Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Terça-feira, 11 de Março de 2014

Indignados – 3

 

 

Para terminar esta série de textos sobre a indignação, gostaria hoje de abordar o tema “desporto”.

Penso que toda a gente tem consciência que o desporto tal como o conhecemos há muitos anos atrás acabou. Este “desporto” transformou-se numa indústria a nível mundial e como tal assim é tratado. Todos gostaríamos que a chamada “verdade desportiva” estivesse sempre presente, mas desenganemo-nos, pois isso faz parte do passado. Hoje quem comanda os destinos do desporto são as “máfias” corporizadas nos dirigentes desportivos, nos dirigentes federativos e nas grandes organizações representativas do “desporto” a nível mundial. Esta é a realidade.

Como tal, e como em todos os outros campos de actividades económicas, os grandes “comem” os pequenos porque se movimentam muitos milhões e estes não têm o direito de comer nenhuma fatia do bolo.

Eu sou um desiludido do desporto em geral e do futebol em particular. E porquê? Porque tudo aquilo que vou vendo cheira-me sempre a esturro. A começar pelos jogadores (para não dizer mercenários), os treinadores, os dirigentes e companhia.

Logo os primeiros não me merecem o menor respeito. Quando são contratados afirmam sempre que darão a vida pelo clube que os contratou e até a relva irão comer se for necessário. Depois é vê-los a jogar. As manhas, as tentativas de enganar tudo e todos, para já não falar de quando se vendem por interesses maiores (ler apostas desportivas). Depois são os treinadores que os incentivam e ensinam a serem assim. Para acabar são os dirigentes que não olham a meios para atingir os seus objectivos. São capazes de tudo e até a própria mãe são capazes de vender.

Dirão agora: e os árbitros? Em minha opinião acabam por ser as maiores vítimas no meio disto tudo. São os bodes expiatórios de tudo o que de mau acontece a este ou àquele clube. Acredito que haverá árbitros desonestos como há desonestos em todos os sectores profissionais. Mas no futebol e fazendo fé no que dizem os adeptos, são todos corruptos. Mas será que não há nenhum sério? Será que todos são “uns vendidos”? Ou seremos nós que queremos ver isso dessa forma?

Ouve-se a toda a hora da boca dos aficionados que os ditos árbitros ou são corruptos ou incompetentes! Uma pergunta gostaria de fazer a todos esses adeptos: nas suas actividades profissionais será que são todos assim tão competentes, como querem que os outros o sejam, e não cometem falhas algumas? Pensem bem nisto que vos pergunto. Façam uma introspecção e depois opinem sobre os outros.

No domingo passado o Sporting queixou-se muito do árbitro. Acredito que tenham queixas a fazer. Mas detenhamo-nos naquele “golo” que o dito clube marcou. Haveria no estádio uma boa dúzia de câmaras de TV. Viu-se o lance de todos os ângulos e mais algum e fiquei na dúvida se a bola entro toda ou não na baliza do Setúbal. A pergunta que eu gostaria de deixar no ar é a seguinte: como é que aquele “desgraçado” em fracções de segundo pode decidir em consciência? Se valida é porque valida! Se não valida é porque não valida! Quer isto dizer que o dito é sempre ladrão ou na boca de uns ou na dos outros. E quem fala deste lance fala de milhares deles que se dão durante uma época. “Foi fora de jogo” dizem uns. Eu vi na televisão que o jogador estava com um pé à frente da linha. E como é que um bandeirinha em fracções de segundo consegue ver? LADRÃO!

Uma vez assisti a uma cena do arco-da-velha. Estava eu a assistir a um jogo ao vivo. No momentos em que jogadores e árbitros entravam no campo, o meu “companheiro” do lado já estava a chamar ladrão ao “homem de negro”. Na minha boa fé, perguntei-lhe porque é que estava já a chamar aquilo ao árbitro se o jogo ainda não tinha começado? Resposta: “ … ainda não roubou, mas vai roubar-nos de certeza”.

Por aqui me fico, sabendo que muito mais havia a dizer. Quanto à verdade desportiva, não passa de uma utopia.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 17:21
Link do post | Comentar | favorito
|
Segunda-feira, 10 de Março de 2014

Indignados – 2

 

 

 

Todos os meus leitores e amigos sabem, já que nunca o escondi, que sempre me opus ao chamado “casamento” entre homossexuais e isto tão-somente pelo facto de se colocar a palavra CASAMENTO à união entre pessoas do mesmo sexo. Quanto ao resto sou um acérrimo defensor das liberdades de cada um. O mesmo digo em relação à adopção de crianças por uniões de facto de homossexuais. E isto porque não suporto a ideia de uma criança ser educada por 2 pais ou 2 mães. É a minha opinião e vale tanto como outra qualquer.

Agora o que é indigno são as notícias que nos têm surgido nestes últimos tempos sobre a perseguição e condenação a todos os homossexuais em alguns países africanos, árabes e nalguns asiáticos.

O que se passa em África é então o absurdo, ao ponto de os governos incentivarem a denúncia e até condenarem os cidadãos que conheçam casos e não os denunciem. Condenações à morte e penas de prisão enormes. Mas o que é isto senão a selvajaria de povos que levam a sua intolerância até aos limites?  

E aonde param os campeões das liberdades (leia-se USA)? Pois é, a maioria destes países têm petróleo e são dos maiores produtores mundiais (Nigéria, Arábia Saudita … …). E que acontecia se os condenassem? Que raio de hipocrisia.

Se houver por aí um pequeno país que não tenha o dito ouro negro ou que não seja estrategicamente importante e “mijar” fora do penico, cai o Carmo e a Trindade. Agora condenar os poderosos?

No continente africano e no médio oriente tem-se assistido a tudo. São os atropelos à liberdade religiosa, são as restrições à liberdade das mulheres, é a mutilação genital dessas mesmas mulheres, é a liberdade de imprensa, é …, é o vale tudo. E os “campeões” das liberdades e o seu séquito europeu calados.

Isto sim é INDIGNO para mim e não a indignação provocada por uma falsidade desportiva qualquer que produz uma onda de protestos de meio país.

Sobre isso falarei amanhã.

 

Jacinto César     


Tasca das amoreiras às 13:25
Link do post | Comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Março de 2014

Indignados

 

 

Como sempre depois da tempestade vem a bonança e cá estou eu novamente pronto para agitar as massas.

Acontece que ontem, faz ideia, pois eu não vi, que o Sporting foi prejudicado pelos árbitros no jogo com o Setúbal. Mas não é sobre o futebol que quero escrever.

Imediatamente após o encontro, surgiram no FaceBook comentários dos mais diversos mostrando a sua indignação pelos acontecimentos atrás relatados, como se isso fosse o fim do mundo. Eu até sou do Benfica e estou-me nas tintas para que percam ou ganhem. Não fico doente, não deixo de comer e não perco a fome. Os jogadores ganham milhões e os adeptos é que ficam doentes com os resultados.

Mas a indignação que mostram com o futebol, não a vejo manifestada com os roubos a que todos nós estamos sujeitos diariamente. Roubam-nos o ordenado, roubam-nos nas reformas, vemos os tubarões safarem-se diariamente das malhas da “justiça”, vemos esses mesmos tubarões diariamente ficarem cada vez mais ricos à custa do Zé, vemos injustiças e atropelos que se cometem a toda a hora, e CALAMOS.

Mas afinal o que é que nos interessa como cidadãos: a PORRA do futebol ou depauperação das nossas condições de vida.

Não consigo entender o que se passa na cabeça dos portugueses. Mais, penso até que o nosso (des)governo dá tudo para que haja todas as semanas escândalos na bola para que o pessoal se entretenha com isso e esqueça as outras coisas.

Razão tinha mais uma vez o António que dizia que o que era preciso era aplicar a política dos três F’s: Fátima, fado e futebol.

Sabem? Eu sinto-me indignado não só com o que se faz diariamente aos portugueses como me sinto indignado com os próprios portugueses que se indignam com tudo menos com aquilo que de verdade os afecta. Sinto-me triste.

 

Uma boa semana para todos

 

Jacinto César   


Tasca das amoreiras às 22:10
Link do post | Comentar | favorito
|

Veja quanto tempo falta para as 5 da tarde

Número de bebedores desde 31-7-2007

Visitor Statistics
camping gear

O Tempo

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...
Preconceituoso

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs