Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

Aljubarrota e a oposição em Elvas

A história da batalha de Aljubarrota pode-se contar em muito poucas palavras.

As tropas castelhanas avançavam em Portugal onde esperavam defrontar e esmagar o exército português, tal era a desproporção das forças. Valeu-nos a inteligência de Nuno Alvares Pereira, ao “puxar” o exército inimigo até ao local propício para a batalha que o pudesse favorecer. E assim aconteceu. A batalha deu-se onde os portugueses queriam e não onde os espanhóis desejavam e a vitória foi a que todos sabemos.

Podemos tirar como ilação desta história o facto de nem sempre os fortes pelo facto de usarem a força bruta conseguirem vencerem os mais fracos se estes usarem a inteligência.

Podemos usar este facto histórico como comparação com o que se passa na política partidária em Elvas. Temos fundamentalmente duas forças em presença: o poder que é forte e a oposição que é fraca. O problema não está na correlação de forças, mas na maneira como se combatem. Penso que a oposição ainda não entendeu que não pode combater o poder com as mesmas armas com o risco de serem esmagados. Para se combater a força é necessário a inteligência e isso é coisa que tem faltado á oposição. Têm feito a sua luta mas no campo do adversário e com as armas deste. Se quiserem resultados têm que transferir o “campo de batalha” para o terreno mais favorável. Assim só podem esperar uma derrota esmagadora como tem acontecido em eleições anteriores.

Um último conselho: lembrem-se da história de David e Golias.

 

Jacinto César     

 


Tasca das amoreiras às 16:46
Link do post | Comentar | favorito
15 comentários:
De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 17:21
Ora cá está o César que ofende os políticos, a provocar os políticos com mais este post para ver se tem comentários no blog.
Só se deixa levar quem quer.
Tchau.


De Inspector Elvense a 10 de Fevereiro de 2009 às 18:09
"As coisas claras, e o chocolate espesso"..
A oposição tem se arrastado numa linha de conduta que muitas vezes é ridicula e de efeitos nulos.
E depois assim não ha hipoteze... todos sabemos no que dão as maiorias absolutas.. em opressão da liberdade individual.
cumprimentos


De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 20:05
Este ainda é pior do que o outro que aqui andava e que não sabe português!
Se não sabes escrever não escrevas, vai primeiro para a Escola.
Não existe "tem se", escreve-se "tem-se".
O teu "ha" leva um acento no "a", ou seja, "há".
"hipoteze" não existe seu burro, escreve-se "hipótese".

Deves ter aprendido português com o César!
Que burranco.


De Inspector Elvense a 11 de Fevereiro de 2009 às 00:18
Es professor de lingua Portuguesa?
Decerto que não..
Talvez sejas é tão inteligente e dado a contribuir para a sociedade com tuas ideias que te sintas com moral para falar do que eu escrevo e como o faço! (miau)
Se torna evidente que nem es inteligente nem contribuies em nada para a sociedade.
Mas ai desse lado do pc deves ser um vaidosão espertinho, sempre desposto a achincalhar :)
por mim tas a vontade em responder´so me fazes as delicias :)


De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 09:27
Atrasado mental!


De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 18:58
O campo de batalha da oposição portinholeira resume-se aos blogs; que forma mais cobarde!

Depois queixem-se


De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 19:05
Deves pensar que mandas na oposição de Elvas... Quando o Tiago se juntar ao PSD e à ADE nas próximas eleições vais ver como se pia mais fino! Terás que engolir o teu ódio ao Tiago!


De Gaiato alentejano a 11 de Fevereiro de 2009 às 01:12
Sr. César;

Para além do paralelismo que queira estabelecer entre uns determinados factos históricos e certas situações na política municipal elvense actual que não vou comentar, simplesmente queria dizer que é preciso ser o mais exacto possível quando falamos em questões históricas.

Começa por dizer, e muito bem, que as tropas castelhanas avançavam em Portugal nos tempos da batalha de Aljubarrota. Mas depois fala de "espanhóis". Como o senhor talvez saiba, é errado falar em Espanha nesta altura do século XIV quando Espanha não existia como entidade política. Falando com propriedade só se pode falar em Espanha como entidade unitária apartir do século XVIII, a Casa dos Bourbon nesse país. Por outra parte, Espanha não é Castela.

Nada me resta por dizer a não ser isso, mais do que nada porque num blogue como é este, um pequeno deslize pode ser muito grave, até porque como fica à exposição pública, as pessoas são muito dadas às críticas.

Continuo a lê-lo embora ache que não tem razão em algumas coisas e ideológicamente eu não me considere tão conservador como o senhor, mas gosto de comparar diversas opiniões nesta variada (e colorida) blogosfera elvense.


De Tasca das amoreiras a 11 de Fevereiro de 2009 às 01:52
Caro amigo

Como pode depreender não passou de um lapso, até porque anteriormente tinha escrito "castelhanos". É no entanto agradável verificar que há comentadores que na verdade lêm tudo muito bem.
Um abraço
Jacinto César


De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 08:44
Para esta nova batalha de Aljubarrota, que o senhor professor Jacinto César acha possível mais de 600 anos depois, fico com uma grande dúvida:
- Quem vai ser a padeira?...
Aceito sugestões.


De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 09:28
Mais um parvo que não tem nada que fazer.


De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 12:15
A padeira vai ser Nuno Mocinha a dar bordoadas no Tiago.


De megret a 11 de Fevereiro de 2009 às 12:45
Ora vão lá ver os primeiros resultados da investigação

http://megret.blogs.sapo.pt/614.html

Quando houver mais aviso

Qunto ao post em causa, estou farto de procurar e ainda não encontrei o Nuno Alvares

Continuo invetigando



De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 14:48
Parece-me que o professor César está, desta vez, do lado da razão.
A analogia à Batalha de Aljubarrota (14 de Agosto de 1385) é adequada.
Porque, pelo que tenho ouvido, há elementos vistos nas jantaradas de familiares e amigalhaços dos ADE-IR, que manifestam o propósito de partir para a agressão.
Ah, valentes!
Estão a chegar rapidamente ao estádio final: perdida a possibilidade de fazer valar a força da razão, pode sempre deitar-se a mão, em desespero de causa, à razão da força.


De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 17:56
Excelente o " façamos de conta" do jornalista Mário Crespo.
Escritos desta categoria fazem opinião e ajudam a optar nos momentos importantes que se avizinham no nosso país.
Obrigado ao "MEGRET". Deve continuar a fazer investigações.

" O Judeu"


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs