Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sexta-feira, 6 de Março de 2009

Revolta

Por favor, digam-me que não sou burro e que estou a ver as coisas bem. Se de verdade assim for, preferia mesmo ser burro.

Vejamos então: a Galp e a EDP tiveram ambas lucros por volta dos mil milhões de euros e eu pasmo por dois motivos:

1-      Além destas duas empresas (estratégicas) e mais algumas que eram do estado, foram privatizadas. Quer isto dizer que todas as empresas que antes eram do estado e davam lucro passaram para as mãos de privados. Mais, todos estes lucros que poderiam entrar nos cofres do estado estão a repousar nos bolsos de alguns. É o liberalismo total. O mesmo caminho devem levar um dia a CGD (já se anda a falar no assunto) e a TAP (que será também privatizada quando estiver com as finanças saneadas). Quer isto dizer que mais dia, menos dia, o estado ficará unicamente com as empresas que dão prejuízos crónicos que nós muito obedientes e bons cidadãos continuaremos a pagar pacificamente!

2-      Duas perguntas muito inocentes que gostaria de fazer: porque é que tanto a Galp como a EDP aumentam respectivamente os preços dos combustíveis e da energia eléctrica com as cotações do petróleo baixas? Será que o governo não pode meter na ordem tais empresas e estabelecer preços administrativos como foi feito na Madeira?

Pronto, já sei! Sou eu que sou mesmo muito burro e não entendo mesmo nada destas coisas.

Com um tal estado de coisas, como é que posso gostar dos políticos? E quando me estou a referir aos políticos, não é só aos actuais, mas sim a todos os anteriores que a pouco e pouco foram depauperando o nosso país.

Estou revoltado!

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 22:24
Link do post | Comentar | favorito
21 comentários:
De Anónimo a 6 de Março de 2009 às 22:48
Jacinto César para o Ministério da Economia, já!
Renderia mais aí, do que professor na escola secundária.


De Anónimo a 6 de Março de 2009 às 23:27
Está revoltado?

Não está sozinho.Tem alguns milhões de bons portugueses na mesma situação.Não tenha muitas
dúvidas sobre isso.

O que devemos fazer?

Criar um movimento de revolta que se chamará o
"Movimento do BASTA".

BASTA tanta política de mentira...
BASTA serem sempre os mais pobres a pagarem
a crise...
BASTA tanta mediocridade...
BASTA tanta insegurança...
BASTA tanto "amanhanço"...
BASTA tanto desrespeito pela Democracia...
BASTA tanta corrupção...
BASTA...BASTA...BASTA...MIL VEZES,BASTA...

( Este movimento deverá ir para a rua
o mais brevemente possível.Os participantes
deverão ir vestidos de preto com uma corda no
pescoço.A corda deverá ser pintada de vermelho
simbolizando o sangue dos portugueses,coisa que,
apesar de tudo,ainda não conseguiram fazer mudar
de cor.)

Agradece-se que se faça correr pelo País,de norte a sul,de este a oeste,do continente às ilhas,este BASTA
de revolta,este BASTA de repúdio,este BASTA de sofrimento,este BASTA que brota das entranhas de
um Povo cada vez mais mártir e desrespeitado.



De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 00:33


Eu vou participar no "BASTA".
BASTA que me digam quando,como e onde se
fará a concentração.

Apesar de já me sentir velho para grandes folias,
ainda terei forças para gritar bem alto :-BASTA!!!

Gritarei até que o peito me doa.Gritarei...porque
esse grito de revolta talvez consiga despertar as
boas consciências deste País onde vivêmos,onde
mal vivemos mas que queremos melhorar para
que os nossos netos nele vivam com maior dignidade.

Vamos engrossar este movimento.

Para isso BASTA enviar mensagens para os "blogs"
que se conheçam e dizer :- BASTA...MIL VEZES
BASTA!!!

" O JUDEU "


De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 09:25
Eu adiro ao BASTA de tranta merda nos blogs.
Basta, basta, cambada de loucos.


De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 11:35
Ó 1º anónimo !!!! Mandas bojardas mas és mesmo BURRO !!!!!!!!!!!!! O CÉSAR FALA NA GALP E EDP E FALAS EM MINISTRO DA ECONOMIA... NÃO DEVIAS FALAR EM MINISTRO DA ENERGIA ??????

É só iluminados....

PS - Se o Venâncio ouve falar nessas coisas da energia... psssssssss falem baixinho, se não vem ai mais um testamento sobre energia....


De Tasca das amoreiras a 8 de Março de 2009 às 11:09
O ilustre anónimo não acha que não devemos tratar das coisas da energia? Pois olhe devo dizer-lhe que considero ser um problema que, muito provavelmente, vai dificultar a retoma económica se, todos nós, não o encararmos de frente e tomarmos a, e ajudarmos a tomar algumas medidas.
Fique sabendo que estou a tratar de mais um ou dois “testamentos”, como lhe chama, para chamar a atenção para desperdícios e oportunidades.

António Venâncio


De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 14:49
Eu adiro.
BASTA


De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 15:08
Eu sou mais um que diz Basta só que, também temos que dizer basta á privatização (CONCESSÃO) da água em ELVAS, PORQUE VAI SUCEDER O MESMO QUE NA GALP E EDP vai dar lucro, que é o objectivo do investidor como é obvio.


De Anónimo a 7 de Março de 2009 às 18:28
Isto vai sempre dar ao mesmo! Queixam-se de quem manda no governo, nas Câmaras, nas empresas grandes, nas empresas pequenas, no bairro, na taberna do lado... mas depois vêm aqui dizer as maiores patetices e na vossa vidinha insignificante do dia a dia não têm peso nenhum. Alguns dos que criticam tanto os outros até são as mulheres que lhes dão ordens todos os dias, que têm que tirar os sapatos antes de entrar em casa, que não podem ressonar senão dormem no sofá.
Têm vidinhas de merda e só são valentes a dizer mal dos outros nos blogues, nas tabernas, nos cafés, e onde calha. Desgraçados... Se vocês tivessem algum valor não estavam a fazer o que estão.


De Inspector Elvense a 7 de Março de 2009 às 17:58
Certamente que é esse tipo de politicas que se dispensa! Mas que cada vez mais são utilizadas, e a pergunta deve ser... Quem realmene lucra com as privatizações?.
Penso que so por si, e sejam quais forem as respostas, algo é certo.
O conceito de democracia está completamente distorcio!


De Anónimo das 22:54 a 7 de Março de 2009 às 22:55
Um BASTA é bom, é verdade, mas talvez não chegue.
Os politicos deste país estão demasiado habituados à politica do facto consumado, à nossa aceitação crónica de tudo e de mais alguma coisa.
Se tivemos uma ditadura, foi porque uma enorme maioria sucumbiu às mãos de uma minoria activa, persistente, sagaz.
Se tivemos uma revolução, foi porque mais uma vez uma minoria soube contrariar o comodismo de uma maioria gasta, velha e acomodada.
Não tenho nada contra os politicos de sofá, que é papel que todos os escritores e leitores de blogs estão fazendo aqui, neste preciso momento. ( eu incluido )

Alguém acredita sinceramente que o problema está só naquela meia dúzia de cabeças mal iluminadas que nos governa ?

O sistema ( como no futebol ) é mais real na politica do que em qualquer outra área.
Mas na politica tem outro nome: Corrupção.

Portanto, o BASTA é bom.
Mas não chega.
E pergunto:

O QUE SERÁ NECESSÁRIO CADA UM DE NÓS FAZER, PARA QUE DEIXEMOS DE SER A MAIORIA ESMAGADA PELA MINORIA CORRUPTA ?





De Gaiato alentejano a 7 de Março de 2009 às 23:43
Isto é normal, Sr. César. É mais uma consequência da vaga neoliberalista que houve até a crise actual. Segundo essa teoria, o mercado funciona melhor sem a intervenção do Estado. É por isso que se fizeram as privatizações e o défice orçamental do Estado pôde ser equilibrado com as receitas de quem compraram essas empresas privatizadas. Mas é claro, enquanto empresas privadas, elas podem fixar os preços que queiram e os benefícios vão para aqueles grupos empresariais que as compraram. É tão simples quanto isso. Se, além disso, não há verdadeira concorrência porque as empresas que comercializam os carburantes, na prática actuam como um "cartel", então, está certo, estamos feitos!

A crise veio pôr acima do tapete que afinal a intervenção do Estado na economia não era assim tão má como alguns diziam. O Barack Obama está agora a implementar uma política económica de tipo keynesiano , investindo em obras públicas, mantendo o poder de compra das famílias, as prestações por desemprego e ajudando empresas à beira da falência de forma a evitar a queda do sistema económico e financeiro.

O que já não percebo é como o Sr., que tem defendido muitas vezes opções que eu acho pessoalmente muito conservadoras, agora venha a se queixar disto. Os partidos de centro-direita como o PSD ou o CDS/PP, com os quais parece alinhar segundo posso conferir dos seus escritos, defendem exactamente isso. Lá temos a Manuela a dizer não a qualquer investimento que o actual Governo quer fazer, como é o caso do TGV. Mesmo o PS não se pode dizer que seja verdadeiramente um partido de esquerda, porque as políticas são as mesmas que faria o PSD, por exemplo, tirando um verniz mais "esquerdista" em alguma proposta que não deixa de ser um canto de sirene para que caiam alguns incautos.

Não parece, portanto, segundo o meu ponto de vista, muito coerente defender por uma parte posições conservadoras e ao mesmo tempo se queixar da falta de regulamentação por parte do Estado numas empresas que actuam num mercado livre. Sem mais nem menos. Ou se aceita o pacote inteiro ou não.


De Tasca das amoreiras a 8 de Março de 2009 às 00:27
Caro amigo Gaiato Alentejano

O meu caro amigo conclui e conclui muito bem no que a mim se refere. É verdade que sempre me senti muito próximo do CDS (não PP) e dos princípios ideológicos que então se defendiam e que eram os da Democracia Cristã, baseados em parte na doutrina social Cristã. Se é certo que então era um partido algo conservador, de liberal tinha muito pouco. De qualquer maneira havia na sua doutrina esse conservadorismo que não me agradava demasiado, sendo esse um dos motivos pelo qual nunca fui filiado e ao mesmo tempo serviu também para não ter que vender a minha consciência. É essa liberdade intelectual que me permite hoje criticar o que critico. Nunca fui a favor do Estado patrão, mas sempre defendi que este mantivesse nas suas mãos empresas de sectores estratégicos como aquelas de que falei.
Mas o que hoje nós ouvimos é um discurso paradoxalmente de esquerda por parte das cúpulas do PP e principalmente do seu líder e um discurso ultra liberal por parte do Partido Socialista. Parece que os papéis se inverteram. Não é que discorde da actual doutrina do Partido Popular, apesar da sua prática populista. O que discordo fundamentalmente é com a política corporativista do PS, política essa de fazer inveja ao Dr. Oliveira Salazar. Nem menos, o líder do PS conseguiu transformar em realidade o sonho dos políticos do Estado Novo. Nunca no tempo da “outra senhora” o poder se permitiu que se chegasse ao estado em que as coisas estão, para já não falar em corrupção.
Como vê, as coisas não mudaram assim tanto e o que mudou foi para pior. Podemos falar livremente? Sim senhor! E que ganhamos com isso? Nada!

Jacinto César


De Anónimo a 8 de Março de 2009 às 11:33
É Pá porreiro! estava assustado pelo post parecia que eras a favor da estatização da economia e verifiquei que não ou parece-me que não.
O pior das empresas estatais é que normalmente as regras porque são administrada não têm nada a ver com gestão pura e dura mas sim, com decisões politicas e aí é que está o busílis da gestão publica, eu administro e outro dá os palpites de como eu devo fazer e acaba por dar merda PREJUÍZO que pagamos todos aqueles que pagam impostos.


De Julio a 8 de Março de 2009 às 01:23
Queria dar os parabens a esta gente boa:
Rádio ELVAS entregou verbas da Gala do 8º Aniversário à APPACDM
A SER – Sociedade Elvense de Radiodifusão, proprietária da Rádio ELVAS, entregou ao início da tarde desta sexta-feira, nas instalações da APPACDM local, o cheque correspondente à verba realizada com a Gala do nosso 8.º aniversário, realizada na noite do passado sábado no Coliseu Rondão Almeida.

Em representação da direcção da SER, Manuel Carvalho entregou o cheque de 4031 euros, montante obtido depois de deduzidas as despesas inerentes ao evento.

Tal como já havia feito no Coliseu, o presidente da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental em Elvas, António Escarduça, voltou a agradecer à Rádio ELVAS a disponibilização desta verba, que "em muito vem ajudar as necessidades quotidianas da instituição”, actualmente a ombros com a construção do lar-residencial e das residências autónomas para alojar deficientes



De Anónimo a 8 de Março de 2009 às 02:33
3500 pessoas a 5 euros dão 17500 euros. Deram pouco mais de 4000 à APPACDM, pelo caminho ou ficaram mais de 13000 euros ou houve as habituais borlas da Câmara. A conclusão é fácil, como dizia um célebre primeiro ministro é só fazer as contas! O Manel esse enriqueceu de certezinha.


De Anónimo a 8 de Março de 2009 às 12:51
Para a Polícia não foi de certeza. Esses foram nas horas de folga e à borla.


De Anónimo a 8 de Março de 2009 às 13:04
Todos temos direito à indignação.Até já Mário Soares
o dizia há alguns anos.
Portanto, basta de tantos atropelos à dignidade dos portugueses.Também alinho no BASTA.
Basta o que se passa a nível de Elvas e de Portugal.
Um elvense e português muito descrente e amolado
dia a dia.


De anti burro a 8 de Março de 2009 às 21:17
nao sabes fazer contas?
és um cromo?
3.500? só se ja estavas bebado e viste a dobrar?mas como nem lá foste os teus euros e os dos teus amigos da ma lingua ficaram no teu bolso e nao foram para APPACDM.
nem 2.000 foram vendidos pq há sempre quem não pague e fique á frente.
Como nunca terás hipoteses de organizar nem q seja o baile dos mastros dos santos populares, nunca vais saber quanto custa organizar uma gala.
se algum dia organizares uma festa na tua garagem, onde possas ter alguem, vem cá diz quanto achas q pode custar montar uma gala.
se sabes fazer melhor, faz tu uma gala e ve se das mais do que estes deram.
analfabetos hà muitos sor Jacinto, tire estes lixo da Tasca.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs