


Todos os dias atravessam aquela via uma montanha de gente. Indiscutível.


As probabilidades de acontecer um acidente são muito grandes (os números anuais dão-nos essa indicação).


Pergunto então:


1 – se houver um atropelamento na zebra que é que é o responsável?


2 – a companhia de seguros do veículo causador do atropelamento irá pagar alguma coisa ao atropelado, quando quem não está a cumprir a lei é a entidade responsável pela avenida?


3 – que é que vai ficar mal nisto tudo? O peão. Não restem dúvidas a ninguém pois todos nós sabemos como são as companhias se seguros.


4 – sei que não há cidadãos de 1ª e de 2ª, mas imaginemos que um dos muitos estrangeiros que cruzam a avenida de e para o Hotel D. Luís  é atropelado? Como é que se vai resolver um imbróglio destes? E se o dito for americano? Bem, então preparem-se para a bronca total.


 


Mais uma vez repito, segundo o Código da Estrada não podem coexistirem zebras e semáforos. Agora cada um pense e diga o que quiser. E não me venham com a ladainha de que aqui há política no assunto.


Pensem somente que é um vosso familiar a vítima. Que fariam?


 


Jacinto César



De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 13:57
Pode ter razão. Mas não sei se tem.
Os técnicos que estudem e digam se sim ou não.
Se tiver, que se corrija. Se não tiver, assunto arrumado. 
de qualquer forma o senhor Vereador do Trânsito, José Bagorro, deve agradecer o alerta.



De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 14:29
Serenidade.
Não haverá, por exemplo na Avenida da República em Lisboa, mais carros a percorrer a via e mais peões a atravessá-la.
E os lisboetas não resolveram o problema.
Então qual a razão que nos leva (aos Elvenses) a colocar sempre em causa tudo o que se faz, a ver uma montanha de problemas, a considerarmo-nos uns atrasados mentais e a achar que estamos no fim de todas as listas.
Haja astral positivo!!!


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 14:49
"As probabilidades de acontecer um acidente são muito grandes"
Isto foi escrito pelo senhor professor Jacinto César.
Solicito ao outro tasqueiro, senhor professor António Venâncio, na sua qualidade de docente de Matemática no ensino secundário, que calcule e nos elucide qual é a probabilidade de acontecer um acidente, como foi descrito.
Num ciência exacta como a Matemática, a probabilidade é um número entre zero e um.
Essa coisa de probabilidades "muito grandes" só na imaginação fertil do prof. César...


De Tasca das amoreiras a 25 de Setembro de 2009 às 15:33

Caro anónimo ignorante de matemática


 


As probabilidades podem ser apresentadas na verdade entre 0 e 1, mas também em percentagem.


No primeiro caso, 0,99 é uma probabilidade enorme que em percentagem corresponde a 99 %.


Assim sendo meu caro acho bem que comece a estudar matemática. Um ignorante convencido que é esperto é das espécies mais nocivas que há.


 


Jacinto César



De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 16:35
Meu caro professor Jacinto César:
O senhor pode não ser ignorante em Matemática, como arrogantemente me chamou, mas acaba de demonstrar que falha em assunto básico desta ciência.
Peça ao professor Venâncio e ele lhe explicará que uma percentagem, entre 0% e 100%, é igualmente um número entre zero e um.
Julguei que soubesse.
Mas nunca é tarde para aprender.
Parece-me, porém, mais grave que um professor, da área técnica do ensino secundário, possa desconhecer isto.
Mas esse problema não é meu; é dos seus alunos e dos respectivos encarregados de educação.
Cumprimentos.
Um Estudioso Modesto da Tabuada.


De Tasca das amoreiras a 25 de Setembro de 2009 às 16:55

Caro anónimo “especialista” em matemática


 


Tem toda a razão: a probabilidade pode também variar entre raiz quadrada de 0% e raiz quadrada de 10.000%. Mas se quiser também pode ser entre raiz quadrada de 0 e raiz quadrada de 1 ou ainda entre 0x10 e 10 elevado a 0.


Os meus cumprimento matemáticos


 


Jacinto César



De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 14:32
E se o atropelado for um ucraniano sem documentação?
E se for da Indonésia, com passado repressivo em Timor?
E se for um esquimó, perseguido por um urso polar?
Oh, senhor Jacinto César! Ajude a solução, deixe de parte essa sua queda para carregar do lado dos problemas.


De Anónimo a 25 de Setembro de 2009 às 16:07

Siga o link

http://aaiii.blogspot.com/2006/11/afinal-h-ou-no-prioridade-nas.html (http://aaiii.blogspot.com/2006/11/afinal-h-ou-no-prioridade-nas.html)


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs