Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

Aos pais da nossa cidade

Não gostava, antes de mais, que lessem este escrito como uma crítica, mas como um alerta de alguém que é pai e na altura certa, se calhar não fez o melhor que podia e sabia.

Todos nós temos noção que a educação em Portugal e na Europa em geral não vai bem. Antes pelo contrário, vai de mal a pior. Todos atiramos pedras, mas ninguém quer falar naquilo que para mim é um dos problemas maiores e que é a família.

Uns irão assobiar para o lado, outros atirarão a culpa à escola e aos professores, mas todos se recusam a fazer uma introspecção e admitir que há culpas de todos.

Atente-se àquela frase que é comum ouvir aos pais: “ o meu filho descambou devido às más companhias”. Alguém por acaso já pensou que se seria o seu filho a má companhia para os outros? Eu nunca ouvi e penso que jamais ouvirei. Atiramos sempre a culpa para os outros. E nós pais, temos ou não temos culpa do que se passa? Eu falo por mim e respondo afirmativamente. Temos e muito!

Sei que os tempos são outros, mas eu recordo-me como estudante, fazer tantas asneiras como os jovens fazem hoje. E então onde está a diferença? Eu ao fazer uma patifaria, ou era discreto para não me apanharem ou então sofria as consequências. Os fins-de-semana passados encerrado em casa à força, o corte na mesada, e as “lamparinas” que a minha Mãe me ia dando, fazia com que por vezes me contivesse.

Hoje, a juventude e na minha opinião, não é pior que a de há uns anos atrás, só que faz as patifarias e não há consequências. Passamos um raspanete ao “crio” e fica tudo “numa boa”.

Eu não gostava que os jovens fossem espancados em casa como antigamente, mas um sopapo de vez em quando não faria mal nenhum. Mas se o nosso rapaz levar uma “castanha” do pai ou mãe e se se lembrar de telefonar ao SOS Criança, lá temos os pais em maus lençóis.

Qual foi a última vez, e daqueles que estão a ler estas linhas, ajudou os filhos a fazer os trabalhos de casa? Ao menos, quantas vezes perguntaram se os traziam para fazer? E quantas vezes perguntámos pelas faltas que dão e onde andaram nessas horas? E quantas vezes os mandámos estudar e ficamos a verificar se o estão a fazer ou não? Quantas vezes mandamos um filho ali à mercearia da esquina comprar o pão que os esquecemos de trazer e levamos como resposta “vai tu” e NÓS VAMOS?

Mas que diabo, chega um homem a casa, farto de trabalhar e está lá para se aborrecer e ainda por cima à hora do telejornal ou da novela? Estou cansado para me “chatear”! E os nossos pais não estavam?

Tinha eu feito 17 anos e já me considerava um homem. Na noite de Natal resolvi andar com os meus amigos por aí a beber uns copos e cheguei a casa às 4 da manhã. Ninguém me disse nada o que para mim era muito mau sinal. Passei o resto das férias a ver a rua e os amigos da sacada de casa. Mas qual é que é o pai que hoje teria a coragem de fazer tal?

Mas não, continuamos todos a atirar pedras ao vizinho e somos incapazes de apontar um dedo que seja a nós próprios.

Mas que família somos nós hoje? Pergunto ainda de outra maneira: mas será que a palavra família ainda cabe no vocabulário dos portugueses?

Sempre fui contra o aborto, sou a favor de se arranjarem incentivos à natalidade, mas para serem pais como a maioria o são, na verdade o melhor é não os terem.

Ser pai ou mãe implica RESPONSABILIDADE! Ser pai ou mãe implica um COMPROMISSO para com os nossos filhos que não pediram para nascer! Para ser pai ou mãe implica HONRAR esses adjectivos!

Muito me apetecia ainda escrever sobre o assunto, mas já sei que as respostas virão invariavelmente a culpar os professores.

Com os pais que somos, nem com os melhores professores faremos dos nossos filhos HOMENS.

Eu não fui um bom pai! E você?

 

Jacinto César

 


Tasca das amoreiras às 23:26
Link do post | Comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 08:23
Jacinto César desesperado para não ser avaliado quer avaliar os pais num texto comovente mas com uma qualidade de conversa de esquina


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 09:51
E que teremos nós a ver que não tenha sido bom pai. Preocupa-me mais que nunca tenha sido bom professor porque ai pode fazer mossa numa geração inteira. Não foi bom pai, lixaram-se os filhos mas mais ninguém, aliás bem lixados coitados...


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 10:27
Boa reflexão.

www.cidadelvas.blogspot.com


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 12:07

" ANTES QUE EU CHORE, CHORA TU."

Sempre ouvi dizer isto ao meu Pai e à minha Mãe quando me castigavam ou quando me "chegavam a roupa ao pêlo".Faziam-no com conta peso e medida...mas faziam-no.
Eu chorava um pouco,pensava no que de mal tinha feito e,no futuro,evitava repetir.Por isso,sem traumatismos,penso que fizeram bem.
Agora os filhos não choram,os filhos sentem só facilidades,os filhos são os "tiraninhos" intocáveis que
atormentam a vida aos pais.
E,por isso,agora os pais choram.Choram quando já não controlam as situações que,infelizmente,ajudaram a criar.
Está assim o "Mundo".Repito:infelizmente está assim.



De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 17:02
Oh, Jacinto César!
Esta TAS CA já conheceu dias mais frequentados.
Por este andar, chega-te uma TAS QUINHA.
Eeheheheheheheheheheh


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 17:17
Coitado do comentador anterior! Não sabe falar sobre os assuntos e somente diz tonterias.Assim não há blog que resista!
No entanto,sempre vão aparecendo pessoas de juízo que dizem algo de interessante e útil.
Um conselho:deixe o blog e vá dar uma volta ao bilhar grande para arejar as ideias.Precisa de desanuviar essa cabecinha cheia de...



Comentar post

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

logo que poluiçao iriam causar duas ou tres embarc...
Muito interessante. Nessa documentação há document...
Nest baluarte existio uma oficina de artesanato on...
JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs