Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Energia II

Abordámos aqui, há poucos dias, a questão da necessidade de produzir energia nos edifícios públicos, contribuindo com a sua quota-parte para a resolução do problema energético que se coloca à nossa sociedade. Voltamos hoje ao tema com o caso da Piscina Municipal.

Dispõe a mesma de aquecimento de água para a piscina coberta, que, ao que se pode avaliar pelo depósito de gás ali instalado, assenta num sistema de caldeira a GPL (Gás de Petróleo Liquefeito), com o dispêndio de energia fóssil que isso representa, e a consequente produção de CO2 .  Assim sendo, vamos analisar as possibilidades e os benefícios da instalação de um sistema de colectores solares que, ainda que incapaz de fornecer todo o calor necessário durante todo o tempo, pudesse fornecer uma parcela significativa do mesmo. Tendo em consideração a orientação de uma das águas da cobertura da piscina coberta, com um azimute de -40º, que não sendo a ideal é bastante favorável. Vamos admitir, embora houvesse outras soluções, que apenas o aproveitamos a área disponibilizada por esta água de cobertura que é aproximadamente de 100 m2  (alor estimado) será possível produzir entre 61 500 kWh/ano e 89 000 kWh/ano de energia, dependendo de tecnologia utilizada, o que significa, admitindo para a caldeira existente um rendimento de 93% uma poupança de combustível entre 5300 kg e 7600 kg.

Claro que estes valores pressupõem que as necessidades de aquecimento sejam iguais ou superiores aos valores que é possível produzir, caso contrário, a produção terá que ser ajustada para evitar desperdícios. Só após um cálculo dessas necessidades se poderá seleccionar a tecnologia e dimensionar o equipamento a instalar e até a sua localização por forma a optimizar os resultados.

Este texto não passa de uma sugestão, baseada em valores estimados. Para uma validação dos valores aqui adiantados seria necessário um estudo aprofundado, com base em medições concretas, quer do lado das necessidades energéticas, quer do espaço e orientação disponíveis.

Voltaremos em breve para nos debruçarmos sobre outros espaços, e apresentarmos as nossas sugestões.

 

António Venâncio


Tasca das amoreiras às 20:42
Link do post | Comentar | favorito
36 comentários:
De Anónimo a 19 de Janeiro de 2009 às 23:31
Foi elucidativo. Aliás conclusivo, principalmente quando refere "Só após um cálculo dessas necessidades se poderá seleccionar a tecnologia e dimensionar o equipamento a instalar e até a sua localização por forma a para optimizar os resultados."

Está explicado, do suponhamos, suponhamos, suponhamos até chegar à prática não é para todos ou estaremos apenas perante um problema téorico que nos deixam aqui para resolver?

Eu como não percebo nada e muito menos sou um sábio multidisciplinar, respondo em grande aos cálculos:

Á Engenheiro - 3x6... 3x6... 3x6... ehhhh... portanto... é fazer as contas!

Ou então, e mais fresquinho, à la menistra da saúde. 1.000, 1.000.000, ... o sr sec. de estádo já respondeu... isso estamos a apurar...


De Tasca das amoreiras a 20 de Janeiro de 2009 às 08:10
A energia que é possível obter, com esta localização, está calculada. Este texto não é um projecto, para a realização do qual seria necessária a recolha de mais dados ao quais não tenho acesso e a confirmação de alguns, coma a área da cobertura que foram apenas estimados. Não se trata pois “do suponhamos, suponhamos, suponhamos” como afirma mas de factos e de alguns dados concretos. Até chegar à prática falta apenas a vontade politica.

António Venâncio


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 08:51
Meus caros,

a idéia do venâncio, não um projecto, como refere, nem um supunhamos, trata-se apenas de uma dica de um engº prof.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 12:25
A liberdade de expressão pode resvalar com facilidade para a roda livre da bacorada.
É sempre complicado definir a fronteira entre a minha liberdade de expressão e o direito que todos os outros têm de não ser ofendidos.

A ADE-IR, Aliança Democrática de Elvas, Inimigos do Rondão, está a organizar uma jantarada de familiares e amigalhaços onde o tema inspirador dos comes-e-bebes vai ser a liberdade de expressão.
Porém, como se conhece a malta da ADE-IR, não é difícil adivinhar que está aberta a porta para a entrada da roda livre da bacorada.

Num jantareco de familiares e amigalhaços, convém escolher um restaurante dos amigalhaços e dirigente ADE-IR: Carlos Alberto Damião.
Só não se sabe lá muito bem ainda é o que o restaurante São José e os seus proprietários têm a ver com um atropelamento, na estrada da Calçadinha, na madrugada do sábado passado, que atirou para o Hospital de Santa Luzia um jovem de 18 anos e provocou a fuga do condutor.
Rapazinho de carácter, o condutor fugitivo!
Filho de boas famílias…
Gente dos ADE-IR?...
Gente que está mesmo como há-de ir!


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 13:49
Isto está lindo, está...


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 14:14
É inqualificável o estilo dos apoiantes do Rondão! Usam tudo! Está claro que a ADE quando marcou o jantar sabia de tudo isso. Nojento


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 14:20
Inqualificável é atropelar uma rapaz e fugir.
Inqualificável é o pai do dito, tão pronto a gaguejar baboseiras, não ter dado dois estalos no miúdo a tê-lo entregue à Polícia.
Inqualificável é gente desta integrar a ADE-IR, com aquele de "nós, os impolutos, queremos mudar o mundo"...


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 14:24
Contar a verdade e apontar factos é ser inqualificável?...
Ou ser inqualificável é contar a verdade que não nos interessa que se conheça?
Qualificável é o quê? Atropelar um rapaz e fugir?
Qualificável é o quê? Roubar, assaltar, violar, pedofilar?...


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 16:17
Abreu, Vieira, Cabaceira, Simão das Dores, Pepone, Aníbal, Balsinhas, Jantarão & Damião:
"Digam-me com quem andam..."


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 16:42
Rondão Almeida não poupa os portinholeiros desenvolvimentistas da cidade.
Cabaceira anunciou uma excursão a Lisboa, para visitar a Assembleia da República, na perspectiva de ver tratado um assunto que já está resolvido: as urgências e valências do Hospital de Santa Luzia.
Tiago Abreu foi ao Congresso do CDS, na perspectiva de se transformar na figura da política nacional que reformulou o traçado e o calendário da alta velocidade em Portugal.
Entretiveram-se assim…

No meio destes entreténs e de repente, Rondão Almeida invade a opinião pública com uma semana sempre a abrir. Ora reparem:
- na segunda-feira, dia 26, realiza mais um Encontro Temático sobre as novas competências das Autarquias no Ensino Básico;
- na terça-feira, dia 27, distribui mais um número do Boletim Municipal, onde dá conta do que fez, do que faz e do que vai fazer, ao nível de trabalho autárquico;
- na quarta-feira, dia 28, vem a Elvas e Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, para os 20 anos da APPACDM e, de caminho, aí vai ser lançada a primeira pedra das Residências Autónomas da instituição;
- e na quinta-feira, dia 28, faz o lançamento do número 6 da revista Elvas Caia, publicação internacional de Cultura e Ciênciaa

Nesta avalancha de eventos e obras, em que se transforma o ano de 2009, os ADE-IR, Aliança Democrática de Elvas, Inimigos do Rondão respondem fortemente: organizam um jantar de familiares e amigalhaços, no dia 31 num restaurante da estrada da Calçadinha (a mesma estrada por onde há condutores que atropelam jovens e fogem!), em defesa da liberdade de expressão.
Bem visto! Apoiado!
É que precisamos de liberdade de expressão, para explicar aos portinholeiros desenvolvimentistas, com o apoio dos STALinistas da esquerda ortodoxa e da direita radical, que Rondão Almeida lhes vai dar uma banhada de todo o tamanho, lá mais para o Outono.
Nós queremos essa liberdade, para lhes exprimir a dimensão da derrota deles.


De nando a 20 de Janeiro de 2009 às 17:10
A ideia é boa após um estudo serio alcançava-mos a tão desejada redução de custos energéticos a médio e longo prazo, é de valor e nos tempos que correm de salutar.
Assim teríamos investimento em energia renováveis e em novas tecnologias e a poupança dos dinheiros públicos
Pena é os comentários politiqueiros destrutivos a um post com algum sumo.



De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 17:22
Oh, Nandinho!

Não se escreve
"Pena é os comentários politiqueiros destrutivos a um post com algum sumo".
Escreve-se
"Pena são os comentários politiqueiros destrutivos a um post com algum sumo".

Mas a maior porra é que os "comentários politiqueiros destrutivos" ajudam a contar a verdade.
Isso é que magoa.
Isso é que acerta no bucho dos portinholeiros desenvolvimentistas.
Tanto assim que nem tugem nem mugem...


De HEHEHE a 20 de Janeiro de 2009 às 17:53
LOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 18:02
Tenho dúvida se é :

Pena é...
ou
Pena são...

Alguém,conhecedor da língua,faça o favor de me elucidar.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 19:26
PENA SÃO, PENA SÃO !!!

Digo eu, um grande apreciador de lingua de vaca estufada!!! Hehehehehe


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 21:24
Você é...

Pena é que seja!

Viva a santa...

O novo acordo já está em vigor.Não é preciso avaliação.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 22:35
Bem não sei de que lado é que está a nódoa?
Quem Emprenhou quem?
Quem indidirectamente tentou matar a mulher.Quem foi?

Nódoas


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 23:53
Paulinho Portinholas a falar de si próprio.
Do que é capaz um portinholeiro.
Nódoa.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 23:54
Nogento.


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 23:56
A liberdade de expressão pode resvalar com facilidade para a roda livre da bacorada.
É sempre complicado definir a fronteira entre a minha liberdade de expressão e o direito que todos os outros têm de não ser ofendidos.

A ADE-IR, Aliança Democrática de Elvas, Inimigos do Rondão, está a organizar uma jantarada de familiares e amigalhaços onde o tema inspirador dos comes-e-bebes vai ser a liberdade de expressão.
Porém, como se conhece a malta da ADE-IR, não é difícil adivinhar que está aberta a porta para a entrada da roda livre da bacorada.

Num jantareco de familiares e amigalhaços, convém escolher um restaurante dos amigalhaços e dirigente ADE-IR: Carlos Alberto Damião.
Só não se sabe lá muito bem ainda é o que o restaurante São José e os seus proprietários têm a ver com um atropelamento, na estrada da Calçadinha, na madrugada do sábado passado, que atirou para o Hospital de Santa Luzia um jovem de 18 anos e provocou a fuga do condutor.
Rapazinho de carácter, o condutor fugitivo!
Filho de boas famílias…
Gente dos ADE-IR?...
Gente que está mesmo como há-de ir!



De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 23:57
Abreu, Vieira, Cabaceira, Simão das Dores, Pepone, Aníbal, Balsinhas, Jantarão & Damião:
"Digam-me com quem andam..."


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 00:00
Portinholas desesperado dá tiro nos pés.
É a força do hábito.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:19
Se fosse pai do menino dava-lhe um belo estaladão.
Há coisas que um pai não deve admitir.

Pior que isso só se fosse pai de uma rapariga que andasse metida com um velho baboso ainda por cima casado! Outro estaladão bem dado!


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:45
Anónimo das 11:19 a rapariga foi a que engatou o teu pai na Câmara antes de 1993, bem visto. Há traumas que tu nunca esqueces...


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:46
Inqualificável é atropelar uma rapaz e fugir.
Inqualificável é o pai do dito, tão pronto a gaguejar baboseiras, não ter dado dois estalos no miúdo a tê-lo entregue à Polícia.
Inqualificável é gente desta integrar a ADE-IR, com aquele de "nós, os impolutos, queremos mudar o mundo"...


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:23
A malta dos ADE-IR, à medida que o tempo passa e nos aproximamos das eleições autárquicas, revela imobilismo e, sobretudo, incapacidade total de contrariar a máquina de Rondão Almeida, enorme produtora de obras e eventos.
Uma leitura diferente desta será sempre distante da realidade do concelho.
(Atenção a esta última palavra: "concelho". Não confundir com cidade)


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:51
Tenho pena do Portinholas. Com uma família assim...


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 13:36
Mocinha a andar aqui a defender o Rondão e a atacar o Tiago. Vendido!
Querias chegar ao nível do Tiago mas mais que tentes não consegues. és gordo, feio, mau feitio, maniento e já andas de mercedes a copiar o teu chefe


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:48
Então o Paulinho Portinholas não foi à Assembleia da República no autocarro dos familiares dos ADE-IR? Deixou o parceiro de coligação sozinho ou já lhe está a passar a rasteira?


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:52
Autocarro?...
Foram de táxi e ainda sobraram lugares.
E pior, pior, pior...
Já avisaram a Assembleia da República e parece que as galerias não têm capacidade para a multidão que vai de Elvas.
Os deputados já estão com medo.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:50
Só foi o Cabacinha, mais o Saldanha e a mulher de excursão a Lisboa. Nem o Vieiri foi apoiar a manifestação à porta da Assembleia da República, andam muito desgarrados do Cabacinha. Ai mete as barbinhas de molho que eles estão te a molhar Cabaça.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 11:56
Rondão Almeida bateu-se pela causa e resolveu o problema.
Cabaceira (e o Tiago, está de fora?) resolveu deitar os foguetes do São Mateus em Novembro.
Atrasou-se e escolheu o caminho errado, pronto.
Nada de especial.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 12:01
Se fosse pai do menino dava-lhe um belo estaladão.
Há coisas que um pai não deve admitir.

Pior que isso só se fosse pai de uma rapariga que andasse metida com um velho baboso ainda por cima casado! Outro estaladão bem dado!


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 12:53
Pior que isso só se fosse a mulher de um menino-bem que namorasse com ele, fosse ter um filho com outro e voltasse para ser reciclada por ele porque não tinha dado conta do recado antes!
Outro estaladão bem dado!
Nada de especial.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 12:56
Tiago pára com os comentários com insinuações pessoais e falsas.
Toma juizo.
Envolves a tua família e a dos outros que não têm nada a ver com as tuas lutas politicas.
É só um conselho.


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2009 às 13:47
A culpa é da porcaria do macaco gémeo que calou o bico. Mais valia que os tivesse no sitio para continuar a dar na cabeça do Portinholas.


Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs