Elvas sempre em primeiro

Todos os comentários que cheguem sem IP não serão publicados.
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

E vão 3 meses

Jamais pensei que este simples projecto durasse tanto tempo!

Jamais pensei que este simples blog tivesse tido a aceitação que teve!

Passados 3 meses e cerca de nove mil acessos, jamais me passaria pela cabeça!

Assim sendo, só me resta agradecer a todos aqueles que tiveram paciência de nos aturar.

Escrevemos aqui de tudo um pouco, atravessando horizontalmente todos os temas que nos pareceram actuais. Sem limites, sem censuras, sem estarmos “presos” a ninguém nem às ordens de alguém. Dissemos aquilo que pensámos e que nos ia no coração com honestidade.

Assim, somos “obrigados” a continuar.

Obrigado!

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 23:48
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

Há cada cabeça!

Hoje já é a segunda vez que escrevo aqui, mas não resisti à tentação de deixar aqui para quem faz o favor de nos aturar, o mail que um amigo me enviou. Uma história deliciosa e duma imaginação pouco comum. Ora leiam se fazem o favor:

ANTES DA POSSE
O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo de nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de modo algum que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.

DEPOIS DA POSSE
Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 22:27
Link do post | Comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

A propósito de … Dinheiro

Tenho algumas amigas minhas que dizem na brincadeira que não se importavam de ser loiras, “bem apresentadas”, bonitas, burras mas podres de ricas.
Há homens que dizem mais ou menos a mesma coisa: feios, porcos, a cheirarem a cavalo, brutos mas cheios de dinheiro.
E isto vem a propósito do triste espectáculo de ontem à noite na televisão e no programa “Prós e Contras”.
Como é que é possível reunir-se ao mesmo tempo tanto dinheiro e tanta brutidade?
Como é possível vir-se para a televisão fazer a lavagem de roupa suja que se fez?
Eu se fosse accionista de qualquer um dos dois bancos ficava preocupado com as “negociatas” e operações menos claras que por lá se vão fazendo. Infelizmente o Zé Pequeno Accionista não tem voto na matéria, onde só falam os “Joe”.
Ameaças e chantagens em directo nunca tinha visto. Mas enfim, nós lá vamos “cantando e rindo” e esperando que o ordenado nos chegue até ao fim do mês, porque se não chegar lá temos nós que “cair nos braços deles”.
 
Jacinto César
 

Tasca das amoreiras às 15:56
Link do post | Comentar | favorito
|
Sábado, 27 de Outubro de 2007

A propósito de … Fome

Hoje li uma notícia que me deixou deveras preocupado, porque nunca tinha reflectido sobre o assunto e provavelmente poucos de nós o fizeram. Passo a transcrever: Jean Ziegler, um especialista das Nações Unidas, condenou o uso crescente das plantações para produzir bio-diesel em substituição do petróleo considerando-o um crime contra a humanidade (semanário Sol. Fiquei a pensar para com os meus botões: se hoje toda a economia mundial está refém de uma ditadura dos países produtores de petróleo, com o aumento do cultivo de oleaginosas, ficaremos todos reféns dos possuidores de terras aráveis, que em lugar de produzirem “comida” passarão a produzir “petróleo” (bio-disel).  E depois como será? Morremos de fome mas inundados de combustíveis, que sendo “verde” não deixam de o ser. Por este andar ainda vamos ver os árabes a semear cereais no deserto e assim perpetuar a sua ditadura, só que desta vez ainda pior. Todos nós, mais uns que outros temos consciência que algo tem que mudar em termos ambientais e disso não tenho dúvidas. Mas se levarmos estes assuntos ao limite, diria mesmo ao fanatismo, qualquer dia teremos mesmo um ambiente são: morremos todos de fome e volta tudo à estaca zero. Fica o ambiente e vamos nós! Este mundo está doido!

Jacinto César  

 


Tasca das amoreiras às 14:44
Link do post | Comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Jamais dire jamais!...

Perdoem-me os leitores o galicismo, o qual vem a propósito das declarações de um certo Senhor Engenheiro, o tal que até está inscrito na Ordem, e que a propósito da possibilidade da construção do futuro Aeroporto de Lisboa na margem sul do Tejo, fez a célebre comparação com o deserto, e concluiu com um rotundo “Jamais!...”
Ora, segundo notícias vindas hoje a público, o estudo realizado sobre a alternativa de Alcochete, tem esta seguintes vantagens:
- Poupa directa ou indirectamente (através da poupança nos custos do TGV), a módica quantia de três mil milhões de euros, coisa de somenos importância, dada a situação de desafogo económico em que vive o país!...
- Tem possibilidades de expansão, contrariamente à outra localização prevista, a Ota, para a qual se previa a saturação ao fim de quarenta anos. Também este dado não é importante, pois as empresas de construção, dependentes das grandes obras públicas, também necessitam de viver daqui a quarenta anos!...
Devia saber o Senhor Engenheiro que uma regra de ouro de qualquer projectista, seja ele Engenheiro, Engenheiro Técnico ou Arquitecto, é manter o espírito aberto e procurar estudar o maior número de alternativas possível, depois seleccionar a melhor entre elas, atendendo a todos os parâmetros: económico, ambiental, de acessibilidade, de possibilidade de desenvolvimento/expansão, etc…
A inscrição numa Ordem, dá a um Licenciado em Engenharia o direito de utilizar o título de Engenheiro, e de exercer a profissão, mas a competência na hora de tomar decisões, essa não depende de uma qualquer inscrição!...
 
António Venâncio

Tasca das amoreiras às 10:52
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

A propósito de … Greves

E se um dia os pobres, os reformados e todos os mais desfavorecidos deste país resolvessem fazer GREVE? Lá teríamos de certeza o governo a entrar em pânico e suplicar por negociações!

Isto vem a propósito da greve dos pilotos. Não sou contra a referida greve pois entendo que eles lá terão os seus motivos para a fazer, estou é contra a rapidez do governo em aceitar negociar com os respectivos sindicatos. Bem, não estou contra a rapidez, mas sim com a falta dela quando se tratam de classes profissionais sem “peso” e sem poder negocial, que não é o caso desta e de mais algumas, que por acaso até são as classes mais favorecidas. Por este andar ainda vamos assistir a uma greve dos gestores públicos a reivindicar melhores salários e menos anos para a reforma. Falei em reforma? Pois foi, mas enganei-me. Para estes ela está já mais que garantida com poucos anos de “trabalho”. Coitados dos pilotos!

E já que falo de reformas, melhor, melhor, só a dos políticos. O ex-deputado e ex-presidente do PSD já correu a reclamar a sua e por inteiro por ter estado no Parlamento doze longuíssimos anos. Ganda nóia. Coitados, fartam-se de trabalhar.

Eu quando crescer quero ser como eles!

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 00:54
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

Indícios de Corrupção na “dita”!...

Estreia hoje nos cinemas do nosso país um filme, de nome “Corrupção”, que já é polémico mesmo antes da estreia.
Ao que parece, o realizador do filme, não vai aparecer na ficha técnica, devido a um “ligeiro desaguisado” com o produtor, devido a um facto “tão insignificante” como este ter suprimido dezassete minutos ao filme!... Coisa de somenos, o que são afinal dezassete minutos?...
Que estará por detrás de um tão inopinado procedimento?...
Custa-me a crer que seja apenas a necessidade de poupar fita!...
Também não me parece que seja uma preocupação ambiental (poupar a energia de dezassete minutos de projecção)!...
O aumento da produtividade, libertando o espectador mas rapidamente para ir trabalhar?...Também não creio!...
Sendo este filme baseado num livro que, de acordo com a autora, se baseia em factos reais, não seriam esses dezassete minutos demasiado reais para alguns?...
Será que não houve “dita” na “dita”?....
 
António Venâncio
 

Tasca das amoreiras às 14:18
Link do post | Comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

O Tratado de Lisboa

Finalmente e ao fim de seis ano fez-se luz verde para todos os Europeus. Finalmente vamos ter “alguma coisa” por onde nos guiarmos. Não será bem uma Constituição, mas já é alguma coisa para quem não tinha nada. Se irá ser bom para todos, penso que só o tempo o dirá. Uns talvez percam alguma coisa, outros ganharão talvez e outros ainda, ficarão na mesma.

Mas não é propriamente sobre o tratado que escrevo, pois não o li e se o tivesse lido se calhar não o saberia analisar e muito menos criticar.

O quero referir aqui foi o facto de tal acordo ter sido conseguido em Lisboa, na Presidência Portuguesa e com o português a Presidente da Comissão Europeia. Pode eventualmente que Portugal e o seu governo pouco ou nada tenham contribuído para tal ocorrência, mas lá que fica na história fica, o que pode constituir uma injecçãozinha no ego e na moral dos portugueses.

Mas se por uma perspectiva fico satisfeito, vendo as coisas por outro lado fico triste, senão mesmo preocupado e estou a referir-me a este (des)governo. Depois disto, quem é que os vai tirar de lá agora? Se juntarmos a isto tudo, mais umas benesses (em 2008 que é ano de eleições autárquicas e em 2009 legislativas) que de certeza vão ser distribuídas, quem é que apeia o homem da cadeira do poder? Menezes? Não me parece! Portas? Tão pouco! O Jerónimo e o Louçã? Só se o povo enlouquecesse!

E em que ficamos? Mais cinco anos com mais do mesmo! A arrogância, a prepotência a atingir as raias do escândalo, a democracia e a liberdade a fragilizarem-se e tudo o mais que todos conhecemos muito bem (e aquilo que não sabemos). Iremos certamente a continuar a emagrecer para engordar alguns e os 2 milhões de pobres a aumentar em flecha (a vergonha nacional)  

 

Animem-se, hoje é fim-de-semana!

 

Jacinto César

Tags:

Tasca das amoreiras às 16:19
Link do post | Comentar | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Cidade Jardim?

Por jardim temos a noção de um local aprazível e tranquilo.

Já para Cidade Jardim o conceito é bem diferente: local movimentado, barulhento e agitado.

Quero deixar bem claro que nada tenho contra os bares que aí se localizam e com os seus proprietários que não conheço, mas no entanto tenho que reconhecer que para todos aqueles que residem nas suas proximidades terão muitas dificuldades em conviver com eles. A minha residência é a cerca de quinhentos metros do local e mesmo aí chega o bruá das noites de fim-de-semana. Ora para quem tem que se levantar cedo e trabalhar, o ambiente que ali se vive não deve ser o melhor para quem tem ou quer descansar.

Penso que mais cedo ou mais tarde terá que se encontrar uma solução de consenso e que agrade a todos os interessados. Penso que a Câmara Municipal também terá uma palavra a dizer.

 

Jacinto César


Tasca das amoreiras às 17:04
Link do post | Comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Foi lindo!...É triste!...É preocupante!...

Parece uma contradição, mas este foram os sentimentos que me assaltaram ontem à noite no final do concurso “Sabe mais que um Miúdo de 10 anos?” na RTP.

 

Foi lindo ver uma Avó, cuja formação académica se reduz ao  “ultrapassado” sétimo ano dos liceus e com uma vida profissional como funcionária pública, classe profissional “incompetente”, onde residem todos os males deste país, percorrer toda a série de dez perguntas sem recorrer a qualquer ajuda, e com uma segurança reveladora de um conhecimento bem cimentado.

Foi lindo ouvi-la dizer que tinha concorrido apenas para que os seus netos sentissem orgulho na avó, tentando passar às novas gerações a mensagem que o conhecimento, hoje completamente fora de moda, é algo de importante e de que nos devemos orgulhar.

Foi lindo ver brilhar os olhos daqueles netos perante a Avó convertida em estrela de televisão.

Foi lindo ver a confiança daquela família, quando chegada questão onze, incentivou unanimemente a Avó/Mãe a não desistir, apesar de não conhecer a pergunta, e arriscar oito mil e quinhentos euros dos  dez mil que havia ganho.

Foi lindo perceber que a décima primeira pergunta teria sido também respondida com êxito, não fora o medo de assumir riscos de quem viveu uma vida limitado ao salário modesto de servidor do estado, e em funções nas quais assumir riscos é absolutamente proibido.

 

 É triste verificar na nossa sociedade quanto se subvaloriza o conhecimento, e quanto este está fora de moda.

É triste pensar de que forma a nossa sociedade menospreza os seus idosos e considera as suas reformas como um peso.

É triste ver quantas famílias vivem desmembradas, nas quais os avós nunca verão brilhar os olhos de seus netos.

É triste constatar quantos netos não são educados a admirar o capital de cultura que transportam seus avós, e desvalorizam saber e experiência acumulados ao longo de uma vida.

 

É preocupante que até agora nenhum concorrente tivesse conseguido atingir a décima pergunta, mesmo com o recurso às ajudas.

É preocupante que os licenciados em diversas áreas que já passaram pelo programa, tivessem revelado um desconhecimento de conceitos ao nível do primeiro ciclo do ensino básico e início do segundo suficiente em muitos casos para os fazer errar mais de três questões em dez (utilizar as ajudas todas antes de ser eliminados).

É preocupante constatar  o óbvio, a degradação progressiva do sistema de ensino, bem patente na diferença abissal entre os conhecimentos e segurança revelados por esta Avó, e as dúvidas e ignorância patenteadas por outros concorrentes com formação teoricamente superior, apenas justificável pela geração e pelo momento em que percorreram o sistema de ensino.

É preocupante , que os (i)responsáveis políticos que nos governam, não encarem a realidade bem de frente, e ponham fim às pseudo pedagogias, importadas de Boston por uma certa elite que aí realizou mestrados relâmpago, que têm cerceado a formação de sucessivas gerações dos nossos jovens.

É ainda preocupante que pais e educadores, perante esta situação tão clara, continuem a “assobiar para o lado”, não tendo a coragem de gritar que “O Rei vai nu”.

 

António Venâncio

 

 

 

 


Tasca das amoreiras às 19:12
Link do post | Comentar | favorito
|

Veja quanto tempo falta para as 5 da tarde

Número de bebedores desde 31-7-2007

Visitor Statistics
camping gear

O Tempo

Últimos copos

Forte da Graça - 18

Forte da Graça - 17

Forte da Graça - 16

Forte da Graça - 15

Forte da Graça - 14

Forte da Graça - 13

Forte da Graça - 12

Forte da Graça - 11

Forte da Graça - 10

Forte da Graça - 9

Adega

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


A procurar na adega

 

Blogs de Elvas

Tags

todas as tags

últ. comentários

JacintoSó agora tive oportunidade de lhe vir dizer...
VERGONHA? MAS ESSAS DUAS ALMAS PERDIDAS RONDÃO E E...
Uma cartita. Uma cartinha. Uma carta.Assim anda en...
Os piores lambe-botas são os partidos de Esquerda ...
O mundo está para os corruptos e caloteiros. Uma a...
O mundo é dos caloteiros . Uma autentica vergonha.
"Não se pode aceitar que um professor dê 20 erros ...
penso k será pior dizer k ñ tem pais!ou k ñ sabe k...
Preconceituoso

mais comentados

101 comentários
89 comentários
86 comentários

subscrever feeds

SAPO Blogs