Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

O holocausto

Penso que a todos nós já aconteceu aquilo que de quando em vez me acontece. Por vezes ao ver na televisão um desafio de futebol em que as equipes nada me dizem e se uma delas é muito mais fraca em relação à outra, dou por mim e inconscientemente a torcer pela a inferiorizada. Outra coisa que se passa comigo e que já aqui manifestei mais que uma vez, é o meu fraquinho por Israel, apesar de alguns povos árabes também me caírem simpáticos.

Isto tudo vem a propósito de a semana passada o Papa ter “readmitido” um Bispo que tinha sido expulso da Igreja Católica e que costumava dizer em voz alta e para quem queria ouvir que não acreditava no HOLOCAUTO.

Que haja extremistas que o possam dizer, ainda o admito num contexto de paranóia anti-semita. Agora o Papa vir defender o Bispo é que não passa pela cabeça de ninguém, e a mim muito menos que sou católico.

Eu não sei se neste caso podemos somar 1 mais 1 e chegarmos a uma conclusão, mas que dá para desconfiar, lá isso dá. Julgo que todos, católicos e não católicos, têm muitas saudades do Papa João Paulo II, a quem nos habituamos ouvir sempre palavras de apaziguamento entre as várias religiões e o seu bom senso em lidar com questões melindrosas.

Acredito que o povo judeu tenha má fama em relação a tudo que diga respeito a cifrões e que façam por aí algumas patifarias. No entanto também acredito que não podemos confundir o individual com o todo, até porque tal como se passa noutros países e com outras religiões, nem todos os israelitas são judeus.

Sei que muitos não estarão de acordo comigo, mas convenhamos que os israelitas são um povo muito especial no que toca à defesa do seu país. Mais, confesso que por vezes tenho uma certa inveja por nós portugueses não sermos como eles. Por cá, mesmo que assim não o seja, tudo é mau e somos sempre piores que os outros povos. Só somos melhores se tivermos um carro melhor ou uma casa maior que o nosso vizinho, se ganharmos mais que o nosso companheiro de trabalho e coisas do género. Aí sim, pomo-nos sempre em bicos de pés. Confesso que tenho uma certa inveja do patriotismo (não confundir com nacionalismo) dos israelitas. Confesso que tenho uma certa inveja da sua coragem de enfrentarem tudo e todos, não passado de um país tão pequeno quanto o nosso. Confesso que por vezes tenho vergonha não do meu país, mas dos seus filhos.

 

Jacinto César  

 


Tasca das amoreiras às 21:20
Link do post | Comentar | favorito
8 comentários:
De Tasca das amoreiras a 7 de Fevereiro de 2009 às 22:28
O problema é mesmo esse, a inveja que muita gente tem do povo judeu. Essa inveja que em ti se traduz em admiração e em desejo que por cá tivéssemos a capacidade de realização deles, noutro é ódio por quem tem mais sucesso na vida.
O ódio de quem não descobriu ainda que "o dicionário é único sítio onde sucesso vem antes de trabalho" com dizia há dias um amigo.

António Venâncio


De Anónimo a 7 de Fevereiro de 2009 às 22:39
A INVEJA QUE MUITA GENTE TEM PELO POVO JUDEU

5 de Fevereiro de 2009 - 17:01 Manifestante atira sapato contra embaixador de Israel na Suécia
ESTOCOLMO (Reuters) - O embaixador de Israel na Suécia tornou-se a mais recente figura pública a virar alvo de um manifestante atirando seus sapatos.

Autoridades da Universidade de Estocolmo disseram que uma pessoa presente a uma reunião de estudantes convocada esta semana para ouvir o embaixador israelense Benny Dagan explicar a eleição que acontecerá nos próximos dias em Israel atirou um sapato contra o embaixador.

"Durante o seminário, alguém atirou um sapato no embaixador", disse uma porta-voz da universidade, Maria Sandqvist.

"Era uma organização estudantil que promoveu um evento e convidou o embaixador para falar sobre a eleição próxima em Israel."

Em dezembro passado um jornalista iraquiano atirou seus dois sapatos contra o então presidente norte-americano George W. Bush, quando este fazia uma viagem de despedida do Iraque.

Na última segunda-feira, um manifestante atirou um sapato contra o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, quando ele fazia um discurso na Universidade Cambridge, na Inglaterra.

O grupo estudantil Associação de Políticas Externas, em Estocolmo, divulgou em seu site um comunicado lamentando o incidente.

"A violência nunca é solução", disse o comunicado.


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 12:46
Não sei se abater bufos, Vendilhões e lambocas se pode considerar um Holocausto.
Porque se assim for em Elvas vamos ter um este ano.
2009 Holocausto em Elvas


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 17:39
Este Tiago Abreu mete nojo!
Nem há mais nada a dizer.
Basta ler bacoradas como a das 12:46. Nogento.


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 18:33
Olha olha
Parece que é só o Tiago que detesta Rondão
Olha olha!!


De Rolando Palma a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:42
O tema deste post é, sem dúvida, delicado, incomodativo até.
Explico porquê.
O holocausto é, enquanto facto, um facto histórico. Ponto final, parágrafo, travessão. Não há mas nem meio mas, ocorreu um conjunto de factos históricos, comprovados, da morte de milhões de pessoas em circunstâncias de autêntica barbárie, antes e durante um período de guerra que envolveu um grande número de países.
No entanto, a própria noção de holocausto já não é pacífica. Lembro-me sempre que a história que conhecemos é a história escrita pelos vencedores e a história da II guerra mundial, do nazismo e do holocausto não será, porventura excepção.
Mas onde entra o Papa Bento XVI neste contexto ?
Pessoalmente, sinto-me sempre perplexo quando observo que uma figura pública ( neste caso, o Papa ) consente em que a sua própria biografia oficial seja branqueada, embelezada ou ... suavizada.
Quando o tema óbvio da juventude do Papa vem à conversa, observem como o Vaticano relata o assunto ( podem consultar, basta aceder ao site do Vaticano ):

“Nos últimos meses da II Guerra Mundial, foi arrolado nos serviços auxiliares anti-aéreos”

A realidade no entanto, foi um pouco diferente:

“Em 1943, ele e todos seus companheiros de seminário são recrutados ao FLAK (esquadrão anti-aéreo do exército alemão)”

É assim tão importante “trocar” uma permanência de dois anos no exército alemão por uns singelos últimos meses, como refere a biografia oficial ? Creio que sim. É importante por não corresponder à verdade e é importante ainda por um outro motivo; quando o Vaticano explica este período da vida do actual Papa, utiliza estes termos

“A obediência às autoridades é também confirmada por São Paulo, em Rm 13,1: "Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus".

Aqui, confesso que entro em ruptura total.
Não, Não e Não.
A autoridade não vem de Deus, vem do poder político, seja ele qual fôr, seja qual fôr a ideologia, a autoridade até pode vir só da força das armas, de grupos de pressão... mas não vem de Deus, e que me recorde, esse argumento só foi utilizado ao longo dos tempos para legitimar o poder dos soberanos e garantir a obediência dos súbditos “crentes”.
Portanto, invocar a autoridade de Deus para legitimar o regime nazista e legitimar a obediência do soldado Ratzinger é ... demais.
Até posso tentar compreender que um Papa ( este ou outro qualquer ) possa tentar conciliar as divergências internas, perdoando bispos revoltosos ou sacerdotes progressistas. Mas não consigo compreender as pessoas que utilizam dois pesos e duas medidas.
Até porque – e ninguém adivinha o futuro – já imaginaram se um futuro Papa fosse um ex-militar chinês, daqueles que por acaso, também a obedecer ordens, tivesse participado no massacre da praça Tianannmen ?
O que constaria da sua biografia oficial ?


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 22:56
Esse Rolando Devia estar é Calado.
Vá vender chips para outro lado.


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 23:24
Andei a ver os Blogs e descobri que há um novo Cartão de Descontos em Elvas.
O Cartão 5000
É uma grande oportunidade para os tempos de crise.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs