Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

O voo AF 447 – 2ª parte

Nota prévia:

 

Pelo facto de não gostar nem perceber nada de aviões, hoje resolvi ir passar o dia a Lisboa a vê-los e aprender alguma coisa sobre as gloriosas máquinas voadoras. Aterrei no Parque da Nações para assistir ao Festival Aéreo comemorativo do Centenário da Aviação Civil em Portugal.

Deram-se verdadeiros espectáculos de bem pilotar com uma grande dose de maluquice. Um “hermano” nosso foi uma vedeta entre as vedetas, ao ponto de nos por tontos mesmo estando a pisar terra firme.

Os Asas de Portugal estiveram ao nível habitual: EXCELENTES.

Deixo-vos aqui uma fotografia das centenas que fiz.

                         

 

O voo fatídico:

 

O único comentador que quis dar a sua opinião séria, pôs aqui um problema que a NASA já levantou e que diz respeito ao facto do avião ter sido atingido por um pedaço de “lixo espacial”. Não é de todo em todo impossível de acontecer, apesar de haver dois contras e que são:

1 – A maioria do lixo espacial e que se compõe de satélites abandonados, por estarem obsoletos ou por avaria, vão tendo órbitas cada vez mais baixas até que entram na atmosfera. A não ser em casos excepcionais a quase totalidade dos restos desintegra-se. De vez em quando lá vem por aí abaixo um bocado de maiores dimensões que nem o atrito nem as altas temperaturas conseguiram acabar com ele. São raros os casos. Mas vamos imaginar que de verdade houve um caso destes;

2 – Acontecendo isto, quais seriam a hipóteses de acertar em cheio no avião? Penso que, estatisticamente falando, era mais fácil acertar duas vezes seguidas no Euro milhões. Mas no entanto é uma opinião como qualquer outra enquanto não se souber o que aconteceu.

Se consultarem na Net os sites mais vulgares sobre OVNIS, ficam a saber que a opinião deles é que houve um choque entre o avião e uma nave extra terrestre.

 

Uma coisa já se sabe: o que quer que tenha acontecido foi repentino e que fez o avião desintegrar-se no ar. Este modelo de avião tem 4 compartimentos onde são preparadas as refeições e que se distribuem ao longo da cabine dos passageiros. Cada compartimento destes tem dois assentos rebatíveis que se destinam aos tripulantes de cabine aquando da descolagem e aterragem e em períodos de turbulência. Já foi encontrada uma “parede” de uma dessas cabines com os dois assentos na sua posição habitual. Ora isto significa que a tripulação de cabine nem teve tempo de se sentar e apertar os cintos.

Na minha modesta opinião, continuo a pensar que o problema se deu no cokpit.

Há opiniões de que houve uma falha geral de energia, mas no entanto, esta não faltou ao emissor que foi enviando as mensagens automáticas durante 4 minutos. Mais, a falha total de energia não atira com um avião abaixo. Lembremo-nos do caso relativamente recente de um avião canadiano que a meio do Atlântico ficou completamente “off” e o piloto conseguiu manter o avião no ar em sistema de planagem até aos Açores onde aterrou.

Continuaremos a seguir o dramático caso, que para uma pessoa como eu que tem uma grande paixão por estas máquinas, e ver o desfecho (se é que vai haver algum).

 

Jacinto César

 

Tags:

Tasca das amoreiras às 00:30
Link do post | Comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 15 de Junho de 2009 às 14:24
Uma má figura qualquer um faz.
Mas para insistir na má figura já é preciso ser teimoso. Há quem diga "ser burro".
Oh, Jacinto César!...


De JB a 15 de Junho de 2009 às 22:13
E pronto comentários para quê? São, como eu lhes chamo, as almas penadas dos comentários.


De Anónimo a 16 de Junho de 2009 às 08:24
Paulinho Portinholas, no seu blogue da má-língua, admite ser possível encerrar o blogue em Outubro, depois de uma vitória eleitoral.
O homens faz contas a um triunfo de Simão Dorido, na coligação dos desterrados.
Eles MUDEm muito, eles MUDEm muito, eles MUDEm muito, mas não ganham nada.
Ai, Paulinho, ai, ai!
Ainda vais ter muito de dar ao dedo.
Muuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito, mesmo muito.


De Anónimo a 16 de Junho de 2009 às 11:08
Já cá faltava o Paulinho Portinholas.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs